Terça livre: Uma reflexão sobre ebooks

Eu sei que existe a maior briga na internet entre os #teamlivros e #teamebooks. Eu não sou de nenhum dos dois lados, eu sou Team LEIAM POR FAVOR! Leiam o que quiserem e como quiserem porque o que importa é o hábito. Eu acho que os dois formatos tem prós e contras e inclusive uma mesma pessoa pode utilizar os dois, você não precisa escolher um. Eu sou um desses casos, mas confesso que agora eu estou indo muito mais para o lado dos ebooks porque aqui em casa não tem mais espaço para livros! Eu queria muito poder ter uma biblioteca, mas como isso não vai ser possível em um futuro próximo, eu só estou comprando livros em papel de autores nacionais (porque esses provavelmente eu vou conseguir pegar autógrafo) e também tem os livros de parceria. Mas tem umas semanas atrás que eu percebi como que eu gradativamente acabei me acostumando com ebooks – e eu vou explicar o motivo.

Eu recebi o livro Interferências (de Connie Willis) de parceria com a Editora Suma (logo logo tem resenha, eu já enrolei demais hahaha!). Fiquei muito curiosa quando li a sinopse, mas eu sempre me esqueço de conferir o número de páginas. Então chegou esse “pequeno” livro de 464 páginas aqui em casa. Eu sei que comparado com vários livros do Stephen King, ele é minúsculo, mas os outros livros em papel que eu estava lendo ultimamente eram bem menores. E aí começou o drama.

 

Páginas, páginas e mais páááginas!

Eu não sei qual é a posição mais confortável para vocês, mas eu adoro ler deitada. Mas o problema de ler deitada é que… Qual a posição para um livro tão grande? Não tem como, os braços logo cansam – e aí eu tenho ler sentada mas não consigo ficar muito tempo nessa posição também. Depois de mudar de posição inúmeras vezes eu comecei a sentir saudades de um ebook, que não importa o tamanho, o peso deles é o do celular, tablet ou ereader. Sem contar que manter o livro aberto, quando você está muito no começo ou muito no final é super complicado também.

Ainda teve um outro detalhe que me fez sentir mais saudades ainda de um ebook: o tamanho da letra.

 

Cadê a lupa?

É claro que dá para ler com esse tamanho de letra e eu entendo o motivo de eles não usarem uma fonte maior: o livro iria ser MUITO mais pesado e ainda tem o detalhe que a produção sairia mais cara. Foi então que eu percebi que eu AMO aquela função dos ebooks que você pode alterar o tamanho da fonte para o qual você quiser! Eu normalmente coloco sempre uma maior porque assim a leitura fica bem mais confortável – sem contar que por exemplo o meu Kobo é o Glo então eu posso simplesmente acender a luz dele quando está escuro.

Então eu fiquei pensando… Será que eu estou rumo a uma migração completa para os ebooks? Eu acho que não, porque eu amo o cheiro de um livro novo, sentir as páginas na mão e eu adoro guardá-los na minha estante. Porém com certeza, quando eu tiver a possibilidade, a preferência de livros grandes vai ser sempre em ebooks…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Carolina Durães de Castro disse:

    Oi Lany, tudo bem?
    Eu compreendo as facilidades do ebook, mas eu ainda prefiro o livro físico. Na minha opinião, se eu tiver que escolher, o físico é prioridade.
    Bjkas

  • Beatriz Andrade disse:

    Eu também sou do time “leiam o que quiserem” hahaha acho que há espaço suficiente para físicos e digitais e um não anula o outro. Eu amo livros físicos, adoro cheirar as páginas, abraçar a capa, admirar a estante com meus livros e lembrar o quanto cada um deles me tocou de alguma maneira. Porém, é inegável a praticidade dos livros digitais e amo muito tudo isso! Ainda não tenho um e-reader (quero muito um Kindle), mas baixei o app e leio no celular mesmo.

  • Camila - blog Leitora Compulsiva disse:

    Oi, Lany.
    Confesso que eu sou do tipo de pessoa que não tem a menor paciência para esse tipo de picuinha infantil na internet!! Rs…
    Sou leitora de arquivos digitais desde o ano 2000, quando ingressei na faculdade de direito e os arquivos em pdf das leis instalados no meu Palm Top me ajudavam demais. Desde então não abro mão da facilidade dos ebooks. E mesmo assim tenho uma coleção de livros físicos com mais de 3000 volumes, porque o que eu gosto mesmo é de ler as histórias, não importa como!!!
    Já perdi a conta de quantas vezes comprei o ebook de livros físicos que eu recebo, mas que são muito grandes para carregar na bolsa.
    Dá vontade de dizer para essas pessoas: Para de briguinha na internet e vá ler um livro!!! kkkkk
    beijos
    Camis – blog Leitora Compulsiva

  • André Gama disse:

    Oi Lany,
    Eu leio tanto livros físicos como ebooks. Depende da oportunidade. Prefiro ler em ebook quando o livro é muito grande, como você mesma comentou. Outro fato é que em ebook tenho a oportunidade de conhecer novos autores, que talvez não tivesse a oportunidade de ler de outra forma. Também leio mais rápido no formato digital. Entretanto, quando gosto muito de um livro, gosto de ter a edição física enfeitando a minha estante. Coisa de leitor ;-)
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

  • Dayhara disse:

    Essa “briga” por livros e ebooks nunca vai deixar de existir, creio eu, mas assim como voce, sou team leia! hahaha queria ser mais apegada aos ebooks, mas por questão da miopia e outras coisinhas, não consigo, infelizmente, mas assim como aí, aqui também falta espaço.

  • Ana Paula Medeiros disse:

    Também gosto dos dois e não suporto essa picuinha rsrs Não vejo a hora de poder comprar um leitor próprio, pois como tenho problemas de visão, o celular e o tablet comum acabam fazendo mal. Claro que os físicos vão continuar crescendo na minha estante rs Mas vou investir mais em e-books.

  • Tay Meneses disse:

    Entendo plenamente seu ponto de vista. Demorei a me adaptar aos ebooks, mas depois que me adaptei prefiro-os. Principalmente por conta do ajuste no tamanho das letras, também. Aqui em casa até que tem espaço para livros, mas tenho poucos físicos ainda assim, muito livro só é mais coisa para limpar rsrs Apesar que sou do seu time: Leiam por favor rs Bexus @prefirolercomcalma

  • Wellida Danielle disse:

    Olá, tudo bom?

    Eu não sei, não consigo me lembrar, se já tive uma época em que eu tivesse preconceito com os ebooks. Mas eu já leio nesse formato há muito tempo e nunca fui de um time só: eu gosto de ebook e gosto de livros físicos. Só que é como você falou, quando eles são muito grandes, eu fico desconfortável de ler. Eu também adoro ler deitada, então se o livro possui muitas páginas, fica mais complicado. Um dos motivos de eu não ter lido It – A Coisa até agora foi por causa disso – assim que sair uma promoção do ebook, eu vou aproveitar.
    Além disso, foi como você falou: eu posso ajustar o tamanho da letra e ler no escuro. Para mim, que tem problemas de vista, isso é ótimo, já que tem livros que as letras são bem pequenas ou as folhas são brancas e acaba me dando dor de cabeça. E, por ser capaz de ter luminosidade em qualquer aparelho (seja celular, tablet ou e reader), é mais fácil para ler antes de dormir e não incomodar ninguém.
    Eu simplesmente amo os dois jeitos e leio como for possível <3

    Enfim, adorei a postagem e é sempre legal discutir esses assuntos ;)
    Abraços.

  • Bruna Costabeber disse:

    Olá Lucy,
    Adorei seu post. Quando recebi meu exemplar de Interferências, também fiquei assustada com o tamanho do livro e da fonte, mas foi uma leitura rápida (pelo menos pra mim).
    Voltando ao foco do post: ebooks. Eu acho que as pessoas nunca migrarão completamente para ebooks, porque é bom viver no meio termo. Ler um ebook aqui, um livro físico ali, ouvir um audiobook também – é incrível. Mas, sem dúvidas, acho os ebooks mais fáceis. Primeiro porque ereaders são leves e você pode ler em qualquer posição, segundo porque você não precisa carregar tanto peso para ter uns 10 livros numa viagem, por exemplo, terceiro porque você pode ler à noite (se seu aparelho tiver luz) sem incomodar ninguém e, por fim – e o mais importante – os livros chegam na hora, não tem aflição com relação ao correio, extravio ou vir com defeito. A questão de aumentar e diminuir a fonte é bom também, mas sabe que não uso essa função? Leio com uma letra puxada para o pequeno e me sinto confortável.
    Mesmo com tantas coisas positivas, não consigo abandonar um bom e pesado livro físico.
    Beijos ♥

  • cris disse:

    Oi tudo bem? Eu gosto de ler os dois, como você mesma disse eu também tenho dificuldade de ler livros com muitas páginas, quando li It A Coisa, sofri muito por ser um livro de mais de 1000 páginas e cabei de ler no digital, pois me incomodou muito no final, a vantagem de ter digital é que você pode puxar o livro a hora que quiser e também não sei você no digital minha leitura flui melhor e leio bem mais rápido, mas ainda não descarto o físico porque também adoro o cheiro. Bjs!

  • Ivi Campos disse:

    Eu sou dos dois. Acho que o ebook tem a vantagem de ser leve e não pesar ou amassar na mochila. tem também a vantagem de preços baixos para autores independentes e isso é um plus. Mas o livro físico nunca acabara e eu amo a minha coleção.
    Beijos

  • Delmara Silva disse:

    Olá,
    eu sou o tipo de pessoa que ama ler seja lá em que formato for, claro que existem alguns fatores tanto nos livros físicos como nos digitais que facilitam ou dificultam nosso ritmo de leitura. Já tenho meu jeitinho de ler meus calhamaços sem precisar cansar os braços ou estragar o livro, mas isso em casa deitadinha na minha cama, pra sair complica muito, então opto pelos livros mais finos ou digitais pra levar na bolsa. E a noite, quem não abençoa a existência dos e-books quando precisa ler no escurinho, hein? Como disse, amo os dois formatos e procuro usar os pros de cada um ao meu favor.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

  • Driely Meira Almeida disse:

    Oiee ^^
    O meu maior problema com e-books é no quesito visão: a minha se cansa muito rápido! Mas eu quero muito criar esse hábito de só ler e-books, até porque acho que desperdiçar papel não é legal kkkk sem contar que eu não tenho espaço na estante para mais livros, o que me deixa bem frustrada e angustiada – não gosto de coisas amontoadas -, então é algo que pretendo fazer em breve: ler só e-books.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  • Lany disse:

    Você usa e-readers ou tablets/celular? Uma coisa que eu faço que ajuda muito é sempre colocar o fundo sépia e tirar a luminosidade da tela se eu estou no celular!

  • Caroline Oliveira disse:

    Oie!
    Eu sou como você, team LEIAM POR FAVOR!
    Mas confesso que por conta da praticidade, eu tenho optado sempre por ebooks. Ainda amo meus livros físicos, autografados, etc.. mas para ler, ebook.

    Adorei seu post!

    Beijos

    http://www.thereviewbooks.com.br

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem