Posts com a tag ‘parceria’


Promoção entre blogs: Mês dos Namorados

banner_mes_namorados

E aí, pessoalzinho? Aqui a gente termina uma promoção e já embala em outra. Em parceria com os queridos blogs Marcele Cambeses e Contando Livros trazemos mais um super sorteio para vocês. Estão a fim de levar 3 livros românticos para casa? Então participem da nossa nova promoção entre blogs Mês dos Namorados, valendo O Milagre, de Nicholas Sparks + Bem Mais Perto, de Susan Colasanti e A Pousada Rose Harbor, de Debbie Macomber.

Participem!




Resenha: Destrua-me [Estilhaça-me #1.5]

cover“Uma história contada do ponto de vista de Warner, o cruel líder do Setor 45.” Fonte

Bem, eu li Estilhaça-me e foi uma completa decepção, como vocês podem ler na minha resenha. Porém, eu sou uma pessoa persistente. Acredito que a escrita de um autor possa sim evoluir. Acredito também que outros livros de uma série possam ser melhores que o primeiro. Fico feliz por acreditar em tudo isso porque o conto Destrua-me se mostrou uma ótima leitura. De fato, o conto narrado por Warner é uma leitura infinitamente melhor que Estilhaça-me, apesar de ser cria desse livro.

Aviso que essa pequena resenha tem alguns spoilers de Estilhaça-me. Impossível não falar de um livro sem falar do outro. Avisados estão.

Passei a crer que o homem mais perigoso do mundo é aquele que não sente remorso. Aquele que nunca se desculpa e, portanto, não procura o perdão.




Resenha: Nada

Apesar da minha extensa experiência em leituras de terror, horror e suspense, inclusive escrevendo histórias do gênero, nada poderia ter me preparado para esse livro, de maneira que eu ainda estou um pouco atordoada após a leitura de Nada, da autora dinamarquesa Janne Teller. Deliciosamente macabro e perturbador, esse livro é ao mesmo tempo fácil de devorar e incrivelmente difícil de digerir. E é exatamente essa sensação que perdura após a leitura que o faz ainda mais magnífico.

““Nada importa.” “Você começa a morrer no instante em que nasce.” Pierre Anthon está no sétimo ano e tem certeza de que nada importa na vida. Por isso, passa os dias sobre os galhos de uma ameixeira, tentando convencer seus companheiros de classe a pensar do mesmo modo. No entanto, diante da recusa do menino de descer da árvore, seus colegas decidem fazer uma pilha de objetos dotados de significado, e com isso esperam persuadi-lo de que está errado. Mas aos poucos a pilha se torna um monumento mórbido, colocando em xeque a fé e a inocência da juventude.” Fonte

É com essa premissa que Nada começa. Insatisfeito, revoltado e cansado da vida, Pierre Anthon resolve se refugiar em uma ameixeira, filosofando sobre a efemeridade e a total falta de sentido da nossa passagem no mundo, atirando ameixas e caroços nos colegas de sala. Estes, por sua vez, sentem-se ultrajados pelas palavras duras de Pierre Anthon e tornam-se irritadiços e estressados ao serem obrigados ao lidar com essa situação insustentável na qual o colega vai tirando, aos poucos, o sentido de suas vidas com suas palavras cruéis. Eles resolvem, então, que devem retirar Pierre Anthon de cima da ameixeira de qualquer maneira; tentam de tudo, xingamentos, bater no garoto e até atirar-lhe pedras. (Repararam que eu insisti em usar o nome completo dele? Pois é assim que o livro faz também: cada um tem um nome ou título, como o piedoso Kaj, a bela Rosa e por aí vai.) Nada adianta: o garoto está totalmente convencido de que nada importa. E é aí que os seus colegas tem uma outra ideia para mostrar a Pierre Anthon que existe algo sim que importa e, de quebra, eles mesmos tentam encontrar esse tal significado para suas vidas. Eles decidem construir uma pilha de significados.

Nada importa.




A Cuca Recomenda: Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos

Fala aí, pessoal! Faz um tempinho que eu não apareço por aqui com a minha fantasia de Cuca, não é? Bem, acontece que a Cuca foi pega (na verdade, completamente abduzida) por essa obra fantástica brasuca da Roberta Spindler e da Oriana Comesanha. Já falei um pouquinho de Contos de Meigan aqui nesse post de expectativas. Conheci a querida da Roberta através dos meus contatos literários como autora e ela resolveu me mandar o livro quando descobriu que eu postava aqui no Por Essas Páginas. Que sorte a minha, porque esse livro é um achado. Em uma única palavra: épico! ‘Bora lá saber se A Cuca Recomenda?

“Meigan é um mundo diferente do nosso, morada de seres especiais e poderosos que se denominam magis. Na aparência são exatamente como nós, mas as diferenças não podem ser ignoradas por muito tempo. Os magis tem uma relação especial com a natureza e seus elementos, moldando-os a sua vontade e apoderando-se de sua força. Esses elementos, chamados mantares, não se limitam apenas aos conhecidos fogo, terra, ar e água. Existem muitos outros, como as sombras, o tempo e até mesmo o controle sobre o próprio corpo. Ter a capacidade de decifrar, entender e interagir com a natureza é um dos principais requisitos para a evolução de um magi. Para tanto, deve-se, primeiramente, entender que tudo faz parte da mesma manifestação natural e que toda matéria e energia estão inseridas em um processo dinâmico e universal. Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos começa com Maya Muskaf preparando-se para voltar para casa. Depois de três anos vivendo na Terra, o momento de retornar a Meigan finalmente havia chegado. Estava preocupada, pois algo afetava seu controle sobre os mantares, talvez algum resquício da misteriosa doença que a debilitou durante a infância. Com medo de estar novamente doente e para conseguir respostas, decidiu deixar de lado as diferenças com sua mãe, a principal governante do mundo magi. Voltaria a Katur, capital de Meigan, e pediria perdão por todas as brigas passadas. Assim, abandonou sua vida terrena e entrou na primeira caravana que encontrou. Entretanto, seus planos acabaram tomando um rumo muito diferente daquele que imaginara. No caminho de volta, os soldados que a escoltavam acabaram encontrando destroços e um corpo no chão. Logo que avistou o homem morto, com os cabelos tão brancos quanto sua pele e os olhos inteiramente negros, Maya soube que se tratava de um dos cártagos – antigos magis que traíram seu povo e por isso foram banidos para uma dimensão paralela. As implicações para tal presença em território magi eram gravíssimas e não demorou muito para que a garota e seus companheiros descobrissem que os magis traidores estavam tomando o Solo Sagrado e derrubado seus portões de defesa. Agora, em meio ao caos de uma violenta batalha, Maya vai precisar lutar para sobreviver e conseguir responder as perguntas que tanto lhe afligem. Como os cártagos conseguiram acesso ao Solo Sagrado? Onde estavam os guardiões dos portões, os mais poderosos guerreiros de Meigan? E, a mais importante de todas, conseguiria chegar a Katur a tempo de encontrar sua mãe?” Fonte

Sinopse enorme, não? Pois é, ela faz jus ao livro que também é GIGANTE! Sim, eu preciso colocar em letras maiúsculas para tentar exprimir bem o sentimento. Então se prepare porque essa é leitura longa (do livro e da resenha).

– Maya, não sou muito bom em conselhos, pois nem mesmo sei o que é melhor para mim. Não sei de onde as pessoas me chamam de Sábio, talvez pelas piadas que conto. Sou muito bom com piadas, você conhece a do anão que encontrou um apoc e…




Promoção: Simplesmente Ana

banner_simplesmente_ana1
O livro Simplesmente Ana (resenha aqui) conta a história de Ana, uma jovem brasileira que acaba descobrindo que o seu pai é um rei. Assim, ela tem que decidir: Brasil ou Krósvia? Estudante de Direito ou.. Princesa?

Como esse livro foi um dos meus queridinhos desse ano, resolvemos fazer uma promoção parecida com a Sexta do Sebo. Sim, vocês terão que responder uma pergunta, que será bem fácil (ou nem tanto…). O prêmio? O livro Simplesmente Ana e um marcador!

AVISO: Leiam todas as regras antes de participar! Se você não completar todas as etapas, infelizmente teremos que sortear outra pessoa!!!

E a pergunta é…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...