Posts com a tag ‘Young Adult’


Resenha: Cidade dos Etéreos

O primeiro livro dessa série, O Lar das Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (resenha aqui) foi muito bom. Mas esse é um daqueles casos raros em que o segundo livro da série é ainda melhor. Em Cidade dos Etéreos nós temos os mesmos personagens peculiares que nos encantaram no primeiro volume (e alguns novos) e o mesmo ar de fantasia, mas há muito mais aventura, mistério e cenas emocionantes que no primeiro. As crianças enfrentam uma dura jornada de amadurecimentos e nós, leitores, também. Uma história que envolve e angustia na mesma proporção, deixando-nos sedentos pelo final dessa aventura.

Obs.: essa resenha pode conter spoilers do primeiro livro da série.

CIDADE_DOS_ETEREOS_1452788397336018SK1452788397B“Cidade dos Etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.
Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.
Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.” Fonte

Continue lendo…




Resenha: O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Nunca dei muita bola para O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares; algumas pessoas falavam bem, as edições eram lindas, mas meu olhar sempre corria para outros livros até que, mês passado, vi que poderia solicitá-lo à Intrínseca na nossa parceria e pensei: “por que não?”. Aí eu vi que não sabia o que estava perdendo. A obra é uma aventura fantástica eletrizante e, por vezes, emocionante, e a adição das fotos – que possuem um significado bastante importante e diferente na obra – torna tudo ainda melhor.

LarDaSrtaPeregrine_G“Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real.
Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos.
Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto.” Fonte

Eu costumava sonhar em fugir da minha vida normal, mas minha vida nunca foi normal.




Resenha: Lobo por Lobo

Conheci Ryan Graudin com o brilhante A Cidade Murada, que li ano passado (resenha aqui). Quando vi Lobo por Lobo, não dei muito por ele, mas ao perceber o nome da autora na capa, quis lê-lo sem pensar duas vezes (sem nem ler direito a sinopse, aliás). Foi a melhor coisa que fiz. Ryan Graudin é daquelas autoras que você deve ler obrigatoriamente, sem piscar, até mesmo sua lista de compras no supermercado. E Lobo por Lobo, por sua vez, é um livro empolgante, que traz à tona questionamentos complexos, sobretudo a pergunta: “E se?”

(Aliás, eu adoro tanto essa pergunta que também a exploro em meus próprios livros. E aqui, nesse livro, ela é ainda mais aterrorizante.)

lobo-por-lobo“O Eixo ganhou a Segunda Guerra Mundial, e a Alemanha e o Japão estão no comando. Para comemorar a Grande Vitória, todo ano eles organizam o Tour do Eixo: uma corrida de motocicletas através das antigas Europa e Ásia. O vencedor, além de fama e dinheiro, ganha um encontro com o recluso Adolf Hitler durante o Baile da Vitória. Yael é uma adolescente que fugiu de um campo de concentração, e os cinco lobos tatuados em seu braço são um lembrete das pessoas queridas que perdeu. Agora ela faz parte da resistência e tem uma missão: ganhar a corrida e matar Hitler. Mas será que Yael terá o sangue frio necessário para permanecer fiel à missão?” Fonte

Yael engoliu em seco. Cinco lobos. Quatro lembranças e um lembrete.




Top Ten Tuesday: Dez motivos para ler Metrópole: Despertar

ttt2013

O Top Ten Tuesday de hoje seria REWIND, mas eu estava com preguiça de escolher um tópico antigo, então pensei, que tal fazer um FREEBIE? Bem, aqui estamos. Problema 1 resolvido, vamos ao problema 2: tema.

Eis que duas coisas aconteceram essa semana. 1. Metrópole: Despertarde Melissa de Sá entrou em pré-venda na sexta-feira passada no site da Editora Draco. 2. A Melissa de Sá faz aniversário hoje (Parabéns, Mel! \o/ Comprem os livros dela para fazer uma autora feliz!). Bem, eu já queria fazer uma resenha desse livro fantástico há algum tempo (sim, eu li antes, meus amigos, eu tenho esse superpoder), então… por que não um Top Ten Tuesday-Resenha para agitar as coisas?

Então venham descobrir os dez motivos para ler Metrópole: Despertar, esse livro foda que você mal conhece, mas vai gostar pacas.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




Resenha: O Oráculo Oculto

apolo“Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus.
O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão.
Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.”

O Oráculo Oculto é o primeiro livro da série As provações de Apolo, que é um spin-off de… Okay, eu já estou confusa com tantos livros que se passam no universo do Percy Jackson. Será que ele é um spin-off? Uma continuação? Mas enfim, Rick Riordan decidiu que não queria dar tchau para os semideuses e por isso voilà… Mais uma série foi criada. Eu vou ser bem sincera: eu fiquei na dúvida cruel se eu lia esse livro ou não. Sim, eu amo os personagens demais e o Apolo é um dos meus deuses favoritos mas… Em alguns momentos eu me pego refletindo se o Riordan já não deveria ter acabado a série, porque eu fico com a impressão que ela nunca vai acabar. Mas é aquela coisa: cada parte da série tem o seu final fechado e o leitor continua lendo se quiser. Eu tinha que decidir… E é claro que eu escolhi ler, se não essa resenha nem teria sido escrita! O primeiro aviso que eu dou é que, não, vocês não precisam ter lido os livros anteriores para poder ler O Oráculo Oculto. É claro que vocês vão perder muitas referências dos livros anteriores, mas o enredo é completamente compreensível. E nesta resenha eu não vou colocar spoilers dos outros livros (tirando é claro nome de personagens).

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...