Posts com a tag ‘psicológico’


Resenha: Cujo

Como resistir a um livro do Stephen King? Para mim, isso não existe. Se um livro dele cai na minha mão, eu leio. Ah, e eu tenho uma pequena biblioteca dele aqui em casa – ainda não lida – para quando livros novos não aparecem (o que é difícil) e então eu vou lá e escolho mais um para ler. Enfim, o fato é que quando a Suma de Letras republicou Cujo nessa nova edição – capa dura linda! -, ficou mesmo impossível resistir. E eu ainda não tinha lido Cujo, só assistido à adaptação (aliás, de longe, o livro é mil vezes melhor, detestei o filme). Mergulhei de cabeça no livro e foi uma jornada tensa, assustadora e maravilhosa – prepare-se para seu coração em pedaços.

cujo-stephenking“Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial-killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Você pode me sentir mais perto… cada vez mais perto. Nos limites da cidade, Cujo – um são Bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde é mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe e como destrói a vida de todos a sua volta é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionantes de Stephen King.” Fonte

De repente, Cujo emergiu da névoa.




Resenha: Despedaçada

Ano passado, na Bienal, recebemos da Farol Literário o último volume da série Reiniciados. Eu fiquei super empolgada, porque definitivamente adorei a série – apesar de ter desacelerado um pouco no segundo livro. Mas eu tinha outras prioridades na época e deixei para depois. E vocês já devem ter reparado que às vezes eu demoro MUITO para postar a resenha de um livro lido – salvo raras exceções. Bem, aqui estamos, finalmente.

DESPEDACADASinopse: Kyla foi Reiniciada: sua memória foi apagada pelo Opressivo governo dos Lordeiros. Mas, quando lembranças proibidas de um passado violento começam a aparecer, surgem também dúvidas: ela pode confiar naqueles que passou a amar, como Ben? As autoridades querem a morte de Kyla. Com a ajuda de amigos no DEA, ela vai a fundo, sondando seu passado e fugindo. A verdade que ela busca desesperadamente, no entanto, é mais surpreendente do que ela poderia imaginar. Ao final do terceiro volume desta aclamada série, os mais profundos e imprevisíveis segredos serão revelados. Fonte

Essa resenha contém SPOILERS dos livros anteriores – dessa vez eu não me segurei, mas estão bem assinalados e ficará a seu critério lê-los ou não (recomendo não ler os spoilers mais para o final da resenha, pois são mais comprometedores).

Continue lendo…




Resenha: Garota, Interrompida

Quando a Única disponibilizou esse livro, decidi me arriscar, já que o primeiro contato que eu tive com Garota, Interrompida na verdade foi com o filme. Aproveitei então para incluí-lo no Desafio Realmente Desafiante elaborado pela Clícia do blog Silêncio que eu to lendo. Item 12. Lançado antes de 2000.

GAROTAN_INTERROMPIDA

Sinopse: Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Keysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era logo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é sanidade? Garotas interrompidas. Fonte

Quando você não quer sentir nada, a morte pode parecer um sonho.




Resenha: Fragmentada

Eu terminei de ler Reiniciados pouco tempo antes do lançamento de Fragmentada. Agora, imaginem uma pessoa com crise de ansiedade para ler esse livro. Multipliquem por três e o resultado sou eu.

Por isso, assim que recebi Fragmentada, eu comecei a ler quase imediatamente, mas depois que terminei, eu não consegui escrever logo a resenha. Tem livros assim, que a gente gosta demais da história, mas que não encontra a palavra certa para descrever o que achou. Devo dizer que essa série dá o que falar. Por isso, se não leu o primeiro livro, cuidado, porque aqui pode sair um ou outro spoiler.

FRAGMENTADASinopse: Kyla não deveria se lembrar de nada quando foi reiniciada. Mas segredos do seu passado atormentam sua mente. Presa em uma luta contra a opressão dos lordeiros, e ansiando por liberdade, Kyla vê seu passado e presente colidir de uma forma que ameaça sua vida. Enquanto sua busca desesperada por Ben continua, em quem ela poderá confiar em um mundo repleto de segredos e mentiras? Fonte

Continue lendo…




Resenha: Reiniciados

Olá! Esse é o primeiro livro que leio da Ed. Farol Literário depois da nossa parceria, não exatamente o primeiro que escolhi para ler. Mas como sou uma pessoa… compulsiva, neurótica, ansiosa e impaciente (@_@) curiosa, resolvi adquirir o e-book de Reiniciados depois de algumas resenhas que li.

REINICIADOSSinopse: As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade? Fonte

Mas o Reiniciados podem ter alma?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 11