Posts com a tag ‘Ficção Científica’


Resenha: Armada

Há algum tempo queria ler Armada, de Ernest Cline. O autor também escreveu o fantástico Jogador Nº 1 (resenha aqui), por isso tinha altas expectativas. É claro que a gente nunca pode esperar um livro igual, mas após uma ótima leitura, sempre esperamos ao menos um livro à altura do anterior. Foi isso que aconteceu? Não. Mas isso também não significa que Armada seja um livro ruim, ele só não é tão bom quanto Jogador Nº 1.

armada“Durante toda a sua vida, Zack Lightman quis que o mundo real fosse menos chato. Segundo ele, a realidade poderia ser mais parecida com o universo dos livros de ficção científica, filmes e videogames. Poderia acontecer algo fantástico para que sua vida deixasse de ser monótona, levando-o a uma aventura – e por que não uma aventura espacial? Apesar disso, Zack diz a si mesmo saber a diferença entre a fantasia e a realidade e que jogadores de videogames adolescentes e sem objetivos na vida não são os salvadores do universo.

Então, um dia, durante a aula de matemática, ele a vê pela janela: uma nave que se parece com o caça Glaive do videogame on-line de simulação de voo que ele joga todas as noites, Armada, que tem como objetivo proteger a Terra de uma invasão alienígena. Agora isso está realmente acontecendo. E suas habilidades, assim como as de milhões de jogadores no mundo, são necessárias para salvar o planeta da destruição.” Fonte

Eu sei que o futuro às vezes é apavorante, querido. Mas não há como escapar dele.




Resenha: Guerra Justa

Obtive contato com Guerra Justa no estande da Editora Draco na Bienal do Rio 2015 e além da bela capa a chamar a atenção, posso dizer que a sinopse me capturou facilmente. Ficção científica e religião é sempre uma mistura explosiva e eu estava com sede de sci-fi. Acompanhem de perto gafanhotos, pois nem tudo é justo nessa guerra…

Abalada por uma catástrofe natural de proporções cósmicas, a humanidade reinventa sua religião e se unifica sob o culto do Pontífice – um homem que demonstra ser capaz de prever novas tragédias. Mas há quem duvide do bom uso desse poder e acredite que ele poderia evitar muita morte e sofrimento.

Duas irmãs, a freira Rebeca e a cientista Rafaela, veem-se envolvidas em um perigoso jogo de manipulação da realidade e são transformadas em agentes de uma conspiração que busca minar a influência do culto e desvendar o segredo de suas profecias.

Mas se o culto for destruído, quem protegerá a humanidade de uma natureza cada vez mais descontrolada? Como a conspiração poderá vencer um inimigo capaz de prever cada um de seus passos? E afinal, o que define uma guerra justa?

Continue lendo…




TTT: Dez livros futuristas que li/quero ler

ttt2013

EX-TER-MI-NATE! Opa, calma lá pequenos daleks! Só estou aqui para mostrar alguns possíveis futuros da nossa tenebrosa humanidade. Isso é – dependendo do caminho que nós sigamos. Cegos pelo poder? Assimilados pela tecnologia? Completamente insensíveis? Mergulhados na realidade virtual? Qual será nosso destino?

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog  The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




Resenha: Doctor Who – O prisioneiro dos Daleks

Andava doida para ler esse livro, portanto, no meu aniversário, encontrei-o com desconto na Saraiva e pensei “é agora, mereço um presente!”. Li tudo de uma vez, num dia só; Doctor Who – O prisioneiro dos Daleks não é apenas um livro divertido com o melhor Doutor de todos (#LoveTennant), é também um livro bem escrito, com uma trama inteligente de ficção científica e um drama com um protagonista solitário e atormentado.

prisioneiro-dos-daleks-doctor-who-suma-de-letras“O Império Dalek não para de se expandir, e batalhas eclodem em vários sistemas solares. Quando o futuro da galáxia está em jogo, o Doutor se vê a bordo de uma nave próxima à linha de frente, junto a um implacável grupo de caçadores de recompensas.
O Comando da Terra paga a eles por cada Dalek morto, por cada olho entregue como prova. Mas, com a ajuda do Doutor, os caçadores conseguem algo de valor inestimável: um Dalek inteiro, vivo, com os sistemas desarmados e pronto para ser interrogado. No entanto, com os Daleks nada é o que parece e ninguém está a salvo. Quando o jogo virar, como o Doutor sobreviverá ao se tornar prisioneiro de seu maior inimigo?
Uma aventura inédita do Décimo Doutor, interpretado na tevê por David Tennant.” Fonte

Allons-y!




Resenha: Estrelas Perdidas

Alguém disse Star Wars?²

Quando a Editora Seguinte disse que ia mandar seu novo livro, Estrelas Perdidas, para todos os parceiros, eu já levantei a mão aqui no blog e disse É MEU E NINGUÉM TASCA! O livro chegou e eu já caí de amores (edição mais destruidora que a Estrela da Morte!), então comecei a ler imediatamente. O veredito? Um livro imperdível para fãs de Star Wars, para fãs de ficção científica, de drama, de romance… e para qualquer um que ame ler um bom livro.

Obs.: Resenha livre de spoilers de Star Wars – O Despertar da Força.

estrelas_perdidas“Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos?” Fonte

Eles raramente estiveram mais próximos do que quando voavam juntos. Lá era onde ensinaram um ao outro, aprenderam um sobre o outro e exploraram o mundo juntos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...