Terça Livre: Sobre adaptações

Esses dias estava eu lá no facebook e vi o seguinte:

Não sei vocês, mas só li verdades.

Na verdade, quando eu vejo um anúncio de uma adaptação, eu respiro fundo, porque sei que nunca vai ser 100% igual (nem tem como, né? Imaginem os gastos!), então eu faço um mantra dizendo a mim mesma para não ser super ultra mega exigente como fui com os filmes do Harry Potter. 

Resultado de imagem para sherlock holmesSim, eu sou bem chata caxias quando se trata de adaptações. Por exemplo, quando falaram que fariam um filme do Sherlock Holmes, aquele com Robert Downey Junior, eu já torci o nariz, por ele não ter uma aparência “canônica” do Holmes. Acho, inclusive, que o papel deveria ter ido para o Jude Law, que interpretou o Watson.

Resultado de imagem para sherlockMas tudo bem, o filme foi bom. Não foi uma adaptação de nenhum clássico, mas mostrou peculiaridades de Holmes e Watson (muitas não canônicas) para uma nova geração que não o conhecia. Foi um tipo de releitura, porém diferente da releitura dos personagens da série Sherlock, que mostra um Holmes na época atual e moderna, e que eu achei perfeita. Não pela aparência, mas  pegou a essência do personagem de um jeito que não achei que aconteceu no filme, entendem?

Eu poderia também falar da adaptação de Percy Jackson… Mas prefiro não, porque foi péssima e quero tentar falar mais positivamente. 

Resultado de imagem para jogos vorazesTemos outro exemplo: Jogos Vorazes. Os livros foram bem adaptados, na minha opinião. Tirando o terceiro livro, que poderia ter ficado em um único filme, sem a necessidade de dividirem. O livro já foi um pouco cansativo, imaginem quando estenderam o assunto para dois filmes.

O que quero dizer com tudo isso? É que um livro pode sim ser adaptado para um filme de duas horas (quase três, vai). Adaptado não quer dizer necessariamente seguir à risca a história original, mas claro que mudar a trama central não seria lá muito legal em uma adaptação, certo? E sempre vai ter um ou outro aspecto que vai irritar os fãs mais ferrenhos

Imagem relacionadaUma outra forma de ter um livro adaptado mais fielmente seria transformá-lo em série. Dou super apoio quando vejo que um livro será adaptado para série de TV – e mesmo assim há mudanças, adaptações e questões a serem levadas em consideração, algumas boas e outras ruins. Vamos tomar como exemplo Anne with an E. É uma série muito amor, mas quem leu Anne of Green Gables, sabe que a trama não é exatamente igual, e que a série aborda temas que não dificilmente veríamos abordados nos livros (além de ser um livro de época, é uma série infantil, então teria um burburinho típico).

Resultado de imagem para pride and prejudice movieO último exemplo é Orgulho e Preconceito. Tem a série de 1995 da BBC que foi bastante fiel ao livro, tirando uma ou outra coisa, inclusive uma frase icônica do Mr. Bennet no final. Tivemos uma adaptação para o cinema em 2005, que não foi tão fiel quanto a série, mas teve essa frase icônica que eu adoro. E tanto o filme quanto a série foram muito bons e dignos dos fãs de Orgulho e Preconceito (não preciso dizer que prefiro a série, né? rs).

Resultado de imagem para pride and prejudice movieEnfim, adoraria ver alguns dos meus livros favoritos transformados em séries de TV, não apenas filmes, mas adoraria que fosse o mais fiel possível. Ora essa, são histórias que achamos perfeitas, então não vemos necessidades de mudanças. Mas tudo bem, temos que ter em mente que algumas mudanças são para o melhor – e torcer para que elas deem certo e não estraguem a história. (Um dia eu consigo rsrs).

Agora é com vocês: o que acham das adaptações dos livros atualmente? Citem alguma que vocês gostaram ou não gostaram!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Bianca Ribeiro disse:

    Eu era bem chata com livros que viraram filmes, bem chata mesmo! Eu ficava comparando e falava “ah, mas isso não tem no livro” ou “ah porque tiraram tal coisa, era super importante!” mas a minha esposa adora cinema e ela me explicou a diferença entre um livro e um filme e que não importa o quanto a gente queira, ele nunca vai ser bom o bastante perto do livro, eu parei de ser critica sabe?! eu assisto como uma pessoa que nem leu o livro e de coração bem aberto, mas eu gostaria muito de um filme bem fiel ao livro kkkkk

  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Realmente, é bem decepcionante quando as adaptações não são fiéis aos livros – e nunca são 100%, né? Haha. Eu não lembro agora qual foi, mas teve uma vez que eu assisti uma adaptação na qual mudaram até os nomes dos personagens, isso foi demais pra mim. Adorei tua postagem!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Achei bem legal você trazer essa reflexão. Geralmente eu acabo não gostando dos filmes também, acho que o único que eu achei ok foi A última música. Mas acho que THG também foi bem adaptado. Tô pra ver Anne, mas sempre esqueço haha. Não conheço a história, então acho que não vai rolar essa história de má adaptação. Adorei o post, parabéns!

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

  • Lana Silva disse:

    Uma adaptação que eu amo foi Caixa de Pássaros e A Culpa é das Estrelas, e um que não curti foi Para Todos os Garotos que já amei, gostei tanto da história, e no filme cortaram as melhores partes. Para mim deixaram e muito a desejar. Bom, eu prefiro também que as obras sejam adaptadas em série, e apesar de nunca ter lido os livros de Divergente e Jogos Vorazes eu amo ambas as adaptações cinematográficas.

  • Aninha Saraiva disse:

    Olá, tudo bem? Espero que sim:) Eu sou apaixonada pela adaptação (filme) de orgulho e preconceito! É um dos meus filmes favoritos da vida, é maravilhoso quando a obra vai para as telas de maneira fiel ao livro

  • Mari Barros disse:

    Olá, tudo bem?

    Eu particularmente adoro as adaptações, mesmo que nem sempre fiéis, já que me deixam mais próxima dos universos que tanto amo. Ah, adorei as adaptações escolhidas colocadas no post.

    Beijos,
    Blog Diversamente

  • Camila - Leitora Compulsiva disse:

    Oi, Lucy.
    Eu costumada ser bem exigente com as adaptações, mas depois percebi que era bobagem da minha parte. Hoje só espero que uma adaptação mantenha a essência da história e seja bem produzida.
    Até hoje encontrei excelentes adaptações e uma que gosto bastante é a de A Mulher do Viajante do Tempo, que recebeu o nome de Te Amarei Para Sempre (ou algo assim! Rs).
    Eu amo esse livro e acho que o filme é tão emocionante quanto!
    Beijos
    Camis – blog Leitora Compulsiva

  • Debyh disse:

    Eu sou dessas que simplesmente se conforma com o livro. Mesmo amando de mais uma série ou algo assim eu não tenho vontade de ver a série, eu já li mesmo, é o suficiente pra mim. Falando sobre atores que não combinam posso citar Tom Cruise como Jack Reacher, ele não se parece em nada com a descrição do livro hehehe (mas preciso concordar que o filme O Último Tiro está bem parecido com o livro, tirando o Tom). Ótimo post!

  • Alice disse:

    Oiieee

    Acredita que não achei Percy jackson tão ruim assim? Talvez porque quando assisti (só o primeiro) era bem novinha e ainda não tão exigente como sou hoje. O que me deixa louca nas adaptações é quando mudam completamente o enredo, transformando a história basicamente em outr,a mas ainda assim alegando que é adaptação do livro x, isso aconteceu recentemente no The Duff, cujo filme é completamente diferente do livro, incluindo até personagens que nem estão no livro e no filme assumem importância enorme.
    Sherlock tb achei que ficou legal, curti ambos, mas achava o Jude Law mais Sherlock que o Downey tb

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  • Shadai disse:

    Acho sempre válido adaptar para outras mídias.
    E vivo discordando de quem diz que o livro é sempre melhor. Há inúmeros exemplos de filmes e séries que superaram a obra original.
    Li recentemente Orange is the new Black, e a série é muito melhor.
    Outros filmes que são melhores que o livro são “Drive”, “Cosmópolis”, “A Lista de Schindler”, “O Selvagem da Motocicleta”, e a lista continua

  • Valéria disse:

    olha, eu até gosto quando adaptam de maneira mais fiel possível, mas quando o filme deixa claro que haverão elementos que diferem da obra escrita, eu fico de boa com isso…
    algumas vezes adaptações que não sao cem porcento fieis tem melhores resultados do que muitos que prometem total fidelidade e acabam sendo insatisfatorios…

    bjs

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem