Top Ten Tuesday: 10 livros para quem gosta de Stephen King

Fiquei muito feliz por esse TTT cair para mim, porque foi só bater o olho para saber de quem eu iria falar. Stephen King, para mim e para muitos, é um mestre do terror, da ficção e principalmente um mestre na arte da escrita. Além disso, ele tem tantas obras, escritas e publicadas, que tenho material de sobra para esse top 10. É tanto livro, conto, roteiro de filme e mundos além destes, que é impossível não se perder nas contas. Basta dizer que esse cara tem muita imaginação – mesmo.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish, e que esse TTT, em especial, é dedicado a quem ama Stephen King – mas também para quem não leu ou não gosta começar a gostar.

Carrie, A Estranha, 1974

“Carrie” foi o primeiro livro do mestre, e o primeiro que eu li, ainda na adolescência, e posso dizer que foi um ótimo começo – nas duas coisas. O livro narra a vingança terrível e furiosa de uma adolescente atormentada contra todos que a prejudicaram. Por causa disso, até hoje é lembrada como um exemplo de narrativa de terror, conduzida maestralmente, com uma conclusão chocante e totalmente criativa. O mestre não poderia ter começado melhor sua  carreira. Se você ainda não conhece Stephen King, é um ótimo começo, principalmente se você for adolescente. Caso contrário, leia mesmo assim.

A Hora do Vampiro, 1975

Esse é daquela época em os vampiros eram assustadores, dormiam em caixões e somente mostravam os dentes pontiagudos à noite. “A Hora do Vampiro”, além de ser assustador, impressiona por ser um dos livros que mais exemplificam como os universos criados por King estão interligados. Uma das suas personagens, o Pére Callahan, é importantíssimo na saga da Torre Negra, e inclusive o próprio livro aparece na história; além disso, existe até um conto envolvendo a história. É ou não é para reverenciar o mestre King por ele ser tão criativo e não apenas criar um mundo, mas vários mundos além deste, que se cruzam e se comunicam entre si.

O Iluminado1977

“Here’s Johnny!”
“O Iluminado” é um dos livros mais famosos de Stephen King. Imortalizado nos cinemas por Jack Nicholson, como o perturbado Jack Torrance, o livro conta a história do hotel Overlook como uma das personagens principais, um local onde a morte, a vingança e o horror são uma constante. No poderes do pequeno Danny Torrance, um menino nada comum, o hotel encontra uma oportunidade de fortalecer o mal que ali vive. É um livro aterrorizante, aterrador, sempre acompanhado pelo humor ácido do mestre. Uma das suas melhores e mais inesquecíveis obras. Redrum Redrum Redrum

Sombras da Noite, 1978

Os livros de contos não poderiam ficar de fora nessa lista. Para mim, King é um autor incrível, mas são nos contos que ele nos assusta a ponto de tirar o sono, e esse livro é o melhor nesse quesito. Inclusive vários contos do King se tornaram, mais tarde, filmes de destaque. “Sombras da Noite”, a primeira compilação de contos do King, reúne várias histórias perturbadores e arrepiantes, mas a história que mais me perturbou, mais me fez tremer e mais me aterrorizou (e sem falsa modéstia, isso não é algo fácil) está nesse livro. Depois de ler “O Bicho Papão”, nunca mais ouvi “Ótimo” sem sentir um menor arrepio que seja.

Tripulação de Esqueletos, 1985

Outro livro de contos que é sensacional e de arrepiar. Essa coletânea inclui, por exemplo, o conto ” O Nevoeiro”, que virou filme; no próprio filme temos conexões com a Torre Negra, o que é mais uma indicação da ligação entre os universos de King. Além desse conto, que é de ficar na ponta da cadeira, também há no livro um dos meus contos favoritos do mestre, um dos poucos que termina com um “final feliz”, mas que não deixa de ser menos perturbador: “O Processador de Palavras dos Deuses”.

A Torre Negra Vol. II – A Escolha dos Três, 1987

Apesar de saber como “O Pistoleiro”, primeiro volume da série, é importante, não consigo colocá-lo nessa lista simplesmente por ser um livro chato. Adoro King, mas esse é um livro enfadonho e é preciso determinação para seguir em frente com a série, o que é completamente compensado com louvor no volume 2, “A Escolha dos Três”. Esse livro é tão bom que é o meu favorito da série inteira. É o livro que nos faz sentir o universo da saga, onde começam a aparecer os universos do King, e onde conhecemos personagens completamente inesquecíveis como Eddie Dean. Tudo nesse livro, desde a estrutura narrativa, até o enredo, são impecáveis.

Insônia, 1994

Há quem odeie esse livro, mas também há quem ame; estou incluída na última categoria. Stephen King consegue extrair da simples premissa de um homem que não conseguia dormir, uma história complexa e fantástica, uma aventura instigante, que é difícil de largar. Como se isso não fosse o suficiente, o livro também é intimamente ligado ao universo da Torre Negra, mais um exemplo dos muitos mundos do mestre.

À Espera de um Milagre/O Corredor da Morte, 1996

Gosto mais do título em inglês desse livro: “The Green Mile”. Na realidade, “À Espera de um Milagre” é o título do filme, estrelado por Tom Hanks, mas o livro antes disso se chamava por aqui “O Corredor da Morte”, que talvez fosse mais apropriado. Há elementos aterrorizantes nessa história, porém ela é muito mais emocionante e tocante do que perturbadora. É um livro que mostra muito bem que King, além de nos fazer tremer, também sabe como ninguém nos fazer chorar.

On Writing, 2000

Esse não é um livro de ficção, muito menos de terror, mas é um livro que também nos prende, mostrando que o mestre não somente sabe nos enredar em uma história, como também sabe fazer um livro sobre como contar histórias. “On Writing” é sobre escrever, como escrever, como ser um escritor. Apesar de tantos livros escritos, publicados e vendidos, King é despretensioso e apenas nos mostra, com seu humor e escrita inigualáveis, como ter prazer na escrita e como se divertir fazendo o que ama.

A Torre Negra Vol. VII – A Torre Negra, 2004

Não tem como falar da Torre sem falar do volume que encerra a jornada. É aqui que é concluída tanto a saga de Roland Deschain, quanto do próprio King, que fechou um ciclo após 40 anos, e afirmou ser essa obra o centro de suas demais obras. Isso é facilmente perceptível, como foi dito anteriormente, pelas citações e ligações nos outros livros do mestre. Esse volume conclui a história de maneira excepcional e, com certeza, está entre os melhores livros das estantes de muitas pessoas.

Eu ainda poderia colocar muito mais livros nessa lista, e sei que talvez não tenha feito jus à extensa obra de Stephen King. Certamente muitas pessoas sentirão falta de vários livros igualmente fantásticos aqui. Na realidade, para fazer justiça de verdade a esse escritor, só se estivesses listadas aqui todas as suas obras, com talvez uma ou duas exceções, somente. Afinal, ninguém é perfeito o tempo inteiro (e qual seria a graça se fosse?), mas alguns chegam muito perto disso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Carolina disse:

    Oi Karen, tudo bem? Eu adoro o Stephen King… ele realmente é o mestre… já tive a oportunidade de ler muitas dessas obras citadas, e tenho que dizer que não fiquei decepcionada em nenhuma delas. Adorei o post.
    Beijos

  • Karen Alvares disse:

    @Carolina, Oi Carol! Tudo bem, e você?
    Stephen King é mestre, fiquei feliz que gostou do post. Eu não poderia ter escolhido outro autor para esse TTT.
    Beijão!

  • Lany disse:

    Eu sou muito medrosa (por isso que eu sempre digo que o chapeu seletor estava bebado e eu sou a Sonserina mais medrosa que existe! Os Grifinorios iam fazer piada de mim, coitada hahaha!)
    Do autor, tentei começar a ler A Torre Negra, e não consegui terminar…
    Um dia quem sabe eu não consiga ler um livro inteiro dele e gostar? Afinal é aquela coisa: medos estão ai para serem superados!
    Eu assisti o filme “A espera de um milagre” e gostei bastante! Acho que eu poderia começar por esse para ir me acostumando rs!

  • Karen Alvares disse:

    @Lany, Lanyta, recomendo mesmo que comece por esse, já que gostou da história. Ele não é terror, como os demais, eu acho mais emocionante do que terror, só é triste e você sabe porque já viu o filme.
    Outro bom para começar (com o terror) é Carrie. Gosto muito desse livro.
    Sua sonserina-lufa medrosa! :D hahaha
    Beijão

  • Vania disse:

    Mas Sonserinos não são medrosos, Lany, são ambiciosos! hehe

    Anyway… eu li À Espera de um Milagre e adorei, mas confesso que fiquei com medinho (aquele rato me deixava desesperada). Estou louca pra ler On Writing, todo mundo fala super bem e o cara sabe sobre o que tá escrevendo né!! O Pistoleiro eu tentei… mas não consegui. Um dia ainda vou dar outra chance, insistir e persistir, especialmente porque a Mi vive me falando que vou me apaixonar pelo Eddie. Bom, eu acho que é o Eddie.

    Ótima lista, Parceira!!

  • Karen disse:

    @Vania, É o Eddie sim, Parceira, e não tem como não se apaixonar por ele ou ao menos amá-lo muito (mesmo que não seja um amor carnal rsrs). Ele é uma das melhores personagens criadas pelo King, sem brincadeira.
    Persista na Torre, Parceira! Certeza que quando você chegar em Escolha dos Três, vai adorar (O Pistoleiro é muito chato mesmo).

  • Melissa disse:

    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!

    Nossa, difícil escolhar, hein? Mas meu favorito do King é o diferente “Os Olhos do Dragão” seguido de pertinho por “O Iluminado”. Porque a Torre é a Torre, né? Não conta.

    Adorei seu top10! Só não li os contos porque morro de medo. rs

  • Karen Alvares disse:

    @Melissa, A Torre é a Torre não tem jeito! Você fala tanto de “Os Olhos do Dragão” que tá me dando vontade de ler! Mas Celular vem na frente! =D

  • Nivia Fernandes disse:

    Ah, hoje mesmo insisti para uma amiga continuar lendo “O Pistoleiro”, porque ela largou já! rs E olha que ela ama o King!
    Pelo resto, deve valer a pena. Você e as meninas em geral insistem muito, um dia encontrarei paciência para fazer isso e me deleitar com as sequências!

    A lista tá linda!
    Mas meu preferido continua sendo “O Cemitério”. Esse livro dá pavor em qualquer um. Eu li e tive que olhar pra trás pra ver se estava sozinha no quarto no final, e olha que não sou facilmente impressionável!
    Os contos são fantásticos também, dão tanto medo quanto as histórias longas!

    Sempre que preciso de um terror básico, são nos livros do King que me refugio. E como ele produz pra caramba, a fonte é bem munida, e ainda tenho muito o que ler!
    “Carrie” é um livro ótimo mesmo para se iniciar no terror! Já sei o que fazer quando alguém me pedir dicas para começar a ler os livros dele!

  • Karen Alvares disse:

    @Nivia Fernandes, Pois é, O Pistoleiro é fogo. Eu mesma estou para reler a série, mas quero reler O Pistoleiro (e dar uma segunda chance), mas me empaco nele. Mas o restante vale o sofrimento! rs

    Nikota, ainda não li Cemitério, mas vi o filme, e é mesmo de dar pavor! Ainda mais a gente que tem bichinho também, né?

    King é qualidade garantida, principalmente em terror. Mas ainda quero ler o livro de fantasia dele que a Mel indicou!

  • Top Ten Tuesday: Dez livros para entrar no espírito do Halloween « Por Essas Páginas disse:

    […] que vou tentar não fazer dessa lista outro Top Stephen King, ok? (mãos coçando aqui) Porém, não garanto que não encontrarão muito dele aqui, afinal, o […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem