Posts com a tag ‘sessão da tarde’


Resenha: Verão Cruel

Verão cruel“Colby Cavendish, uma ex-nerd, decide mudar radicalmente sua própria imagem. Está ansiosa por participar de festas descoladas com a turma da praia e, se tudo der certo, ficar com o cara mais gostoso da escola, Levi Bonham. Mas seus planos vão por água abaixo quando seus pais a mandam passar férias forçadas na Grécia com sua tia. Presa em uma ilha sem shoppings e sem sinal de celular, ela teme ser rapidamente esquecida por seus amigos. Mas eis que conhece Yanni, um deus grego, e tudo muda. Colby acaba confusa e tudo indica que aquele sentimento será mais que uma simples paixonite de verão.”

Verão Cruel nos apresenta Colby Cavendish, uma adolescente que acaba de ficar amiga de uma das garotas mais populares do seu colégio. Ela tem vários planos para o verão com os seus novos amigos mas todos eles são destruídos pelos seus pais. Eles estão em processo de separação e por isso mandam a filha passar as férias na Grécia com a sua tia. Se você está pensando que ela foi a Atenas, HÁ, você está muito enganado! Ela viaja para Tinos, um dos lugares mais importantes do país para peregrinos religiosos e uma das ilhas com o menor número de comércios. E para piorar a situação, os seus tios não tem internet… Preciso dizer que ela não queria ir para lá? Mas tudo muda quando ela resolve deixar os Estados Unidos um pouco de lado e realmente aproveitar as suas férias de verão.

“E COMO, exatamente, devo sobreviver, durante UM VERÃO INTEIRO, sem carro, sem celular, sem jogos, sem lojas de roupas bacanas, sem festas, sem amigos e sem acesso à internet???” – página 17

Continue lendo…




Resenha: E então Paulette…

Desde seu lançamento ano passado eu fiquei interessada nesse livro. Não sei porque, ele tinha um ar de romance daqueles que você suspira só de imaginar, mas não foi exatamente isso que eu encontrei – e mesmo assim gostei muito.

Este livro faz parte do Desafio realmente desafiante 2014 realizado pela Clícia do blog Silêncio que eu to lendo. Item 7: Capa amarela.

E_ENTAO_PAULETTESinopse: Ferdinand está sozinho. Após ficar viúvo e depois de seu filho mais novo se mudar com a mulher e os dois filhos para a cidade, a fazenda em que vive produz apenas saudade e memórias. Sua vida pacata e solitária, no entanto, está prestes a ser transformada. Após uma grande tempestade, Ferdinand descobre que a casa de sua vizinha está condenada e praticamente inabitável. Incentivado pelos netos, Ludo e Luzinho, convida Marceline – e sua cadela, seu burro e seu gato – para morar com ele. Pouco tempo depois, seu amigo Guy perde a companheira tão amada, Gaby, e dá a impressão de estar, aos poucos, desistindo de viver. A solução parece ser a vida partilhada na fazenda, que, assim, ganha mais um morador, com novos hábitos e habilidades. Então chegam as irmãs Lumière, com suas manias e histórias, e também os jovens Muriel e Kim. A fazenda volta a se encher de possibilidades e expectativas. E, enfim, chega Paulette… Um delicioso e comovente romance sobre como a solidariedade, o amor e a amizade podem transformar histórias, salvar vidas e fazer ressurgir esperanças. Fonte

Continue lendo…




Resenha: Uma carta de amor

Uma carta de amor“Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Durante a semana de folga, depois de terminar sua corrida matinal na praia, Theresa encontra uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro.
Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.”
Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, ela descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também.
Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.”

Eu já li vários livros do Nicholas Sparks e ainda tenho muitos alguns na minha interminável lista de leituras. Mas desde a Bienal do Livro do ano passado, eu não consegui começar a ler nenhum livro dele. Motivo? Eu sempre acabava me lembrando de toda a confusão que foi estar lá naquele dia (e eu nem estava querendo um autógrafo dele). O Rio Centro ficou parecendo o palco de uma distopia – e eu ainda não me esqueci até hoje dos gritos. Por isso, quando recebemos o e-mail da Editora Arqueiro, eu sabia que eu tinha que solicitar Uma Carta de Amor. Assim, conseguiria deixar esse trauma para trás!

Uma Carta de Amor foi o segundo romance escrito por Nicholas Sparks, e eu ainda não o havia lido até hoje. Ele conta a história de Theresa Bourne, colunista de um jornal em Boston, que estava passando as férias no litoral. Enquanto caminhava na praia, acaba encontrando uma garrafa com uma carta dentro.

Continue lendo…




Resenha: A paixão de Liz

A paixão de liz“Elizabeth Gentry projetava todo seu afeto na educação de seus alunos. Mas viver tornara-se muito difícil depois da traição, do luto e da dor. Cuidar dos estudantes passara a ser uma forma de encontrar paz. Determinado, impetuoso e dono de uma beleza rude, Todd Lewis lentamente cerca o coração dela, fazendo-a retomar o gosto por viver. Elizabeth reencontra o desejo de amar, apesar das frágeis esperanças. Ela poderá confiar sua alma à Todd? Ou seus sentimentos serão destruídos outra vez?”

A Paixão de Liz foi o primeiro livro que eu solicitei através da parceria com a editora Harlequin. Quando eu li a sinopse do livro, ela me chamou muita atenção, principalmente porque parecia que a Sherryl Woods tinha um estilo parecido com a da Nora Roberts (que eu gosto bastante). E esse livro foi bem dentro do esperado!

A Paixão de Liz conta a história de Elizabeth Gentry, uma professora que realmente se preocupa com os seus alunos. Por causa de sua dedicação ela percebe que Kevin possui problemas no aprendizado, e descontava a sua frustração brigando com outros alunos. Ela manda diversos bilhetes para Todd Lewis, pai do menino, mas ele não aparece na escola. O que Liz nem sonha são com as dificuldades que Todd enfrenta. Ele trabalha na área de construção civil, tendo pouco tempo disponível para o filho, que ele cria sozinho. Mas ele tenta aproveitar todos esses momentos e ama o filho incondicionalmente. Ambos só querem o bem de Kevin, mas não vai ser fácil chegar a um acordo…

Continue lendo…




Resenha dupla: O Pessegueiro

O Pessegueiro foi o nosso primeiro livro que recebemos de parceria com a Editora Planeta e também foi nossa primeira leitura da autora Sarah Addison Allen. Esse é um romance leve e agradável, porém não muito empolgante, que foca bastante nos relacionamentos dos personagens ao mesmo tempo que mistura uma trama de mistério com um toque sobrenatural. Vamos lá saber o que a Karen e a Lucy acharam do livro?

“Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.” Fonte

Quando você é adolescente, seus amigos são sua vida. Quando você cresce, as amizades ficam cada vez mais distantes, até parecer um luxo, uma frivolidade, como um banho de espuma.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...