Terça Livre: Melhoras leituras de 2018

Ah, Dezembro está quase aí… O sentimento de nostalgia começa e nós nos lembramos dos melhores (ou piores) momentos de 2018. Vou deixar os sentimentos negativos de lado e por isso vou listar somente as minhas melhores leituras desse ano. Quem sabe eu não dou algumas ideias para vocês de presente de Natal? Essa lista não está em ordem de preferência, e sim na ordem de leitura, porque eu sempre acho isso muito difícil de ser feito.

1. É assim que acaba, Collen Hoover – A primeira leitura do ano já começou muito bem. Esse foi o primeiro livro da Collen que eu li (e pretendo ler outros, mas a fila está grande) e eu gostei bastante de como ela trabalhou com um tema bastante delicado. Dizem por aí que ela segue uma “receita de bolo” e que os livros são bem parecidos… Se isso é verdade não sei, mas a impressão que ficou comigo com essa leitura foi muito boa.

2. Hello Stranger, Lisa Keyplas – Para quem gosta de romances históricos, LEIAM a série “Os Ravenels” da Lisa Keyplas. Esse é o quarto livro da série e eu li na época do lançamento, mas os livros também estão sendo publicados aqui no Brasil. Vocês podem ler as resenhas da Lucy para essa série aqui.

3. Mas tem que ser mesmo para sempre?,  Sophie Kinsella – Eu AMO os livros da Sophie e esse foi um daqueles que eu comecei a ler e não conseguia mais parar. A premissa dele é bem interessante: Sylvie e Dan já estão juntos há dez anos e escutam de um médico que a saúde deles é tão boa que eles ainda devem ficar muito tempo juntos… Mas COMO um casamento pode durar tanto assim?

4. A história de Malikah, Marina Carvalho – A Marina Carvalho está fazendo uma série de romance históricos situada no Brasil. É FANTÁSTICA! Ela fez um trabalho enorme de pesquisa para conseguir realmente retratar a época e em vários momentos eu fiquei me lembrando das aulas de história! Pontos extras para esse livro porque a protagonista é negra – e a autora retrata todas as dores dessa época.

5. O amante da princesa, Larissa Siriani – Eu estou para resenhar esse livro mas eu só enrolo! Mais um romance histórico para a lista (eita, esse ano foi o ano dos romances históricos, acho que a realidade estava difícil mesmo e eu precisava escapar…). Vocês sabem que eu adoro livros com princesas e foi isso que primeiramente me chamou a atenção. E que romance lindo! Adorei e pretendo ler outras obras da autora.

6. Os números do amor, Helen Hoang  –  QUEM GOSTA DE ROMANCE TEM QUE LER ESSE LIVRO!!! A primeira coisa que vocês tem que saber é que ele está sendo muito comentado em outros países. Eu na verdade li a sua versão em inglês antes mesmo de saber que iria ser lançado aqui pela Paralela. Eu li várias resenhas e comentários de leitores que diziam que esse era um livro onde as cenas adultas foram muito bem escritas, principalmente se tratando do ponto de vista de uma mulher. E eu li esse ano (e em outros anos também) muito livros classificados como adultos e devo dizer: realmente estavam certos. Enquanto vários decepcionam nesse quesito, a autora foi brilhante nesse ponto. Mas, Os números do amor não são só cenas quentes, é muito mais do que isso: ele é sobre relacionamentos humanos em todas as suas formas. A protagonista tem Síndrome de Asperger e… Não vou mais explicar aqui porque se não vou dar spoilers ou ficar falando por meia hora. Se me perguntassem qual foi a melhor leitura desse ano, Os números do amor seria o escolhido. Se eu não estou enganada, foi o único livro que eu dei 5 estrelas nesse ano.

7. Céu sem estrelas, Iris Figueiredo – Eu fiquei bastante na dúvida se leria “Céu sem estrelas” tanto é que eu nem fiz o pedido no mês do lançamento. Eu gostei bastante da sinopse mas o meu receio foi que eu já tinha tentado ler o primeiro livro da Iris Figueiredo porém não consegui sair dos primeiros capítulos. Porém, com tantas resenhas positivas eu me perguntei “Por que não?” e tenho que dizer: não me arrependo nem um pouco de ter o lido, porque esse livro foi uma ótima surpresa.Um romance lindo que fala sobre autoestima, família e saúde mental. Todos os jovens (e por que não, adultos também) deveriam ler esse livro. Vocês podem saber mais  na minha resenha aqui.

8. Uma coisa absolutamente fantástica, Hank Green – Eu achei esse livro tão fantástico que inclusive fizemos promoção dele aqui no blog. Eu gosto de como ele tem um fundo de fantasia mas os temas que ele trata são absolutamente atuais. Eu falei um pouco mais sobre isso na minha resenha aqui.

9. Quinze dias, Vitor Martins – Esse foi um dos últimos livros que eu li nesse ano e pretendo ainda fazer resenha dele. Eu tinha me proposto a ler mais romances com casais que representassem a diversidade nesse ano e eu fiquei absolutamente encantada pela escrita do Vitor. Eu AMEI a caracterização dos personagens  e a única coisa que eu senti falta foi de um clímax maior. Mais detalhes, na minha futura resenha.

 

E vocês? Quais foram as melhores leituras de 2018?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Jéssica Martins disse:

    Oi, Lany!
    Uau, entre os livros que li esse ano, acho que só 5 eu consideraria como os melhores do ano. Entre os que você citou na sua lista, ainda não li nenhum, mas tenho muita vontade de ler “Uma Coisa Absolutamente Fantástica” e “Quinze Dias”, pois vi várias resenhas sobre eles que me deixaram interessada. Que bom que teve tantas leituras legais e espero que o ano que vem venha recheado com muitas outras! Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Os Ravenels e Céu sem estrelas sem dúvidas foram leituras que adorei ter realizado.
    Romance de época leve e bem divertido e o Céu sem estrelas com bons temas e reflexões importantes.
    Beijos!

  • Milena Soares disse:

    Olá! Ainda não li nenhum desses, os livros de 1 até 6 já estão na meta de leitura pra 2019, esse ano li muito livro bom, a série Elementos da Brittainy C. Cherry, a série Noivas da Semana da Catherine Bybee, o O Quarteto do Norte da Chirlei Wandekoken, etc…

  • Marijleite disse:

    Amei saber sobre suas melhores leituras, preciso parar para fazer minha listinha também. Que bom ver sua empolgação com Os números do amor, ganhei ele de presente e estou bem animada para ler . Amei saber que deu uma chance a Céu sem estrelas e curtiu a leitura, a obra traz temáticas muito importantes.

  • Mayara Milesi disse:

    Ola!!

    Nossa, eu amo esses posts de melhores leituras do ano, quantos livros lindos você marcou!! To doida para ler esse da Colleen e menina, amo a Sophie e esse livro, a Matemática do Amor está entre as minhas proximas leituras, você me deixou empolgada!

    beijos,
    http://www.livrosetalgroup.blogspot.com.br

  • Carolina Trigo disse:

    Oi!
    Eu ainda preciso separar as minhas melhores leituras do ano. Mas já tenho uma ideia de quais livros vou escolher.
    Entre os escolhidos por você, ainda não li nenhum, mas alguns eu tenho interesse em ler em algum momento.
    É Assim Que Acaba eu já separei para ler logo em Janeiro do ano que vem. Eu adoro a escrita da Colleen Hoover e mesmo que os livros dela tenham algumas coisas um pouco parecidas, como sempre ter um romance, eu acho que ela aborda de um jeito magnifico os temas tratados.
    Não conhecia esse livro da Marina Carvalho e não pretendo ler, por ser de um gênero que não curto. Mas achei muito interessante a história se passar no Brasil, pois ainda é um pouco difícil achar romances históricos se passando aqui e que ela tenha feito uma grande pesquisa para conseguir retratar bem a época. Além, óbvio, da importância da protagonista negra.
    Quero muito ler Céu Sem Estrelas. Primeiro, por causa dessa capa maravilhosa e segundo porque a sinopse me pareceu muito interessante. Espero gostar da leitura, pois estou com um pouco de medo de me decepcionar.
    E por último, eu não estava dando nada pelo livro do Hank Green, mas li uma resenha recentemente e fiquei bem curiosa.
    Bjss

  • Pollyanna Assis Campos disse:

    Olá, tudo bom?
    Adorei o seu melhores do ano! Dos elencados eu só li É assim que acaba e Os números do amor e de fato são duas obras fantásticas! Eu não acho que os livros da Colleen são fórmula de bolo não, eu vejo muitas diferenças entre os livros rs Quanto aos demais, quero muito ler o da Sophie e o Céu sem estrelas ♥
    Já quero os piores também! rs
    Beijos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem