Posts com a tag ‘Música’


Top Ten Tuesday: Dez músicas que me lembram livros

ttt2013

Vamos de um Top Ten Tuesday musical? Então aumente o som porque aí vão as dez músicas que me lembram, advinhem… LIVROS!

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Exorcismos, amores e uma dose de blues

Neon Azul, de Eric Novello, foi uma das minhas melhores leituras do ano passado (leia a resenha). Fui conquistada logo nas primeiras linhas e, a cada conto, via minha admiração crescer pela escrita do autor. Por isso, quando recebi Exorcismos, Amores e uma dose de blues da Gutenberg fiquei em êxtase! Logo comecei a ler (no início de 2016), mas acabei finalizando o livro apenas esses dias. Esse não é um romance para ser devorado, como os que eu mais me identifico, tampouco uma história que agradará a todos os paladares. Embora reconheça um bom texto quando vejo um, nem sempre meu paladar é tão refinado para apreciá-lo, e talvez tenha sido isso que ocorreu aqui.

exorcismos“Em uma cidade como Libertá, quem falha dificilmente consegue uma segunda chance. Por isso, é com um misto de excitação e desconfiança que Tiago Boanerges recebe a visita de seu antigo supervisor. Exorcista experiente, foi demitido do Conselho de Hórus – organização responsável por investigar o comportamento de seres sobrenaturais – após fracassar em uma missão. A proposta é atraente: concluir o trabalho para o qual foi designado e alcançar a redenção. Mas o preço é alto, pois terá de se aproximar novamente de um antigo amor, que não só lhe custou a carreira, como seu próprio coração. Em um cenário noir em que blues e fumaça permeiam um submundo de seres fantásticos, ele sai em busca da musa que arruinou sua vida. Mas antes precisará exorcizar seus próprios fantasmas se não quiser falhar mais uma vez e ver sua vida destruída para sempre.” Fonte

Levar um tiro o redime do passado, apertar o gatilho o condena sempre.




A Cuca Recomenda: O Silêncio do Mundo

“Num continente oprimido por um governo autoritário, a adolescente Lícia tenta entender o mundo à sua volta ouvindo CDs antigos e procurando músicas e fotos nos restos da banida Internet.” Fonte

Gostei tanto desse conto que é até difícil procurar por onde começar a falar dele. Ele é belo e melancólico sem ser piegas; é complexo e profundo sem ser pretensioso. Acho que ele sintetiza bastante como é a escrita da autora Melissa de Sá (você pode encontrar resenhas de outros contos e livros dela aqui). Extremamente sensível, esse conto capta com perfeição o que é a beleza, a solidão e o conflito de ser adolescente, especialmente em um mundo degradado e cinza.

São músicas tristes. O Yuri diz que é porque o mundo já estava chorando por seu futuro.




Especial Harry Potter: Wizard Rock

Oi pessoal! Voltamos nessa Semana Especial Harry Potter com outro post muito especial, dessa vez sobre Wizard Rock. O post é da Melissa, do Livros de Fantasia!

Mais um post do Especial Harry Potter. Uma iniciativa do Por Essas Páginas com apoio do Livros de Fantasia.

O fandom de Harry Potter sempre foi uma comunidade extremamente criativa. Fanfics enormes escritas por gente que se dedicava horas a criar uma boa história com seus personagens favoritos. Fanarts com desenhos maravilhosos de estilos que iam de mangá a aquarela. Vídeos que iam desde montagens com cenas dos filmes até filmagens de bonecos. Mas em 2002, o fandom de Harry Potter foi varrido por uma outra arte: a música.

O Wizard Rock (ou Wrock) surgiu nos Estados Unidos com Harry and the Potters (há controvérsias e inclusive músicas que surgiram antes, mas é certo que o movimento Wrock começou mesmo com eles). A ideia por trás era bastante simples: fazer músicas com os personagens da série. Continue lendo…




Resenha: Saving June

“‘Se ela tivesse esperado menos de duas semanas, ela teria sido a June que morreu em Junho. Mas acho que minha irmã não pensou nisso.’

A irmã mais velha de Harper Scott sempre foi a filha perfeita, então quando ela tira sua própria vida uma semana antes de sua formatura no Ensino Médio, Harper fica devastada. Todos sentem muito, mas ninguém consegue entender.

Quando seus pais divorciados decidem dividir as cinzas de sua irmã entre duas urnas, Harper decide controlar a situação. Ela vai roubar as cinzas e dirigir metade do país com sua melhor amiga Laney, até chegar no lugar onde June sempre sonhou em ir: Califórnia.

Entra Jake Tolan. Ele é um rapaz com uma atitude ruim, uma obsessão por rock clássico e nada em comum com a irmã de Harper. Mas Jake tinha uma conexão com June, e quando ele insiste em ir com elas para a Califórnia, Harper está desesperada o suficiente para permitir. Com seu jeito charmoso e irritante e sua crença de que música pode te ajudar em qualquer momento, ele pode ser exatamente o que Harper precisa.

Mas June não era a única que escondia as coisas. Jake mantém um segredo que pode virar a vida de Harper de ponta cabeça.”  – Fonte (tradução livre)

There doesn’t always have to be a reason

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 11