Posts com a tag ‘YA’


Resenha: O Mar de Monstros

Como prometido, estou aqui com a continuação dessa série!

Ficha técnica:

Nome: O Mar de Monstros (Percy Jackson e os Olimpianos II)

Autor: Rick Riordan

Páginas: 304

Editora: Intrínseca

O Mar de Monstros é o segundo volume da série Percy Jackson e os olimpianos, best-seller do The New York Times. Nessa nova aventura, Percy e seus amigos estão em busca do Velocino de Ouro, único artefato mágico capaz de proteger da destruição seu lugar predileto e, até então, o mais seguro do mundo: o Acampamento Meio-Sangue. Com o envenenamento da árvore de Thalia por um inimigo misterioso, as fronteiras mágicas que protegem o Acampamento estão ameaçadas, e é preciso buscar o antídoto.

Assim, nossos heróis partem em uma arriscada e incrível viagem pelo Mar de Monstros, localizado nas coordenadas 30-31-75-12: uma referência ao Triângulo das Bermudas. Lá, enfrentam seres fantásticos e muitos perigos e situações inusitadas, que põem à prova seu heroísmo e sua herança – quando Percy irá questionar se ser filho de Poseidon é uma honra ou uma terrível maldição. Combinando fatos contemporâneos com mitologia, fantasia com erudição, O Mar de Monstros diverte, encanta e ensina pais e filhos.

Essa resenha pode conter pequenos spoilers de O Ladrão de Raios (mas acredito que não…).

Eu acabei relendo os livros e aí aconteceu a pandemia e a resenha não saiu! Então deixa eu colocar em dia aqui:

Continue lendo…




Resenha: O Ladrão de Raios

Ficha técnica:

Nome: O Ladrão de Raios (Percy Jackson e os Olimpianos I)

Autor: Rick Riordan

Páginas: 387

Editora: Intrínseca

Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.

O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos – jovens heróis modernos – terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses. Fonte

Faz um tempo em que eu percebi que, apesar de já termos lido a série Os Heróis do Olimpo e As Provações de Apolo, não havíamos postado a resenha da série que deu origem a tudo isso! Então, aproveitando a Semana Especial Clássicos Intrínseca, resolvi finalmente começar com essa resenha.

Como o processo é meio de releitura, provavelmente vai demorar um pouco até eu colocar todas as resenhas, mas tudo bem! Consegui reler rapidinho esse primeiro livro, então cá estamos com a resenha!

Ah! Tem post também lá no nosso Insta!

Continue lendo…




Resenha: Cinco Júlias

Ficha técnica:

Título: Cinco Júlias

Autor: Matheus Souza

Páginas: 328

Editora: Companhia das Letras

Compre aqui

Sinopse: “Em seu livro de estreia, o roteirista Matheus Souza apresenta cinco garotas que, de repente, têm seus maiores segredos revelados. De madrugada, sem o menor aviso, todas as mensagens que todo mundo já enviou por e-mail e pelas redes sociais vazaram na internet. Agora, basta digitar o nome de alguém num campo de busca para ler as conversas particulares que a pessoa já teve. Vários políticos são presos, milhares de fofocas de celebridades vêm à tona. E a vida de cinco adolescentes que têm o mesmo nome [Júlia] vira de cabeça para baixo. Em uma noite chuvosa no Rio de Janeiro, uma série de incidentes faz com que as cinco se encontrem. Cada uma tem o seu motivo, mas todas querem fugir da cidade o quanto antes. Assim, elas partem num carro de autoescola para São Paulo, numa viagem hilária e intensa, sofrida e maravilhosa ― como a própria adolescência.”

Entre uma leitura e outra mais pesada (afinal, eu sou a garota dos livros de terror e suspense aqui no blog, não é mesmo?), adoro relaxar com uma leitura mais leve, e YAs são meus preferidos nessas horas! Quando fui este ano à FLIPOP (confira nosso post sobre o evento) vi uma mesa com alguns autores, entre eles, o Matheus Souza, que estava fazendo sua estreia no mundo da literatura, apesar de já ser experiente em roteiros de teatro e cinema. Ele comentou sobre seu livro – Cinco Júlias -, que primeiro nasceu como um roteiro de uma peça teatral, e naquele instante fui capturada pela essência dessa obra incrível! E devo dizer, foi tudo que eu esperava e bem mais – uma delicinha de leitura!

~ Dica: acompanhe nosso Instagram e fique por dentro das resenhas e indicações em primeira mão! ~

Continue lendo…




Resenha: Querido Evan Hansen

Ficha técnica:

Título: Querido Evan Hansen

Autor: Val Emmich, Steven Levenson e Benj Pasek

Tradutor: Guilherme Miranda

Páginas: 336

Editora: Seguinte

Compre aqui

Sinopse:

Dos criadores do premiado musical da Broadway Dear Evan Hansen, esta é uma história emocionante sobre solidão, luto, saúde mental e amizades inesperadas.

Evan Hansen sempre teve muita dificuldade de fazer amigos. Para mudar isso, decide seguir as recomendações de seu psicólogo e escrever cartas encorajadoras para si mesmo, com esperança de que seu último ano na escola seja um pouco melhor. O que não esperava era que uma das cartas fosse parar nas mãos de Connor Murphy, o aluno mais encrenqueiro da turma.
Quando Connor comete suicídio e sua família encontra a carta de Evan, todos começam a pensar que os dois eram melhores amigos. Sem conseguir explicar a situação, Evan acaba refém de uma grande mentira. Ao mesmo tempo, graças a essa (falsa) amizade, o garoto finalmente se aproxima de Zoe, a menina de seus sonhos, e passa a ser notado no colégio. No fundo, Evan sabe que não está fazendo a coisa certa, mas se está ajudando a família de Connor a superar a perda, que mal pode ter?
Evan agora tem um propósito de vida. Até que a verdade ameaça vir à tona, e ele precisa enfrentar seu maior inimigo: ele mesmo.”

Adoro um YA, e entre tantas leituras sombrias que eu faço, é sempre bom fazer uma pausa e ler algo mais leve. Mas Querido Evan Hansen passa longe disso; é um livro denso e triste, narrado por um personagem deprimido e com baixíssima autoestima. É um ótimo livro, mas também é um para se ler com cuidado porque sim, há gatilhos.

Continue lendo…




Resenha: O verão que mudou minha vida

Ficha técnica:

Nome: O verão que mudou minha vida

Autora: Jenny Han

Tradutora: Mariana Rimoli

Páginas: 240

Editora: Intrínseca

Compre aqui

A vida de Isabel Conklin é marcada pelas férias de verão. As outras estações do ano são como um intervalo, dias que passam lentamente enquanto ela espera que o sol lhe traga de volta o que mais ama: o mar, descanso, diversão e, principalmente, Conrad e Jeremiah Fisher.

Os garotos da família Fisher sempre estiveram ao lado de Belly em suas aventuras. Conrad é ousado, sombrio, inteligente. Já Jeremiah, é confiável, engraçado, espontâneo. Mesmo sendo tão diferentes, os três constroem uma amizade que parece inabalável. Apenas parece…

Tudo muda quando, em uma dessas férias, Conrad demonstra sentir algo por ela. O problema é que Jeremiah faz o mesmo. À medida que os anos passam, Belly sabe que precisará escolher entre os dois e encarar o inevitável: ela vai partir o coração de um deles.

Na trilogia Verão, acompanhamos Belly dos 15 aos 24 anos. Em meio a descobertas e mudanças, ela se apaixona, se envolve em um triângulo amoroso, entra na universidade e descobre que amadurecer também significa tomar decisões difíceis. Primeiros romances jovens de Jenny Han, os três livros são agora relançados pela Intrínseca, com novas capas e traduções inéditas.

Quando fiquei sabendo que a Íntrinseca relançou a trilogia “Verão” da Jenny Han, fiquei muito curiosa. Eu já li a triologia “Para todos os garotos que já amei” e apesar de algumas ressalvas, achei uma leitura bem interessante. Um autor pode sofrer muitas mudanças com o passar do tempo e por isso pedi o primeiro livro intitulado “O verão que mudou minha vida”. Aliás, o livro está no super no clima da nossa estação, já que calor é o que não falta (apesar de agora ter melhorado um pouco).

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...