Posts com a tag ‘kindle’


A Cuca Recomenda: Contos da Amazon #4

Mais um post na série Contos da Amazon. Dessa vez trago para vocês 3 e-books, todos de contos, um com mais de uma história. Mesmo assim, ainda são leituras rápidas, ideais para se fazer rapidinho, na fila, na sala de espera, mesmo que você não tenha e-reader: eu, por exemplo, adoro ler no celular, afinal, a gente está sempre com ele, não? É como andar com um monte de histórias no bolso todos os dias. Preparem-se para as dicas:

biscoito“Um rapaz inocente resolve presentear sua paixão platônica com um perfume de girassóis. Porém, por causa de um pequeno erro fatal, o que tinha tudo para ser uma fofa história de amor pode acabar desandando nas mãos do destino.”

Esse foi o segundo conto que li da autora Priscilla Matsumoto e ele me impressionou tanto quanto o primeiro. Ela faz parte daquela categoria de escritores, a exemplo de Eric Novello, que nasceram para isso – escrever. E faz isso brincando, sem a menor pretensão.

Biscoito, Girassol e Peixe é belo e terrível. Uma linguagem quase lírica, mas que não cansa, não intimida – e uma história romântica, porém trágica. Você termina o conto com um gosto amargo na boca, mas satisfeito por ler algo tão bem escrito.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Contos da Amazon #3

Mais um Contos da Amazon, e mais 5 contos do Concurso Brasil em Prosa. Preparem-se para ótimos textos e muita emoção nessa resenha. Lembrando que são contos muito, muito pequenos (a regra é até 6.000 caracteres, o que não costuma passar de 10 páginas, talvez menos), textos que você lê em 5, 10 minutos. Falarei rapidamente deles aqui.

sarcasmo“Uma comédia sobre a rotina do casal Grazi e Thiago, ela no ritmo “geração saúde” e ele na fase mais “largada” de sua vida, e como o destino pode ser irônico com esses dois apaixonados.”

Não foi a primeira vez que li uma das histórias da Jaqueline de Marco; ela é autora de Super Desapegada, um livro fofíssimo, resenhado aqui pela Lucy. A autora tem uma escrita leve e dinâmica, e foi exatamente o que encontrei nesse pequeno conto. Uma escrita suave, gostosa, que flui rapidamente. O conto tem um tom bem-humorado, mas o final… uau! Bem, digamos que “comédia” não define muito bem esse final. Foi bastante impactante e me fez ficar pensando nos personagens e, claro, na ironia do destino, com sugere o título.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Contos da Amazon #2

No último Contos da Amazon, falei de 5 contos do Concurso Brasil em Prosa e agora retorno com outros 5, também concorrentes ao concurso. Lembrando que são contos muito, muito pequenos (a regra é até 6.000 caracteres, o que não costuma passar de 10 páginas, talvez menos), textos que você lê em 5, 10 minutos. Falarei rapidamente deles aqui; dessa vez encontrei contos muito bons, e alguns que pecaram pela inexperiência.

noitedecaca“Cai a noite. Sombras se agitam na cidade. As armas estão carregadas. É hora da Caçadora começar mais uma ronda.”

Noite de Caça foi um dos contos mais diferentes que li no concurso até agora; enquanto a maioria dos escritores envereda pelo romance ou  pelo drama, Melissa de Sá trouxe uma fantasia urbana, cheia de ação, em um cenário muitíssimo brasileiro: Belo Horizonte, inclusive abordando uma lenda urbana local.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Contos da Amazon #1

Já fiz três resenhas até agora dos Contos do Dragão desde que comecei essa coluna de contos, mas ainda não tinha feito uma dos Contos da Amazon. Li alguns, sim, mas eles não me animaram a resenhar… Por isso fui protelando, mas agora que a Amazon, junto com a Globo e a Sansung, abriu inscrições para o Concurso Brasil em Prosa, bem, é simplesmente uma ótima oportunidade para falar de contos publicados de maneira independente e que também estão concorrendo no concurso. Como são contos muito, muito pequenos (a regra é até 6.000 caracteres, o que não costuma passar de 10 páginas, talvez menos), acabei lendo 5 contos e vou falar rapidamente deles aqui.

monstro_carro“O monstro no carro conta a história de Pedro, um garoto que se viu preso dentro do seu próprio carro junto de um inseto apavorante por quase uma eternidade que durou menos de meia hora.”

Uma palavra para esse conto: aflição. Passei a leitura inteira com o estômago revirando, espremida no meu cantinho, fazendo caretas enquanto lia. O conto é muitíssimo bem escrito e consegue passar perfeitamente sensações que mexem fisicamente com o leitor – um feito nada fácil -, mas peca nos dois últimos parágrafos finais, quando simplesmente explica coisas demais. Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Todo dia é dois de novembro

“Brasil. Dias atuais. Um vírus de origem desconhecida se alastrou, fugindo do controle das autoridades. Aqueles que antes estavam mortos agora caminham sobre a terra. Aqueles que ainda estão vivos lutam para não serem devorados e se metamorfosearem em monstros. Dois contos, duas histórias; não sobre mortos-vivos, mas sobre sobrevivência. O que você faria se todo o dia fosse o dia dos mortos?” Fonte

Todo dia é dois de novembro foi o último livro que li na Maratona Brasuca. Ele me atraiu primeiro pela capa, que achei muito bem feita, visto que é um livro independente, segundo por serem zumbis (eu nem gosto desses caras né?) e terceiro porque um dos autores é o Samuel Cardeal (citei-o nesse Top Ten Tuesday), e eu já estava há um tempinho querendo ler algo dele. Mas e aí, será que A Cuca Recomenda?

Todo dia é dia dos mortos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 212