Posts com a tag ‘Young Adult’


Resenha: Julieta Imortal, Stacey Jay

Sinopse: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. Fonte

Eis aí um livro que gostei e não gostei. Pelo menos não tive vontade de jogá-lo na parede, mas achei algumas partes bem dramáticas – ao extremo, devo dizer. Aliás, esse livro me fez ter vontade de escrever uma fan-fic sobre o Romeu, porque achei a personagem dele muito mais interessante que a Julieta e o final aberto a “N” possibilidades, mas aí descobri que o livro tem continuação, então passou. Vamos ver como a Stacey vai fazer com o Romeu primeiro. hehehe

Conselho de amiga: Gostando ou não de Shakespeare, leia o livro de mente aberta. Vou explicar com a resenha.

Continue lendo…




Resenha: Os 13 Porquês

“Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera – que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.” Fonte

Quando uma de minhas amigas me emprestou Os 13 Porquês, ela me avisou: “não se empolgue, você não vai gostar da Hannah, ela é muito chata”. Por isso minhas expectativas não eram altas. Por isso elas foram incrivelmente superadas, porque eu me apaixonei por Hannah Baker mais do que por Clay Jensen, que – teoricamente – é o narrador do livro. Digo teoricamente porque a narrativa é dividida entre o que acontece com Clay enquanto ele ouve as fitas (seus pensamentos, sentimentos, seus arrependimentos) e as fitas em si, cujo conteúdo é inteiramente descrito nas páginas do livro. Graças a esse formato, é possível que conheçamos bem Hannah que – apesar de estar morta – tem a voz muito forte, muito presente durante toda a história.

A impressão que Hannah me passou é a de ser uma garota com baixa auto-estima, sem amigos e um tanto quanto deprimida. Diversas vezes é possível perceber que ela pede ajuda sem realmente dar a entender que é isso que está fazendo, e talvez tenha sido por isso que me identifiquei tanto com ela: porque é muito difícil admitir para os outros e para si mesmo que há algo errado e que você precisa de uma mão amiga. Mas o que realmente me chamou a atenção foi a cadeia de consequências que cada uma de nossas ações têm. Cada palavra, cada gesto, cada ação banal que fazemos ou deixamos de fazer são sentidas de maneiras diferentes por pessoas diferentes, e têm suas consequências – boas ou ruins. Nós afetamos as pessoas ao nosso redor positiva ou negativamente, e para mim essa foi a grande mensagem do livro. Escrito de maneira realista e sem açucarar as cenas mais pesadas, Os 13 Porquês deveria ser leitura obrigatória para adolescentes e todos que convivem com eles.


A capa original, que é minha favorita.

Vale lembrar que Os 13 Porquês ganhará sua versão cinematográfica ano que vem, com Selena Gomez no papel de Hannah Baker.

Ficha Técnica

Título: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 256
Avaliação: 4 estrelas
Onde Comprar: Livraria Cultura




Resenha: A Culpa é das Estrelas

Quando fiz a resenha de Mockingjay – quase um ano após tê-lo lido – eu disse que era muito difícil falar sobre as obras pelas quais nós caímos de amores. Quatro meses depois, aqui estou eu novamente para provar a teoria. Desde que terminei de ler The Fault in Our Stars (A Culpa é das Estrelas, no Brasil) eu tenho essa página aberta, tentando encontrar as palavras certas, escrevendo parágrafo atrás de parágrafo somente para apagá-los logo em seguida. Hoje, folheando meu livro e observando as frases que marquei com post-its enquanto o lia, eu finalmente me convenci de que nunca serei capaz de fazer uma resenha à altura de The Fault in Our Stars: ele é um livro que você tem que ler e viver e sentir, guardar tudo dentro de você e depois explodir, insistindo para que todos os seus amigos leiam, mas sem nunca conseguir explicar exatamente o motivo pelo qual isso é tão importante. Simplesmente é.




Resenha: A Fera

Depois de ter lido “A garota da capa vermelha” (resenha aqui) e ter me decepcionado, confesso que não estava mais muito animada para ler livros que tratasse do tema “conto de fadas versão teen“. Mas o trailer do filme  “A Fera” despertou a minha curiosidade e eu acabei ganhando o livro da Karen. Aliás, eu devo agradecer muito a ela, se não eu provavelmente não teria lido esse livro maravilhoso agora!

O livro é narrado pela Fera – uma criatura com dentes, garras e pelos. Mas antes essa criatura havia sido um adolescente normal: Kyle Kingsbury. Ele tinha tudo: dinheiro, fama e beleza. Mas em um belo dia ele acabou humilhando uma garota que participava das suas aulas de inglês. Para o seu azar,  essa garota era uma bruxa. E assim o feitiço foi feito. Ele só voltaria a ser humano se, em dois anos, beijasse uma pessoa que se apaixonasse por ele. Mas não bastava só isso: ele também deveria estar apaixonado por ela.

A pergunta que eu imagino que Alex Flinn fez ao escrever o livro foi “Mas e se a história de A Bela e a Fera acontecesse nos dias atuais?”. Por isso, ela não cria triângulos amoroso para dar um tom mais teen na história, muito menos tenta escrever um roteiro totalmente diferente. A autora utilizou os pontos chaves da história e os colocou no mundo atual. Ela teve algumas saídas brilhantes, como por exemplo, a utilização das rosas e toda a importância que elas tiveram para a história. Em vários momentos eu me lembrei do desenho da Disney, não porque fosse totalmente igual, mas sim pelas referências. O livro segue as histórias tradicionais, mas não deixa de ser original.

Durante a leitura, eu me transportei totalmente para dentro da história. Isso porque durante a narração é possível perceber todo o crescimento do personagem. Desde Kyle, o rico mimado, até A Fera, que acredita que nunca conseguirá quebrar o feitiço…

E como realmente um conto de fadas, esse livro nos passa uma mensagem linda no final. Eu acho que todos que amam o desenho “A Bela e a Fera” da Disney deveriam ler esse livro. Exatamente os pontos que me encantaram no desenho foram os pontos que me encantaram no livro.

O filme A Fera, com Alex Pettyfer e Vanessa Hudges, estreiou nos cinemas dia 23 de dezembro de 2011.

Ficha Técnica:
Título: A Fera
Autor: Alex Flinn
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Avaliação:
Onde comprar: Livraria Cultura




TTT: 10 Livros Para Quem Diz que Não Gosta de Ler

Olá! O tema do Top Ten Tuesday dessa semana é “Livros que você daria para quem diz que não gosta de ler“. Achei um pouco complicado escolher apenas 10 livros porque eu não recomendaria os mesmos títulos para as mesmas pessoas. Mas abaixo segue uma lista geral dos títulos que acho que a maioria das pessoas que não gostam de ler seguiriam até o final.

Lembrando que o TTT é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish.

Vamos brincar de LER?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...