Posts com a tag ‘terror’


Resenha: Boneca de Ossos

Boneca de Ossos é o primeiro livro do selo #Irado da Novo Conceito. Ele chegou em um envelope super caprichado, trazendo uma proposta mais irreverente, divertida e leve da editora. De cara já gostei do capricho da edição, que ainda é em brochura (os livros que vieram depois desse são em capa dura já), mas que traz ilustrações e um formato que chama a atenção do público infantil/adolescente, que é a faixa etária do selo. Confesso que não estava esperando muito desse livro e me surpreendi. Delicioso, divertido, com um toque sombrio, Boneca de Ossos me fez virar criança de novo. Esse livro é uma deliciosa brincadeira, mas que vem acompanhada com o gostinho doce e amargo do crescimento.

“Poppy, Zach e Alice sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo…” Fonte

Odeio o fato de que vocês vão me deixar para trás. Odeio o fato de todo mundo chamar isto de crescer, mas parece que é morrer.




Resenha: Os Três

Não sei porque, mas a primeira vez que vi esse livro ele não me interessou. Acho que foi a sinopse, por algum motivo idiota eu fiquei com a impressão de que era um livro de zumbis (e não, NÃO É!). Mas aí eu li a resenha da Mari, do S2Ler… e pensei, bem, agora eu tenho que ler. Devo dizer que eu não sabia o que estava perdendo. Esse livro é fantástico. Chegou a me dar aquele arrepio na espinha que tenho – e adoro – quando leio livros do Stephen King. Não é à toa que tem uma recomendação dele na contracapa.

“Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas… Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele… Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.” Fonte

(…) desde então aprendi que o sofrimento e o horror são contagiosos.




A Cuca Recomenda: Branca dos Mortos e os sete zumbis e outros contos macabros

Foi com muita expectativa que comecei a ler Branca dos Mortos e os sete zumbis e outros contos macabros, do autor santista Fábio Yabu, nessa nova edição da Globo Livros. Bem, primeiro é um livro de terror. Depois: terror + contos de fadas. E ainda por cima é de contos. Eu adoro tudo isso, é totalmente a minha praia. Além disso, o autor é santista, da minha cidade, o que foi um plus para que eu tivesse curiosidade de conferir esse título. Infelizmente, a leitura não foi tão proveitosa: salvo por uns dois ou três contos brilhantes, o saldo do livro foi bastante desanimador. Com um terror visceral, Fabio Yabu nos apresenta uma nova versão dos contos de fadas… que não foi tão surpreendente assim.

“Branca dos Mortos e os sete zumbis, clássico underground do escritor e roteirista Fábio Yabu é reeditado pela Globo Livros e ganha um conto inédito “Você acredita em contos de fadas?” Pergunta Eduardo Spohr no prefácio. E continua, “Alguma coisa me diz que até o final deste livro você passará a acreditar”. Para que o feitiço Yabu dê certo, é necessário que esqueça tudo o que você sabe sobre contos de fadas. Branca de Neve não é apenas uma jovem ingênua, mas também uma implacável caçadora de zumbis. Cinderela guarda um terrível segredo, que selará seu destino para sempre. Rapunzel está longe de ser uma reles menina isolada numa torre. E a morte da Pequena Vendedora de Fósforos revela uma tradição macabra de morte e psicopatia que vai muito além de uma inocente história infantil. Em Branca dos Mortos e os sete zumbis, Fábio Yabu resgata a tradição clássica dos contos de fadas dos irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen, onde as histórias, mais que um simples entretenimento, servem como lições para moldar o caráter das crianças, na maior parte das vezes por meio do medo. Aqui, não há meias-palavras nem eufemismos. O mundo encantado de Yabu é atormentado, sombrio e com altas doses de tensão sexual. Protagonizadas por personagens dos contos de fadas, revelam facetas nunca antes imaginadas de suas personalidades. Além disso, os doze contos que compõem Branca dos Mortos e os sete zumbis formam uma narrativa não-linear que culmina num desfecho aterrorizante. Um livro para ler com as luzes acesas. Bons sonhos.” Fonte

Todos aqui esperam por alguém. Ou alguma coisa. Uma noiva, um filho, uma herança, um segredo.




Sorteio: Terra Morta – Fuga

banner_terra_morta

E aí, infectados! Que tal mais um sorteio sobre… zumbis? Pois é, na quarta passada tivemos aqui resenha de Terra Morta – Fuga, primeiro livro da série Terra Morta do autor Tiago Toy e da Editora Draco! ‘Bora lá cruzar os dedos, atirar em alguns cérebros e correr para botar as mãos sangrentas nesse exemplar? Então leia as regras e participe!

ZOMBIES FOR THE WIN!




A Cuca Recomenda: Terra Morta – Fuga

Adquiri esse o e-book de Terra Morta – Fuga há alguns meses, quando a Editora Draco fez uma promoção dele. Antes disso eu já estava curiosa para ler essa versão do apocalipse zumbi pelo autor Tiago Toy. Ainda não conhecia o trabalho dele, mas como o livro foi publicado pela Draco, em 2012, é claro que eu já esperava algo bom, afinal, a editora é bem seletiva com seu material. Qual não foi minha surpresa quando o próprio autor, Tiago, entrou em contato com a gente para uma parceria? (portanto, fiquem de olho que vamos ter promoção!) Logo subi o livro na minha enorme pilha de leituras e praticamente o devorei durante a Maratona Literária. Ágil, vibrante, empolgante e cheio de reviravoltas, Terra Morta – Fuga é o melhor livro de zumbis brasileiro que eu já li.

“Romance de estréia de Tiago Toy, “Terra Morta – Fuga” imagina o apocalipse zumbi ambientado em São Paulo. Em ‘Terra Morta: Fuga’, o leitor acompanhará uma saga de sobrevivência ao terrível mal que assolou o interior de São Paulo e agora se dirige à capital. Tiago é um rapaz introspectivo que sempre sonhou em viver na megalópole de São Paulo e buscar novos desafios. Só não imaginava que sua chance chegaria da pior maneira possível. Jaboticabal, sua cidade natal, é o cenário de um terrível apocalipse zumbi, uma tragédia que parece saída de um videogame ou filme de terror. De repente, o jovem acostumado a treinos de parkour e muito trabalho, precisa lutar para sobreviver. Nenhum local é seguro, ninguém mais é confiável, água e comida não são mais garantidas no dia a dia. Mesmo que a mente custe a acreditar, não há tempo para duvidar da realidade. A única opção é fugir. A cada pessoa que Tiago encontra, uma surpresa. Aliado ou inimigo? Nunca uma certeza. Tiago e seus companheiros deverão enfrentar o passado e seus medos, e em meio a um mar de zumbis canibais, descobrirão que o maior inimigo ainda são os humanos. Descubra a origem da infecção enquanto corre sem parar, uma aventura dramática que é sucesso na internet e agora se torna uma série de livros. Pegue apenas o necessário e corra sem olhar para trás.” Fonte

Fé. É algo que ela não perdeu. O mesmo que eu deveria ter feito após tudo o que passei. Mas a pergunta é: Ainda há esperança?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...