Posts com a tag ‘Ficção Científica’


Resenha: Estrelas Perdidas

Alguém disse Star Wars?²

Quando a Editora Seguinte disse que ia mandar seu novo livro, Estrelas Perdidas, para todos os parceiros, eu já levantei a mão aqui no blog e disse É MEU E NINGUÉM TASCA! O livro chegou e eu já caí de amores (edição mais destruidora que a Estrela da Morte!), então comecei a ler imediatamente. O veredito? Um livro imperdível para fãs de Star Wars, para fãs de ficção científica, de drama, de romance… e para qualquer um que ame ler um bom livro.

Obs.: Resenha livre de spoilers de Star Wars – O Despertar da Força.

estrelas_perdidas“Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos?” Fonte

Eles raramente estiveram mais próximos do que quando voavam juntos. Lá era onde ensinaram um ao outro, aprenderam um sobre o outro e exploraram o mundo juntos.




Resenha: A Princesa, O Cafajeste e O Garoto da Fazenda

Alguém disse Star Wars? \o/

starwars_ne“Ainda que a Aliança Rebelde tenha ganhado algumas batalhas contra o Império, a esperança está se esgotando. O Império está prestes a revelar a Estrela da Morte, uma estação bélica capaz de destruir planetas inteiros num piscar de olhos. Agora, o destino da galáxia está nas mãos de uma princesa,um cafajeste e um garoto da fazenda… Esta é uma versão de Star Wars: Uma nova esperança (episódio IV) como você nunca viu. A edição vem acompanhada de ilustrações incríveis e apresenta a história original a uma nova geração de leitores, assim como fornece uma perspectiva inédita para os fiéis fãs da saga. Cada parte da narrativa é contada pelo ponto de vista de um dos três protagonistas, se aprofundando nos conflitos desses heróis que se unem para combater o mal que ameaça toda a galáxia.” Fonte

Seu coração era uma estrela cuja luz, cujo calor, jamais esgotariam.




Resenha: Doctor Who – Mortalha da Lamentação

E olha nós aqui outra vez com resenha de Doctor Who! Nessa edição da Suma de Letras de Doctor Who – Mortalha da Lamentação, encontramos o 11th Doutor de Matt Smith em uma aventura com Clara Oswald nos Estados Unidos, logo após a morte do Presidente Kennedy. Não é meu Doutor preferido, de longe, mas é Doctor Who, então resolvi ler. O livro mistura aventura, drama e humor, tudo no estilo Who de ser. Mas será que a leitura vale a pena?

doctormortalha“Humor, drama e aventura dignos de adaptação para a tevê!
Doctor Who é a série de ficção científica mais antiga no ar e uma das mais cultuadas no mundo. Veiculada no Brasil pela TV Cultura e a BBC HD, série britânica de TV completou 50 anos em novembro de 2013 com grande repercussão, sendo o programa do gênero transmitido há mais tempo e para mais países no mundo.

Em Doctor Who – Mortalha da lamentação, é o dia seguinte ao assassinato de John F. Kennedy — e o rosto de pessoas mortas começa a aparecer por toda parte. O guarda Reg Cranfield vê o pai na névoa densa ao longo da estrada Totter Lane. A repórter Mae Callon vê a avó em uma mancha de café na mesa de trabalho. O agente especial do FBI Warren Skeet se depara com seu parceiro falecido há muitos anos olhando para ele através das gotas de chuva no vidro da janela.

Então os rostos começam a falar e gritar. São as Mortalhas, que se alimentam da tristeza alheia, atacando a Terra. Será que o Doutor conseguirá superar o próprio luto para salvar a humanidade?” Fonte

Corra!




Resenha: Salsichas Galácticas – Uma Aventura Espacial

Como que é? Salsichas Galácticas? Mas que loucura é essa?  O PEP surtou de vez! Calma gafanhoto, senta aí que eu vou te explicar. Mas primeiro deixa eu pegar meu cachorro quente pra acompanhar essa resenha – e não é só um cachorro quente, é um Mega Cachorro Quente.

salsichas“Salsichas galácticas é uma aventura loucamente divertida!” – Lincoln Peirce, autor da série Nate

Eu sou Cosmo, o Garoto Terráqueo. Sou o capitão da nave Salsicha Néon.
Vivo me metendo em confusão, mas minha maior paixão é a culinária – quando não estou ocupado em salvar o mundo, é claro. Junto com Herman, meu melhor amigo, vendo o melhor cachorro-quente da galáxia.
Passamos os dias cruzando o cosmos e…

1) Preparando o Mega Cachorro-Quente. (Cara! Esse cachorro é do tamanho de um jipe!)

2) Fugindo de vermes mutantes, piratas zumbis do espaço e robôs rabugentos.

3) Jogando videogame. (Tapa na orelha turbo: 9.000 pontos!)

4) PROTEGENDO A GALÁXIA do Mal Supremo. (Na verdade, sou um cara incrível!)

Fonte: Skoob

Continue lendo…




Resenha: Doctor Who – Shada

Doctor Who foi uma série que me conquistou aos poucos. Quando comecei a assistir a primeira temporada de New Who, vi uns quatro episódios, fiquei de saco cheio e abandonei a série. Voltei a assistir por pura teimosia após vários meses, mas quando me dei conta estava apaixonada (muito por culpa de David Tennant, o 10th Doctor). A Melissa de Sá, do Livros de Fantasia, que compartilha desse amor não tão incondicional assim (nós duas concordamos que a temporada do 9th Doctor é um tragédia e não gostamos de jeito nenhum da Rose Tyler), resolveu me emprestar Shada, de Gareth Roberts, e disse que eu ia adorar. E não foi diferente: assim que embarquei na Tardis do 4th Doctor nessa aventura que originalmente era um episódio da TV escrito por Douglas Adams fui arrebatada. Impossível ler esse livro sem um sorriso no rosto.

shada“Vista e cultuada em mais de 200 países, a série de TV Doctor Who é um ícone cultural britânico que conquistou mais de 70 milhões de fãs em 50 anos de aventura.

O seriado acompanha o Doutor: um viajante misterioso, vindo do planeta Gallifrey, movido pelo desejo de explorar todos os cantos do tempo e do espaço. Um dos Senhores do Tempo, o Doutor é capaz de se regenerar para escapar da morte, mudando de corpo, rosto e personalidade. Com seus companheiros, humanos e alienígenas, ele protege a Terra e o cosmos contra perigos de todos os tipos.

Shada reconta um episódio que nunca foi transposto para as telas de televisão, uma aventura “perdida” de 1979. Escrita pelo então editor de roteiros da série, Douglas Adams, o autor de O guia do mochileiro das galáxias, Shada traz a quarta encarnação do Doutor e sua companheira Romana II.” Fonte

O universo é cheio de coisas maravilhosas e oportunidades fantásticas. E você tem que agarrá-las com ambas as mãos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...