Posts com a tag ‘Princesas’


Resenha: A Coroa

a-coroaEm A herdeira, o universo de A Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria Seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… E agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil — e importante — do que esperava.

Esse livro é o último da série A Seleção. É claro que essa resenha contém spoilers dos livros anteriores. Repetindo: se você não é que nem a Lucy, que ama saber spoilers, corra que ainda dá tempo!

Eu li “A Coroa” logo quando o livro saiu e não fiz a resenha até agora. Por quê? Porque apesar do que pode parecer às vezes, não, eu não gosto de fazer uma resenha negativa sobre um livro. E “A Coroa” foi uma grande decepção para mim, como vocês podem ler nessa resenha. Eu demorei para conseguir escrevê-la porque não tem como eu explicar os meus motivos sem dar spoilers. Eu tentei o máximo que eu pude – e se muita coisa não parecer estar clara, foi exatamente por causa disso.

Continue lendo…




Resenha: A Escola do Bem e do Mal – Um mundo sem príncipes

Ano passado li A Escola do Bem e do Mal, de Soman Chainani (leia a resenha) e, apesar de alguns problemas, o livro me conquistou, especialmente por seus personagens e seu final emocionante. Era uma das séries que eu mais esperava com ansiedade pela continuação, portanto, quando a Editora Gutenberg ofereceu a leitura da prova aos blogs parceiros, logo me candidatei à vaga. Nessa continuação, Soman Chainani encantou novamente por seus personagens e seus brilhantes questionamentos sobre o bem e o mal dentro de nós mesmos, mas pecou na narrativa, exatamente como fez no primeiro livro.

Essa resenha contém spoilers para quem ainda não leu o primeiro volume da série. Leia a resenha.

“Nesta esperada continuação de A Escola do Bem e do Mal, as melhores amigas Sophie e Agatha estão de volta ao seu lar, em Gavaldon, para viver seu desejado final feliz, certas de que seus problemas terminaram. Mas a vida não é mais o conto de fadas que elas esperavam. Quando Agatha escolhe um fim diferente para sua história, ela acidentalmente reabre os portões da Escola do Bem e do Mal, e as meninas são levadas de volta para um mundo totalmente modificado. Agora, bruxas e princesas moram juntas na Escola para Meninas, na qual são inspiradas a viver uma vida sem príncipes. Tedros e os meninos estão acampados nas antigas Torres do Mal, onde os príncipes se aliaram aos vilões, e uma verdadeira guerra está se armando entre as duas escolas. O único jeito de Agatha e Sophie se salvarem é procurando restaurar a paz. Será que as amigas farão as coisas voltarem ao que eram antes? Sophie conseguirá ficar bem com Tedros nessa caçada? E o coração de Agatha, pertencerá a quem? O felizes para sempre nunca pareceu tão distante.” Fonte

Um mundo onde um menino jamais poderia se intrometer entre elas.




Resenha: A Herdeira

A herdeira“Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.”

Quem leu as minhas resenhas para os três primeiros livros da série A Seleção, já conhece toda a minha história de amor e ódio com essa série. Assim como todo mundo, fui pega de surpresa quando a Kiera Cass divulgou que não seria mais uma trilogia, e sim uma série de 5 livros (pelo menos até agora, vai que ele resolver escrever mais depois?). Eu fiquei muito apreensiva, porque em alguns casos, os autores não tem ideia para sustentar o enredo, mas continua a série somente por causa do “sucesso”. Apesar de todos os problemas, eu me divirto lendo os livros da Kiera (eu realmente não consigo explicar isso), e por isso resolvi dar mais uma chance a autora. Afinal, o meu maior problema era com a America, então a mudança de protagonista  poderia trazer uma nova personalidade a série. E foi exatamente isso o que aconteceu.

Atenção: Essa resenha, inevitavelmente, contém spoilers dos livros anteriores da série A Seleção (apesar que a sinopse já é um grande spoiler, se você a leu, acho que não vai encontrar nenhum spoiler maior do que esse).

Continue lendo…




Resenha: De repente, Ana

Ana“Ana decidiu viver permanentemente na Krósvia, e tudo está às mil maravilhas. Além do namoro cada vez mais sério com Alexander, ela tem um emprego fixo na embaixada brasileira e dedica parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. Mesmo cumprindo tantos compromissos sociais como princesa, Ana nunca foi tão feliz. Porém, de uma hora para outra, tudo muda. Seu pai, o rei Andrej Markov, sofre um grave acidente e vai parar na UTI. Não resta alternativa: Ana vai ter que assumir o trono da Krósvia e governar a nação. Pouco – ou quase nada – familiarizada com a função, ela vai precisar de ajuda não só para reger o seu país, mas também para manter perto de si aqueles que ama. Muita gente está interessada no seu fracasso…”

Desde que eu li Simplesmente Ana, estava esperando ansiosamente pela continuação da série (com direito a ficar mandando mensagens escritas “MARINA MARINA MARINA” para as meninas quando o livro saiu na lista dos lançamentos). Como os livros da Novo Conceito chegam na casa da Karen, combinei de pegar o meu exemplar na Bienal de São Paulo – e aproveitei é claro para pegar um autógrafo da super fofa Marina Carvalho. Voltei para casa o  lendo (li mais ou menos a metade – eita viagem longa!) e logo depois terminei o livro. Eu sei, eu demorei para fazer a resenha mas é que… Como colocar em palavras um livro tão bom como esse???

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Simplesmente Ana. Leia por sua conta e risco!

Em primeiro lugar, a história de Simplesmente Ana tem um final fechado e convincente. Tanto é que se alguém não quiser ler a continuação, ele não vai sentir que tem algo faltando. Por isso, De repente, Ana tinha tudo para ser aquele livro sem quase nenhum propósito, a não ser o de encher uma série. Mas não, ele não foi isso. Os temas trabalhados nesse livro foram as continuações naturais do primeiro livro da série. Por isso que ele tem sim um propósito e complementa tão bem o enredo inicial.

Continue lendo…




Resenha: Poder

PODER“Acordar uma princesa pode ser letal. Para fãs de Once Upon a Time e Grimm, a série Encantadas prova que contos de fadas são para adultos! Quando um príncipe mimado é enviado pelo seu pai para tentar desvendar os mistérios de um reino perdido, ninguém imagina os perigos que ele encontrará pela frente! Acompanhado da figura sóbria e sagaz do Caçador e de Petra, uma jovem valente que possui uma ligação muito forte com a floresta, o príncipe acaba encontrando um reino adormecido por uma estranha magia. Todos os seres vivos foram cercados pela densa mata e estão dormindo, em um sono pesado demais, que só poderia vir da magia. Mas que tipo de bruxaria assolaria uma cidade inteira e seus habitantes? E, principalmente, quem faria mal a uma jovem rainha tão boa e tão bela? A não ser, claro, que os olhos não percebam o que um coração cruel pode esconder…” 

Se você acompanha o Por essas Páginas, mesmo há poucos dias, já sabe: eu AMO conto de fadas. Adoro histórias de princesas e leio todos os livros desse tipo que eu conseguir. E é claro que a Saga Encantadas não ficaria de fora. Gostei do primeiro livro, Veneno, AMEI Feitiço (principalmente por causa do final) e agora finalmente consegui ler Poder!

O rei (sim, sem nome) acreditava que ele e a esposa haviam estragado o príncipe. Ele precisava se tornar uma pessoa mais responsável já que no futuro ele comandaria aquele reino. A rainha tem uma grande ideia: o príncipe precisava de uma aventura! O rei, concordando com a esposa, dá uma missão para o filho. Aos pés do Monte Ermo havia uma cidade muito rica. Mas há cerca de um século, a cidade recebeu uma praga e a ela ficou isolada do restante do reino. Se alguém tentou chegar lá, ninguém havia conseguido, por causa da floresta que ficava em volta do lugar. O rumor era que tesouros ainda poderiam ser encontrados lá e, além disso, a cidade poderia ser um bom acréscimo ao reino. Esse, então, seria o desafio do jovem príncipe.

Porém ele não vai sozinho nessa aventura. O rei pede para que o melhor caçador acompanhe o filho até o Monte Ermo e o proteja. Mas ele não deve contar nada para o jovem, porque o rei quer que o filho acredite ser o herói da história. No meio do caminho, eles acabam salvando Petra e ela acaba seguindo os dois nesse desafio…

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 41234