Terça Livre: Gatos não são cachorros

Minha vez de vir aqui na Terça Livre! Pensei, pensei no que falar… Daí eu olhei para a minha gata. E coloquei esse título (cof, cof) totalmente polêmico pra vocês virem aqui ler!

Mas por que você tá dizendo isso? É claro que gatos não são cachorros! São animais diferentes, oras!

É, mas parece que a maioria das pessoas (tirando gateiros de plantão) no fundo não sabem disso tão bem. E eu digo isso por vários motivos.

1) Pessoas que dizem que não gostam gatos ou preferem cachorros porque “gatos não são carinhosos”:

Queridos, se cada pessoa tem um jeito diferente de demonstrar carinho, porque animais demonstrariam carinho de maneiras iguais? Isso não acontece nem dentro da mesma espécie, que dirá entre espécies diferentes! Um gato nunca vai pular loucamente em seu colo (e aqui digo que há exceções para tudo, mas são exceções) quando você chega em casa, tampouco vai ficar pulando ao seu redor e lambendo você cheio de excitação. Simplesmente essa não é a maneira que um gato tem de demonstrar afeto, mas sim a maneira de um cachorro de fazer isso. Pense numa pessoa extrovertida e em uma pessoa introvertida; não é porque aquele seu amigo não vem pulando te dar um mega abraço no bar que ele não gosta de você, mas, quem sabe, esse mesmo amigo mais quieto vai ser aquele que vai segurar sua mão quando você estiver triste. Para saber se um gato gosta de você, observe se ele dá cabeçadas nas suas pernas ou em outras partes do seu corpo, se ele se esfrega em você com o rabo, se fica te olhando e piscando lentamente, se “amassa pãozinho” em cima de você. E se ele te mostrar a barriga, bem, aí é amor mesmo.

2) Pessoas que dizem que não gostam de gatos porque “eles são traiçoeiros”:

Imagine a seguinte situação: você tem um amigo que é meio tímido, sempre quietão, ali na dele. Aí um dia você vai lá e joga ele na piscina. Ele fica pistola, quase dá uma na sua cara e não fala com você durante uma semana. Você fica chateado, é claro, mas se parar para pensar um pouquinho, será que você não invadiu o espaço do seu amigo? Ainda mais sendo uma pessoa introspectiva, ele pode ter ficado realmente magoado, se sentido ameaçado, até humilhado. Ok, pensou?

Bem, o gato é esse seu amigo. E ele não gosta que invadam o espaço dele. Ele não gosta de se sentir ameaçado ou coagido. Ele não gosta de levar susto. Então, se você fizer isso, a reação dele é dar uma na sua cara (usando suas garras). E eu acho muito justo, sabe? Não se invade o espaço de ninguém. A gente tem uma cultura muito de tocar aqui no Brasil, mas se você for para outros países, a coisa não é bem assim, não. É preciso respeitar o espaço do outro, inclusive dos animais.

3) Pessoas que dizem que não gostam de gatos porque “eles são sujos/transmitem doenças”:

Você está muito enganado! Gatos são muito limpos e preocupados com sua higiene pessoal, por isso eles vivem se lambendo, o chamado “banho de gato”, para se limpar! Além disso, eles são super cuidadosos ao fazer xixi ou cocô na caixinha de areia, sempre cobrindo seus dejetos porque odeiam mau cheiro e detestam encostar nos resíduos. Já viu um gato fazendo suas necessidades? Eles fazem o máximo que podem para não encostar o corpo e os pelos na urina e nas fezes.

Agora, dizer que gatos transmitem doenças é total desinformação. A toxoplasmose, que tanto se usa para vilanizar os felinos, é transmitida pelas fezes: é só ter higiene ao limpar a caixinha de areia, já que o gato toma tanto cuidado para não se sujar que não deixa vestígios de fezes em seu pelo. É preciso lavar bem as mãos após limpar a caixinha, coisa que, aliás, é preciso fazer ao se limpar a própria bunda ou limpar o cocô do seu amiguinho canino, afinal, qualquer tipo de fezes pode transmitir doenças. No caso da asma, já foi comprovado que crianças que crescem com gatos têm menor probabilidade de desenvolverem doenças respiratórias como esta (fonte). Além disso, mantenha sempre seu animal vacinado e leve-o regularmente ao veterinário para mantê-lo sempre saudável e evitará doenças!

4) Pessoas que dizem “gatos destroem tudo na casa/podem machucar com suas unhas”:

Qualquer filhote gosta de brincar. E isso inclui os gatos, mesmo que eles sejam animais mais quietos. Crianças gostam de brincar, pular e gastar energia, por que seria diferente com qualquer filhote? Então, estragar uma coisa aqui ou ali não é exclusividade dos gatos, cachorros também podem fazer isso (e até seus filhos/sobrinhos!) quando são filhotes e até mesmo quando adultos, pois são mais agitados que gatos. A solução é educar seu bichinho com carinho, respeito e disciplina, e no caso dos gatinhos, manter suas unhas aparadas.

No caso de machucar uma pessoa, um bichinho nunca fará isso por maldade. Na maioria das vezes que um gato ou cachorro machuca um ser humano, é sem querer, por estar brincando e não medir sua força. Em outros casos, faz isso por se sentir ameaçado ou coagido (e por isso é necessário respeitar o espaço dos animais, sempre). E ainda há animais influenciados negativamente por seus cuidadores; no final, nós, humanos, somos a maior ameaça para nosso planeta, os animais e nós mesmos.

5) Pessoas que dizem “odeio gatos, mas não maltrato eles”:

Acreditem, eu já ouvi essa pérola. Não maltratar animais é apenas nossa obrigação como seres humanos decentes, ninguém ganha estrelinha por causa disso. Nós devemos é proteger os animais, que são frágeis e inocentes. E se você odeia qualquer tipo de bichinho, não sei se quero conversar com você.

E aí, você tem mais alguma sugestão para informar as pessoas e acabar com essa competição boba entre cães e gatos? Diga nos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Além de uma prateleira disse:

    Aiii amo qualquer tipo de animal! Eu só não tenho aqui em casa porque meus pais gostam de viajar e não são todos os lugares que aceitam os bichanos. Concordo com tudo que você escreveu: se a gente as vzs não gostamos de certas coisas, porque com os gatinhos iam ser diferente?

    Meu vizinho tem uma gata por qual sou apaixonada e sempre que posso brinco com ela e dou carinho. Ela é uma fofa!.

    Adorei seu post! beijos!

  • Carolina Durães de Castro disse:

    Oi Karen, tudo bem?
    Apesar de só ter tido cães em casa e ter trabalhado com eles, eu também AMO gatos. Acho eles criaturas muito inteligentes e totalmente adoráveis.
    Bjkas

  • Shadai disse:

    o gato da minha mãe virou modelo para minhas fotos com os livros que leio e posto no instagram.

  • Suzzy Chiu disse:

    Post lindo!!!
    Eu amoooo todos os animais e estou pensando em adotar um gatinho.
    Já tenho duas dogs, mas que ficam em outra casa, entao nao teria um conflito tao grande se juntar toda a turma haha.
    Achei muito necessario o post e sempre é desmitificar certas coisas que o povo dai repetindo sem entender e sem saber se é verdade.
    Beijos.

  • Thayenne disse:

    Olá,

    Nem sou uma pessoa dos cachorros e nem dos gatos hahaha, sou dos peixes. Nunca fui muito chegada a animais domésticos, pois perdi o meu cachorro muito nova e isso meio que criou um trauma, sobrando apenas os dóceis (nem tão dóceis assim) peixes para alegrar minha vida. Adorei seu post, diferente e informativo.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Eu sempre tive cachorros, mas acho os gatos fofinhos e se estou em algum ambiente e eles estão não vejo nenhum problema. Até faço carinho, brinco se o dono não se importar.
    A única coisa que não me agrada é o cheiro forte das necessidades deles hahaha acho terrível demais, impregna o lugar.
    Beijos!

  • dayhara disse:

    Que post mais necessário! Eu amo gatos e fico muito triste quando vejo o pessoal com esse tipo de discurso de que gatos são traiçoeiros, eu fico muito triste, porque a real não é isso, gato não tem essa “maldade ” que a gente imagina, esse tipo de coisa caiu no imaginário do povo e acaba fazendo mal, resultando em violência contra essas lindezas. Adorei a postagem.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem