Posts com a tag ‘Romance’


Resenha: A marca de uma lágrima, Pedro Bandeira

Olá! Esses dias estava lembrando dos livros que fizeram parte da minha infância/adolescência e lembrei desse livro. Na época li e reli várias vezes, então espero que gostem da resenha:

Sinopse: Isabel se acha feia. Será mesmo? Ou somente ela acha isso? Escreve cartas e versos para ajudar o namoro de Rosana, sua melhor amiga, com Cristiano, seu grande amor. Por causa da beleza e da verdade de suas cartas, Cristiano mais se apaixona por Rosana e mais aumenta a desesperança de Isabel. Sua situação agrava-se ainda mais com a morte da diretora da escola, pois a jovem é testemunha de que aquele aparente suicídio seria na verdade um bárbaro assassinato. Fonte

Já aviso que li esse livro quando tinha aproximadamente 13 anos de idade (faz muito, muito tempo) e é o típico romance de adolescentes. Se você é mais velho e quer se aventurar na leitura pela primeira vez, não vejo problema, mas perceberá pelo texto qual o público-alvo que o autor quis atingir.

Da morte não sei o dia…




Resenha: Austenland

austenlandJane é uma jovem de Nova York que parece não conseguir encontrar o cara certo – talvez por causa de sua obsessão secreta com Mr. Darcy, interpretado por Colin Firth na adaptação da BBC de Orgulho e Preconceito. Quando um parente rico a presenteia com uma viagem para um resort inglês direcionado à mulheres obcecadas por Austen, as fantasias que Jane têm em conhecer o cavalheiro perfeito da Regência se tornam mais reais do que ela mesma poderia ter imaginado. Será que essa imersão total numa falsa Austenland será o suficiente para fazer com que Jane deixe sua obsessão com Austen de lado para sempre, ou será que isso culminará com o seu sonho de um Mr. Darcy só seu?

Fonte, tradução livre

Continue lendo…




Top ten Tuesday: Top 10 romances em livros

ttt2013

É terça-feira de Carnaval, mas vamos deixar a folia de lado e se concentrar no amor do Pierrô pela Columbina! Como estamos próximos ao Valentine’s Day, vamos falar hoje de romance! Esse Top Ten pode falar diretamente do romance que você leu e mais gostou ou dos casais em livros que você leu que deram o que falar em relação à romance.

Eu vou citar os meus, vamos ver se vocês concordam comigo.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




Resenha: Divergente

“Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.” Fonte

É óbvio que eu já tinha ouvido falar e muito da distopia de Veronica Roth. Houve um burburinho muito grande nas redes sociais, na blogosfera e por parte da editora Rocco quando o livro foi lançado, em meio a todos aqueles lançamentos distópicos que explodiram no ano passado. Agora a moda são os romances eróticos e qual será a próxima, não é mesmo? Mas, bem, eu esperei a moda passar um pouco para ler o livro.

Após algumas leituras um tanto entediantes, eu resolvi que queria ler algo novo e empolgante, que me fizesse devorar as páginas avidamente. Foi quando decidi ler Divergente

Não me decepcionei. O livro é realmente empolgante.

“Os seres humanos, de uma maneira geral, não conseguem ser bons por muito tempo antes que o mal penetre novamente entre nós e nos envenene.”




Resenha: The Unbecoming of Mara Dyer

Mara Dyer 2The Unbecoming of Mara Dyer foi uma recomendação da Sabrina do Café com Blá Blá Blá. Na verdade, ela conseguiu me convencer muito rapidamente! Foi só ela dizer “O livro é young adult e o mocinho tem sotaque britânico” que eu decidi que iria começar a ler mais uma série. O ponto positivo é que essa é uma trilogia realmente de 3 livros!

Sinopse: “Mara Dyer não achava que a sua vida ficaria mais estranha do que acordar em um hospital sem lembrar como ela chegou lá. Mas pode. Ela acredita que há mais por trás do acidente que ela não se lembra e que matou seus amigos e a deixou misteriosamente ilesa. E há. Ela não acredita que depois de tudo que ela passou, ela pode se apaixonar. Ela está errada.” (Tradução livre)

Então, essa sinopse é a sinopse mais frustrante que eu já li até hoje, porque ela não diz nada sobre o livro. Mas esse é o diferencial da escrita de Michelle Hodkin: você fica a leitura inteira sem entender realmente o que está acontecendo. E foi exatamente por isso que eu o adorei!

Na verdade, eu deveria parar essa resenha aqui, para não contar nada sobre a história. Mas, como não posso, vou comentar um pouco sobre o enredo, para aquelas pessoas que estão na dúvida se devem ler ou não.

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...