Terça livre : Li e Assisti “Para todos os garotos que já amei”

Desde quando “Para todos os garotos que já amei” foi lançando na Netflix, esse é um assunto recorrente no meu twitter. As pessoas simplesmente ficaram encantadas com o filme e o meu lado que AMA comédias românticas ficou muito feliz com isso. Ainda mais levando em consideração que ele é para o público jovem adulto! O mundo precisa de mais filmes fofos e eu estou amando que a Netflix está dando valor para essa área. Como o filme é baseado no livro com o mesmo nome da autora Jenny Han, estou abrindo então uma nova coluna aqui no PEP que é a “Li e assisti” onde nós vamos comentar um pouco sobre esse mundo bem controverso das adaptações de livros a filmes.

Em “Para todos os garotos que já amei”, Lara Jean havia escrito cartas para todos os garotos que ela já havia gostado até aquele dia – 5 no total. Ela utilizou essa carta como uma forma de colocar os seus sentimentos para fora, algo como se fosse um desabafo. Ela não pretendia que ninguém lesse as suas confissões, até que um dia essas cartas somem e são misteriosamente enviadas para os seus remetentes. Se a situação não fosse complicada o bastante, um dos rapazes é o namorado da irmã mais velha dela…

Esse é um daqueles (poucos) casos em que a adaptação ficou bem fiel ao livro, considerando que o filme trabalha com um tempo menor para desenvolver os acontecimentos. Só tiveram dois casos em que eu não gostei da forma que foram adaptados. Um eu posso falar abertamente porque está na sinopse do livro: desde o início nós já sabemos quem enviou as cartas no filme. Apesar de não ser difícil de imaginar quem foi, eu acho que tinha abertura sim para colocar esse suspense no filme e isso ficaria até melhor do que no livro. E eu não entendo porque mudaram porque nós ficamos sabendo, mas a Lara Jean só descobre mesmo depois… O outro eu não posso comentar porque é spoiler, porém tem uma acontecimento completamente impactante que no filme não foi dada a importância necessária. Esse era um dos grandes obstáculos entre o casal principal e ele deveria ser tratado dessa forma.

Eu acho que vale a pena assistir o filme? Acho, ele é muito fofo e percebemos que é uma boa adaptação porque ele se sustenta sozinho, sem precisar do livro. Porém a maior diferença é que eu não gostei tanto assim como as outras inúmeras pessoas. Talvez o grande problema seja exatamente que eu li os livros e não consigo completamente separar os dois. Eu realmente acredito que a maior diferença entre o livro e o filme não seja o enredo, que como eu disse é muito fiel, mas o desenvolvimento nos personagens. Aqui é um caso em que nenhum dos dois conseguiu chegar no balanço perfeito: o filme ficou muito superficial, vários questionamentos da Lara Jean não apareceram. Em compensação no livro isso foi trabalhado de uma forma tão excessiva que acaba fazendo com que o leitor não consiga se aproximar tanto assim dos personagens. Eu gostei muito do primeiro livro (eu dei 4 estrelas) mais por causa do cliché central (que é um que eu AMO) do que por causa dos personagens em si. E um personagem que várias pessoas ficaram suspirando no primeiro filme foi o Peter Kavinsky, que realmente tem inúmeras cenas fofas porém ele é bem mais “açucarado” no filme do que no livro. E tem um outro porém ainda maior: quem leu sabe o que acontece futuramente, então eu não consegui ficar nessa bolha junto com todo mundo. Eu acho muito interessante ter um personagem com defeitos, isso o torna muito mais real, porém isso fez com que a minha experiência no filme não fosse igual a de todo mundo.

A parte visual do filme eu achei maravilhosa, principalmente levando em consideração o carinho com todos os detalhes. O quarto da Lara Jean estava lindo e nem vou falar nas roupas que ela usava porque ficaram perfeitas! Os atores também estavam muito bons nos seus respectivos papéis – meu único problema foi que eu sou PÉSSIMA em fisionomias e no início não conseguia distinguir o Josh do Peter muito bem. É uma pena que por causa do tempo reduzido as irmãs da Lara Jean não puderam aparecer muito no filme (na verdade mais a Kitty né porque a Margot fica um bom tempo afastada). Eu amei que a Jenny Han bateu o pé para que fossem mantida a etnia dos personagens. Talvez pudessem ter colocado algumas passagens que exatamente chamam a atenção disso no livro – mas tudo bem, não fazia parte do plot central e o filme não poderia ter 3 horas.

Enfim, se você tem Netflix e ama comédias românticas, assista agora “Para todos os garotos que já amei” e é claro, leia o livro também – porque por mais que a adaptação seja fiel, os dois vão ser sempre diferentes! (Ah, e um recadinho: se você gosta de “Easter Eggs” preste atenção porque a autora aparece em uma das cenas do filme!)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Dayhara disse:

    Eu comecei a ler o livro logo quando ele foi lançado e desisti totalmente, não funcionou comigo, achei a leitura arrastada e abri mão, mas com o filme foi totalmente diferente, talvez por ele se sustentar sozinho, eu amei tanto assim, o cuidado com o cenário, roupas etc foi realmente maravilhoso e eu também tive dificuldade para diferenciar os mocinhos hahaha mas entendo você, como leitora, também estou sujeita até sem querer, acabar comparando obra e adaptação;

  • Gustavo disse:

    Gosto de ler o livro antes de assistir alguma reprodução seja no cinema ou na TV e ainda não tive a oportunidade para ler o livro citado, mas a história me parece ser agradável, pois só leio posts elogiando ambos a obra e o filme.

  • Andressa Ledesma disse:

    Eu assisti esse filme logo que saiu e fiquei encantada. Adoro filmes mais teens assim! ♥ Eu ainda não tive oportunidade de conferir os livros, mas depois desse filme quero muito fazer isso. Vi várias pessoas falando sobre esse algo mais impactante e que foi tratado superficialmente. Acho que o tempo curto realmente faz a história ficar mais enxuta. Eu adorei o filme e estou ansiosa por uma continuação.
    beijos

  • Aline M. Oliveira disse:

    Oi! Não li a trilogia, porque não faz muito meu tipo de leitura.. Acho que passei dessa fase de ler histórias adolescentes, ainda que de vez em quando, cai algo interessante nas minhas mãos.. Enfim.. Quanto ao filme, só elogios né! Todo mundo tem falado o quanto está fofo e fiel a história, e até agora não vi nenhuma crítica! Que bom que a adaptação ficou assim tão boa! Vou anotar pra assistir depois! Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com

  • Carolina Durães de Castro disse:

    Oi Lany, tudo bem?
    Eu achei o filme muito fofo, mas gostaria que tivesse sido feito como uma série, pois houve detalhes que eu queria ter visto em detalhes.
    Bjkas

  • Samantha Silva disse:

    Eu assisti o filme, e sinceramente não gostei, achei muito superficial e previsivel, em 20 minutos de filme já tinha adivinhado o final inteiro e momentos onde havia espaço para explorar melhor o fato dela ter perdido a mãe eram muito rápido, era a mesma coisa em toda cena, nunca era bem aprofundado e a transição deles para se apaixonarem foi tão repentina pra mim, o filme não me agradou, mas isso é de cada um. O livro eu não li ainda, mas quero ler um dia, ainda mais sabendo que ele parece ser melhor q o filme, espero poder ler um dia. Bjs!!

  • MAYARA disse:

    Oii

    Aí eu tô no seu time… eu sou fã declarada de comédias românticas e estou viciada e apaixonada por esse filme. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas ele já está aqui na minha cabeceira para próxima a leituras. Fiquei curiosa com a parte que não teve tanto aprofundamento no filme. Desconfio que já saiba, mas ahhh odeio ficar curiosa hahaha

    Beijos

  • Tamires Marins disse:

    Que pena que você não conseguiu curtir tanto assim. Eu não li os livros e nem sinto interesse. O filme eu até verei qualquer dia desses quando o hype baixar, mas não estou esperando muita coisa. Tomara que trabalhem melhor o livro aso haja uma adaptação do segundo, fico torcendo por isso.

    Beijos

  • Mi disse:

    Oii, tudo bem?

    Tanto o livro quanto o filme não funcionaram para mim. Achei o livro bem arrastado, acabei abandonando.
    O filme eu fui meio que obrigada a assistir no colégio, os outros alunos colocaram e eu não pude sair. Eu realmente gostei da adaptação dos personagens, mas a história não fluiu para mim.

    Beijinhos!!

  • Marijleite disse:

    Quando eu assistir, já vou ficar grudada na tela para ver a aparição da autora, rsrs. Gostei muito de conferir suas considerações sobre a adaptação, bom saber que ela conseguiu ser até que fiel, mesmo com algumas pequenas diferenças. Eu ainda não li os livros e agora estou meio em dúvida se assisto logo o filme ou espero para ver depois de ler.

  • Pollyanna Assis Campos disse:

    Olá, tudo bom?
    Então, eu li o livro e logo depois assisti ao filme e todos os dois me encantaram bastante, mas cada um de uma maneira diferente. No filme acabei gostando mais do Peter e do relacionamento da Lara com o pai, que ficou super fofo né? A questão das cartas eu também achei que poderia ter sido mantido o suspense, mas vai entender né? Por outro lado, tem pontos que o livro aborda melhor (a cena que seria spoiler por exemplo, e que foi melhor abordada no livro). É como você falou, ambos se sustentam sozinhos, no entanto, acho que os dois juntos – apesar das diferenças – formam o combo perfeito! rs
    Adorei o novo quadro do blog e espero ver sempre por aqui ♥
    Beijos!

  • Pah disse:

    Não sei se é pq não sou o publico alvo ou pq não li o livro, mas achei o livro bem fraco para tudo o que foi falado a respeito dele, fora isso é um bom entretenimento

  • Ivi Campos disse:

    Acho que esta é uma das poucas opiniões de não ter gostado tanto assim do filme. Eu li apenas o primeiro volume e achei a adaptação bem interessante, mas não sei se uma sequencia seria tão boa quanto este primeiro.
    beijos

  • Giovana Soares disse:

    Oii, tudo bem?
    Eu não tive a oportunidade de ler os livros e nem assistir ao filme, mas todos falam maravilhas de ambos, eu quero muito conferir os dois mas não sei por qual começar rsrs. Qual você recomenda?

  • Lany disse:

    Eu sei que normalmente todo mundo fala para ler o livro e depois assistir ao filme. Nesse caso, como o filme é bem fiel, acho que você pode primeiro assistir o filme para ver se você gosta do enredo e depois leia o livro!

  • Antonia Isadora de Araújo Rodrigues disse:

    Olá Lany!!!
    Eu li o livro e assisti o filme de “Para Todos Os Garotos que Já Amei” e bem amei os dois em suas duas respectivas áreas. E bem se não tivesse amado eu não teria feito um trabalho sobre o mesmo na faculdade rsrsrsrs
    Mas como aprendi na minha área de Letras temos que começar a separar livro de filme e analisar eles como uma adaptação para aquilo que se está fazendo sucesso no momento, então entendo o porque de algumas mudanças e tal.
    Mesmo assim adorei o post e espero que venha a continuação do filme para gente.

    lereliterario.blogspot.com

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem