Posts com a tag ‘fantasia’


Especial A Torre Negra: O Pistoleiro #1

banner_especialtorre

“Longos dias e belas noites, sai.”

A Torre Negra é uma das séries mais queridas para mim, Karen, para o Felipe, e também para a Melissa, do Livros de Fantasia, parceiríssimo do Por Essas Páginas. Já há muito tempo eu tinha vontade de fazer um especial dessa série épica aqui no blog, mas fui deixando para depois, dando desculpas para mim mesma. Mas quando virou 2015, percebi que essa era uma meta que eu não poderia mais deixar para depois. Conversei com a Melissa (é claro que tinha que ser ela, essa menina pertence ao meu ka-tet há anos!) e, mesmo em meio à correria da vida (é, o ka é uma roda, amigos!), resolvemos começar essa aventura de resenhar os 8 livros da série (afinal, agora temos O Vento Pela Fechadura também) e ainda as HQs. E, como não poderia deixar de ser, vamos iniciar essa jornada pelo primeiro volume da série: O Pistoleiro.

Obs.: os comentários da Karen estarão em preto, enquanto os da Melissa em marrom. Já os do Felipe estão em vermelho.

“Este livro é o primeiro dos sete volumes da série A Torre Negra, obra mais ambiciosa do escritor Stephen King. O Pistoleiro apresenta ao leitor o fascinante personagem de Roland Deschain, último descendente do clã de Gilead, e derradeiro representante de uma linhagem de implacáveis pistoleiros desaparecida desde que o Mundo Médio onde viviam “seguiu adiante”.
Para evitar a completa destruição desse mundo já vazio e moribundo, Roland precisa alcançar a Torre Negra, eixo do qual depende todo o tempo e todo o espaço, e verdadeira obsessão para Roland, seu Cálice Sagrado, sua única razão de viver. O pistoleiro acredita que um misterioso personagem, a quem se refere como o homem de preto, conhece e pode revelar segredos capazes de ajudá-lo em sua busca pela Torre Negra, e por isso o persegue sem descanso. Pelo caminho, encontra pessoas que pertencem a seu ka-tet – ou seja, cujo destino está irremediavelmente ligado ao seu.
Entre eles estão Alice, uma mulher que Roland encontra na desolada cidade de Tull, e Jake Chambers, um menino que foi transportado para o mundo de Roland depois de morrer em circunstâncias trágicas na Nova York de 1977. Mas o pistoleiro não conseguirá chegar sozinho ao fim da jornada que lhe foi predestinada. Na verdade, sua aventura se estenderá para outros mundos muito além do Mundo Médio, levando-o a realidades que ele jamais sonhara existir.
Inteiramente revista pelo autor, esta primeira edição brasileira de O Pistoleiro traz também prefácio e introdução inéditos de King.” Fonte

O homem de preto fugia pelo deserto e o pistoleiro ia atrás.




A Cuca Recomenda: Picta Mundi

A primeira vez que me deparei com Picta Mundi foi nas finais de um concurso de fantasia e ficção científica da Revista Bang!, e já ali me interessei; a premissa, afinal, era extremamente intrigante e criativa: um mundo novo e fantástico dentro de quadros. Infelizmente, o livro acabou não vencendo o concurso, mas fui acompanhando a trajetória batalhadora e corajosa da autora Gleice Couto: de administradora do antigo (e ótimo) blog Murmúrios Pessoais, ela construiu uma carreira de escritora independente e, agora, além disso, oferece serviços editoriais e ainda é booktuber no Ultraviolet. Mas, apesar de admirar sua carreira, o que realmente me deixou encantada foi seu romance de estreia: Picta Mundi. Com uma escrita deliciosa, muita aventura e um mundo criativo e bem construído, Picta Mundi me conquistou.

“A vida da jovem Letícia virou de cabeça para baixo após a morte de Raul, seu pai. Até mesmo o colégio onde estuda, o renomado Dippel – um reduto de jovens prodígios, perdeu a pouca graça que tinha. Mas as coisas começam a mudar quando descobre que o desaparecimento de Felipe, o aluno mais promissor do colégio, e a morte de Raul poderiam estar interligados. Daniel, irmão de Felipe, afirma que Raul pode estar vivo, mas, assim como seu irmão, preso em um mundo paralelo dentro de quadros, Picta Mundi. Ao que tudo indica, porém, Raul desaparecera ao procurar os objetos mágicos que os libertariam daquele universo. Agora, somente Letícia pode ajudá-los. Para isso, terá que entrar em Picta Mundi e, junto com Felipe, procurar por seu pai e reunir os itens mágicos. A tarefa não será nada fácil. Em meio a várias aventuras em quadros que retratam momentos da história do Brasil, como os bailes de máscara do início do século XX ou uma aldeia de índios tupinambás no século XVI, eles terão seus conhecimentos e coragem testados em enigmas, passagens secretas, e confrontos com seres perigosos, liderados pelo maligno Donato, que também está atrás dos itens mágicos, mas com o objetivo de usá-los para o mal: dominar Picta Mundi.” Fonte

A vida comum pode ser extraordinária.




Resenha: Ruína e Ascensão

Eu gostaria de falar muitas coisas sobre Ruína e Ascensão, terceiro é último volume da Trilogia Grisha, mas está bem difícil alinhar meus pensamentos após esse final. Fiquei dividida, confesso, entre me sentir satisfeita por um desfecho, mas discordar em grande parte dele. Quem disse que um leitor precisa sempre concordar com o autor, afinal? Leigh Bardugo construiu um mundo grandioso e fantástico, com dois livros excepcionais precedendo esse volume, e acho que exatamente por isso, por tantas promessas e pela escrita apaixonante da autora, eu esperei demais. E, sim, me decepcionei um pouco.

Aviso: essa resenha contém spoilers do primeiro e segundos volumes da Trilogia Grisha: Sombra e Ossos Sol e Tormenta. Leia as resenhas clicando aqui e aqui.

“A capital caiu.
O Darkling comanda Ravka em seu trono das sombras. Agora o destino da nação depende de uma Conjuradora do Sol arruinada, de um rastreador desonrado e dos cacos do que antes fora um grande exército mágico.
No fundo de uma antiga rede de túneis e cavernas, uma fraca Alina deve se submeter à duvidosa proteção do Apparat e daqueles que a veneram como uma Santa. Porém, sua mente está na busca pelo misterioso pássaro de fogo e na esperança de que um príncipe foragido ainda esteja vivo.
Alina deverá formar novas alianças e deixar de lado velhas rivalidades, enquanto ela e Maly buscam pelo último dos amplificadores de Morozova. Mas assim que começa a elucidar os segredos do Darkling, ela descobre um passado que mudará para sempre seu entendimento sobre a ligação que os une e o poder que ela carrega. O pássaro de fogo é a única coisa que está entre Ravka e a destruição — e reivindicá-lo pode custar a Alina o futuro pelo qual ela tem lutado.” Fonte

Eu sou ruína.




A Cuca Recomenda: Contos do Dragão #1

Geralmente faço resenhas de contos separadamente, mas no final do ano passado li vários um atrás do outro e, confesso, ia dar muito trabalho fazer uma resenha única para cada um, isso sem contar que às vezes você não tem tanta coisa a dizer sobre assim sobre uma história curta. Às vezes eles exigem apenas um comentário pequeno, que quase não dá para uma resenha, então resolvi abrir duas “colunas” da Cuca: Contos do Dragão, na qual falarei apenas de contos da coleção da Editora Draco, e Contos da Amazon, quando me dedicarei a falar de contos independentes publicados na Amazon. E, é claro, sempre serão obras brasileiríssimas. Então, vamos lá ao Contos do Dragão #1?

“A bióloga Lima C. é convidada para o MCXI congresso de Astrobiologia por seres anônimos e de outras dimensões da existência. O que poderá aprender essa curiosa humana quando se depara com a sua pequenez em relação ao universo?
O conto O Incrível Congresso de Astrobiologia foi lançado inicialmente na coletânea Imaginários volume 4, e agora faz parte de uma série de contos individuais lançados diretamente em e-book: os Contos do Dragão.” Fonte

Um pôr do sol que perduraria pela eternidade.




Resenha: As Crianças Trocadas – A Guerra dos Fae 1

AS_CRIANCAS_TROCADASSinopse: Jayne Sparks, rebelde e língua afiada de dezessete anos e seu melhor amigo, tímido e estudioso Tony Green tem uma existência muito típica de escola secundária, até que vários incidentes aparentemente não relacionados convergem, causando uma cascata de eventos que mudam suas vidas para sempre. Jayne e Tony, junto com um grupo de adolescentes em fuga, são sequestrados e enviados para uma floresta, onde nada e ninguém são o que parecem. Quem sairá triunfante? E o que eles serão quando o fizerem? Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...