Posts com a tag ‘fantasia’


A Cuca Recomenda: O Castelo das Águias

Dessa vez a Cuca mergulhou em um mundo fantástico chamado Athelgard nesse livro da Ana Lúcia Merege, que saiu pela Editora Draco. Em O Castelo das Águias, primeiro livro de uma série, conhecemos um mundo com humanos, elfos, magia e águias guerreiras. Com uma narrativa leve e uma trama despretensiosa, Ana Lúcia Merege nos conduz por uma história deliciosa e com uma bela mensagem. ‘Bora lá saber se a Cuca recomenda?

“O Castelo das Águias, romance fantástico de Ana Lúcia Merege, é um lugar especial. Localizado nas Terras Férteis de Athelgard, região habitada por homens e elfos, abriga uma surpreendente Escola de Magia, onde os aprendizes devem se iniciar nas artes dos bardos e dos saltimbancos antes de qualquer encanto ou ritual. Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio de se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Aprende os princípios da Magia da Forma e do Pensamento e tem a oportunidade de conhecer pessoas como o idealizador da Escola, Mestre Camdell; Urien, o professor de Música; Lara, uma maga frágil e enigmática, e o austero Kieran de Scyllix, o guardião das águias que mantêm um forte elo místico com os moradores do Castelo. Enquanto se habitua à nova vida e descobre em Kieran um poço de sentimentos confusos e turbulentos, uma exigência do Conselho de Guerra das Terras Férteis põe em risco a vida e a liberdade das águias Com o apoio de Kieran, Anna lutará para preservá-las,desvendando uma trama de conspiração e segredos que envolvem importantes magos do Castelo.” Fonte

Se você ama alguém, deixe-o livre.




A Cuca Recomenda: Expectativas Excalibur

Temos aqui fãs de fantasia medieval e histórias arturianas?

Pois para quem é fã, curioso ou apenas gosta de boa literatura, a Cuca vem hoje com uma grande indicação. A Editora Draco está anunciando ótimos lançamentos (sério, gente, fiquem de olho no blog da editora e também no Facebook, tem muita coisa legal aparecendo!), entre eles Excalibur – histórias de reis, magos e távolas redondas, uma coletânea de contos – sempre com uma seleção rigorosa, marca registrada da editora – com o tema de histórias do universo arturiano. Confesso que sou daquelas que li (e amei) apenas As Brumas de Avalon, mas estou curiosíssima por essa antologia. ‘Bora lá saber mais?

“Todos já ouvimos falar do Rei Artur. Desde as crônicas medievais até a literatura contemporânea, passando por meios como o cinema, teatro, quadrinhos e games, muito foi contado sobre ele, seus cavaleiros e o mago Merlin, reinventando o universo mágico cujo centro é a corte do reino de Camelot.

A coletânea Excalibur – histórias de reis, magos e távolas redondasabraça esse imaginário, reunindo histórias inspiradas por versões das novelas de cavalaria e releituras contemporâneas, mas sem ignorar a sua origem na mitologia celta. O resultado é a diversidade de estilos, cenários e gêneros que vão da fantasia heroica ao dieselpunk, sempre unidos à atmosfera de magia e aventura que imortalizaram o Rei Artur.

Na liderança dessa missão pelo Santo Graal está Ana Lúcia Merege, que divide a Távola Redonda com um conto ao lado dos destemidos Roberto de Sousa Causo, Liège Báccaro Toledo, Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra, André S. Silva, Pedro Viana, A. Z. Cordenonsi, Ana Cristina Rodrigues, Marcelo Abreu, Melissa de Sá, Octavio Aragão e Cirilo S. Lemos.

Batalhas, encantamentos, amores, intrigas e traições – tudo isso e muito mais se revela a cada página de Excalibur, uma homenagem à fantasia medieval e aos heróis que nunca morrem.” Fonte

Uma homenagem à fantasia medieval e aos heróis que nunca morrem




Resenha: Feita de fumaça e osso

Olá! Esse foi o primeiro e-book que eu comprei diretamente para meu Kindle (se não o primeiro, está entre os primeiros), comprei tem quase um ano e só consegui lê-lo agora, aproveitando o Desafio realmente desafiante 2013, que é promovido pelo blog Silêncio que eu to lendo da Clícia Godoi.

Por falar nisso, esse livro é uma das opções para o item número 5. Ler um livro que o autor tenha a mesma inicial que a sua.

Para ler as outras resenhas feitas para o Desafio, é só dar uma olhadinha na minha meta de leitura.

feita_fumaça_ossoSinopse: Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito. Fonte.

Eu terminei de ler esse livro hoje e estou com a sensação ainda de confusão. O livro é bom, mas… Sempre tem um “mas”.

Era uma vez um anjo e um demônio que se apaixonaram. A história não acabou nada bem.




Resultado: Concurso Cultural – Por que você curte ler fantasia?

concursoliterario

E aí, pessoal? Curiosos para saber quem ganhou nosso concurso cultural e levou para casa o excelente livro Sombra e Ossos? Lembrando que, conforme as regras, o sorteio foi realizado via Random entre os comentaristas que seguiram as regras (responderam à pergunta e colocaram seu e-mail no corpo do comentário). Apesar das ótimas respostas, o vencedor foi escolhido segundo o método descrito acima e nas regras. Preparados? Então ‘bora lá conhecer o sortudo ou sortuda!

Quem será?




Resenha + Promoção: A menina que semeava

Logo que chegaram os kits de junho/julho da Novo Conceito não consegui resistir e, mesmo sem ter finalizado minha leitura atual, iniciei imediatamente a leitura de A menina que semeava. Desde que o livro foi apresentado fiquei interessada por ele: primeiro, a capa é linda (e ainda mais bonita quando se pega o livro na mão); segundo e mais importante, a sinopse realmente chama a atenção. O livro se trata da história de um pai e uma filha que criaram um mundo de fantasia para fugir da triste realidade do câncer. Minhas expectativas, portanto, estavam altíssimas, e o livro realmente correspondeu a elas. Sensível e comovente, A menina que semeava é uma leitura tão fantástica quando o reino azul de Tamarisk.

“Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.” Fonte

A imaginação cria coisas infinitas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 17 de 20« Primeira...10...1516171819...Última »