Top Ten Tuesday: As dez melhores/piores adaptações

ttt2013

O Por Essas Páginas anda meio pipoca esses dias. Resenhas de adaptações no Especial Harry Potter e agora cai para mim Top Ten Tuesday sobre filmes. Eu quis dividir entre os melhores e os piores filmes e descobri – com uma grata surpresa – que havia mais adaptações que eu gostava do que eu detestava. Então peguem sua pipoca, guaraná e vamos lá!

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish!

E o Oscar vai para…

the_mistO Nevoeiro (2007)

Esse filme é a adaptação do conto de mesmo nome, publicado originalmente na antologia Tripulação de Esqueletos, do Stephen King. “O Nevoeiro” é o maior conto do livro e a adaptação dele de Frank Darabont (que foi também diretor de À Espera de um Milagre e produtor de Walking Dead) foi um dos pouquíssimos filmes que eu achei realmente melhores que o livro. O conto tem um final aberto, que é bom, mas frustrante; o filme, porém, fecha esse final e o próprio Stephen King disse que não poderia ter um final melhor para ele. Além disso, o filme passa todo o clima aterrorizante e fantástico do conto, bem como tem atuações ótimas de Laurie Holden e Jeffrey DeMunn, Andrea e Dale em Walking Dead, respectivamente. Para fechar com chave de ouro, o filme tem também uma citação incrível de A Torre Negra, logo no comecinho.

the_green_mileÀ Espera de um Milagre (1999)

Também dirigido por Frank Darabont, a adaptação do livro O Corredor da Morte é um dos melhores filmes já filmados, até mesmo para pessoas que não são fãs do King. É o tipo de filme que nós assistimos várias e várias vezes e, se estiver passando na tevê, é batata que vamos assistir novamente. O filme tem um roteiro incrível (também do Darabont), adaptado com cuidado e precisão do livro de King. Além disso, conta com atuações brilhantes de Tom Hanks, David Morse, James Cromwell, Jeffrey DeMunn e Sam Rockwell. Mas falar de À Espera de um Milagre é falar de John Coffey – como café, só que se escreve diferente -, o inesquecível Michael Clarke Duncan. Há cenas de chorar nesse filme e se você o assistiu com certeza nunca mais ouviu Cheek to Cheek do Frank Sinatra sem pensar nessa adaptação.

dexter_capaDexter (2006 – 2013)

Eu sou suspeita para falar dessa série, já que sou completamente apaixonada por ela. Aliás, comecei Dexter pela série da tevê e não pelos livros (resenha aqui). Michael C. Hall é o astro principal (e incrível no papel do serial killer mais amado de todos os tempos) e também produtor da série. Há atuações bárbaras, como de Jennifer Carpenter, David Zayas e Lauren Vélez. Eu adoro os livros, mas há coisas que prefiro na série, como o destaque nos personagens de Batista e Vince, se bem que até mesmo a Debra é muito mais importante na série e isso também se deve pela atuação brilhante da Jennifer. A série é abertamente apenas baseada nos livros de Jeff Lindsay e, como diz na abertura, somente no primeiro – Dexter – A mão esquerda de Deus, o que eu acho bastante honesto e não vejo problema algum em ter as duas histórias como entidades diferentes. Dexter está na sua oitava e última temporada, enquanto os livros não têm previsão de acabar.

nosso_larNosso Lar (2010)

O livro de André Luiz, psicografado por Chico Xavier, é sublime. O filme conseguiu captar toda essa atmosfera e transformá-la em uma adaptação incrível e um dos melhores filmes brasileiros que já assisti. Assim como o livro, a adaptação é sensível. Além disso possui efeitos especiais fantásticos – principalmente para o cinema brasileiro – que deixam abismados; as partes do umbral são verossímeis e as da cidade espiritual são belíssimas. É um ótimo filme, principalmente para quem já leu o livro.

 

a_pele_que_habitoA Pele que Habito (2011)

Nesse caso eu também vi primeiro o filme, depois li o livro. A Pele que Habito é a adaptação de Pedro Almodóvar para o livro Tarântula (resenha aqui). Eu gostei muito dos dois, mas já adianto que, como Dexter, livro e filme são entidades separadas, inclusive no final, porém ambos são envolventes e muito surpreendes. Antonio Banderas é brilhante nesse filme e Almodóvar captou exatamente o clima perturbador e alternativo do livro. O filme é mais preciso, mais direto ao ponto, enquanto o livro ainda nos mostra outras histórias, algumas não tão interessantes assim. Em todo caso, eu adoro os dois.

bridget_jonesO Diário de Bridget Jones (2001)

Não sou a maior fã de chick-lit ou de romances, mas adoro Bridget Jones, tanto o livro quanto o filme. Todo o humor e a ironia estão lá, mas com sotaque inglês – não é delícia ouvir o Colin Firth falar? Tá certo que nem tudo é igualzinho ao livro, mas ele segue bastante o livro e funciona muito bem. As atuações são ótimas, há cenas hilárias, a trilha sonora é envolvente e inesquecível e ainda há muito romance do tipo legal, não meloso, não forçado, mas sim do tipo bacana. Eu adoro esse filme, adoro esse livro e como eu não sou o tipo de pessoa que gosta dessas coisas, isso já diz muito bem sobre eles.

hp_2Harry Potter e a Câmara Secreta (2002)

Eu já babei bastante o ovo desse filme nessa resenha do Especial Harry Potter, mas não podia deixar de falar nele nessa lista. Apesar de não ser o mais profundo nem o com melhores efeitos nem nada disso, Harry Potter e a Câmara Secreta é a minha adaptação preferida de Harry Potter por realmente ser uma adaptação honesta, na qual as coisas estavam funcionando. Um fã vê o filme e fica contente por estar tudo de mais importante lá; um leigo vê o filme e o entende. Todos ficam felizes. Além disso temos adições ótimas ao elenco, Columbus dirigindo – e ele foi um dos meus diretores favoritos da série – e o tom inocente característico desse livro. Eu simplesmente adoro a Câmara Secreta; decorei quase o filme inteiro e só de ver o trailer já fico feliz.


hook_capaHook – A Volta do Capitão Gancho (1991)

Não sei se posso dizer que Hook é uma adaptação. Ele é na realidade uma releitura de Peter Pan, com uma nova história mais à frente da época em que o livro se passa. Peter é um homem adulto, casado, com família e, para salvá-la, precisa retornar à Terra do Nunca, enfrentar o Capitão Gancho e redescobrir-se como um menino perdido. Mas eu não poderia deixar de falar desse filme, ele é o meu favorito de toda uma vida e provavelmente o que eu mais assisti desde que me entendo por gente. Foi ele quem me fez ser fã de Robin Williams e cair de amores para sempre pelo Capitão Gancho, brilhantemente interpretado por Dustin Hoffman (meu Gancho favorito, apesar do de Once Upon a Time ser tudo de bom). Além de tudo isso temos a incrível Maggie Smith como Wendy. Esse filme é incrível, simplesmente assistam.

E o Framboesa vai para…

percy_jacksonPercy Jackson e o Ladrão de Raios (2010)

A série de Percy Jackson é uma das minhas preferidas; todos os livros dariam ótimos filmes. Porém, a primeira adaptação – O Ladrão de Raios – é tão ruim, tão ruim, que todo mundo recomenda não assistir para não passar raiva. Eu realmente ainda não tive coragem. Quando descobri que Annabeth é morena ao invés de loira já vi que o negócio ia desandar. Mas pode ser muito, muito pior: não existe Ares, nem Clarisse, nem Dionísio como chefe do acampamento. Não existe Thalia tampouco, nem menção a ela, e todo mundo tem 16 anos ao invés de 12. A história do livro foi tão deturpada que a série de filmes permaneceu no limbo por um bom tempo, sem previsão de lançamento do segundo filme. Agora, O Ladrão de Raios foi lançado no começo de 2010 e O Mar de Monstros será lançado agora em agosto de 2013.

hp_4Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005)

Acho que quase tudo o que eu tenho a reclamar dizer a Lany já falou na resenha da adaptação de Harry Potter e o Cálice de Fogo: Dumbledore estourando os tímpanos alheios, Hermione de rosa, Ron deixado de lado, falas trocadas, cortes e alterações imperdoáveis… Quase tudo em Cálice de Fogo me irrita. Era um dos livros da série com maior potencial para um filme e foi completamente desperdiçado. Todo o sentimento que eu tinha de emoção ao ler o livro se foi completamente no filme. O que mais me irrita é a cena do labirinto, que era incrível no livro e no filme ficou super mixuruca, o maior desafio eram umas plantinhas tenebrosas. A única coisa boa do filme foi a adição brilhante de Ralph Finnes como Voldemort, que perdurou até o último da série.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Matheus B. disse:

    Stephen King é o cara! hauhauahuahaua dele eu só li SOB A REDOMA, mas “À espera de um milagre” é um dos melhores filmes que eu já assisti na vida. Fiquei com vontade de assistir O nevoeiro, mas quero só depois que ler o conto.
    Dexter também, uma das melhores séries que eu já assisti. (na verdade, a única que eu tive paciência para ver 8 temporadas, e sou Dextermaníaco. hahahahhaha pô, ele tem meu sobrenome! *o*)
    E com certeza Percy Jackson foi a maior framboesa de todas HAUAUHAUHAUA o filme é tão ruim que eu não consegui terminar de assistir. Assisti uma meia hora somente e larguei mão hahahhahahahaha
    Gostei da lista dos filmes O/

  • Karen disse:

    Matheus, você TEM que ler/assistir O Nevoeiro. É tudo de perfeito. Stephen King é o cara! Se eu não me controlasse, colocaria mais um monte de adaptação de livros dele aí… Misery, por exemplo, que é muito muito foda. Mas eu tentei me controlar e só coloquei dois. =)
    Dexter!!! Tu tá acompanhando a nova temporada?! Tá muito muito muito incrível. E já tô com dor no coração porque vai acabar.
    Huhauhauhuahuhu Percy é muito framboesa! Nem sei se quero ver/saber o que vem por aí em O Mar de Monstros… ¬¬

  • Nivia Fernandes disse:

    Filmes bem adaptados do King! *-* Se até ele aprovou, é pra assistir tranquilo!
    Bom, Hook eu adorava ver, e sei do seu fascínio pelo filme! Quanto à HP2, sei lá, ainda tenho os pés atrás com as adaptações, mas essa é bonitinha mesmo na essência da inocência das crianças em Hogwarts.
    Sabia que não gosto muito de Bridget Jones? Mas é bom saber que não estragaram a obra!
    Quanto a Dexter e A pele que habito, bem, acredito que quando a proposta é esclarecida, tudo fica melhor – se é para se basear apenas em um livro, e não levar tudo ao pé da letra, então ok.

    Ótima seleção, pelo menos podemos ver boas adaptações sossegadas! =)

  • Karen disse:

    Você já assistiu esses, Nik? São filmes muito, muito bons do King, mas se eu pudesse colocava vários outros aqui! rs
    Aaaaaaaaaahh HP2 é bonitinho! =)
    Poxa, que coisa, eu que sou chatona com romances gostei muito de Bridget Jones!
    Dexter e A Pele que Habito são ótimos, mas recomendo ler e assistir os filmes; nada de fazer só uma das duas coisas. Os livros e as adaptações se complementam. ^^

  • Julia disse:

    Os filmes baseados nos livros do King são excelentes mas tem alguns ai tipo o Diário de Bridget Jones que não sei não me agradou muito e quanto a Dexter só digo uma coisa é muito bom ver e ler.

  • Karen disse:

    King é tudo de bom! 😉
    Poxa, série que Bridget não agradou muito? Eu gosto tanto e olha, sou MUITO chata com romances…
    Também acho isso de Dexter: é obrigatório ler e assistir. As duas coisas se complementam. xD

  • Vania disse:

    Hahahaha meu, Percy Jackson eu vi e ADOREI… daí vi a galera reclamando e resolvi reler o livro (tinha lido fazia cerca de um ano e não tinha gostado muito), e BOOM, percebi que eu não lembrava de absolutamente nada e por isso tinha gostado do filme hahahahaha. A personalidade do Grover também foi super modificada… uma bosta. Não percam tempo. Mas o pior é que o Logan Lerman é TÃO Percy que dói ver o filme e pensar que poderia ter sido tão, mas tão maravilhoso…

  • Karen disse:

    Nossa, Parceira, só esquecendo como é o livro mesmo para gostar do filme! hahahahahaha Eu leio sobre as diferenças e fico horrorizada… mas um dia ainda vou ver, nem que seja só pra xingar. Às vezes a gente faz seção de filme ruim aqui em casa! rs

  • Lany disse:

    Concordo com tudo o que a Ily falou! Fiquei enrolando para assistir Percy Jackson, porque eu sabia das modificações. Mas um dia estava entendiada em casa e ele estava passando na TV.. O Logan foi TÃO Percy que a minha frustração aumentou 100x! O filme poderia ser tão bom, mas nãooo, fizeram uma fanfic AU!

  • Manu Hitz disse:

    Adoro essas comparações entre o livro e o filme.
    Realmente, à Espera de um Milagre é lindo, por isso, depois do filme, quero ler o livro.
    E Nosso Lar ficou bem fiel ao livro, sim, captou a atmosfera de harmonia e descoberta, surpresa e informação sobre o mundo espiritual. Amei!

    Já as surpresas negaivas, rsrs… não vi nenhum desses filmes. Mas lembro de um que não gostei tanto: Comer, Rezar, Amar, apesar de ter ficado legal na telona, não conseguiu trazer toda a diversão e encanto, com a carga dramática tb, do livro, que adorei.

  • Karen disse:

    Eu também gosto, Manu! Foi divertido fazer esse post!
    Nossa, À Espera de um Milagre é lindo. Uma das histórias mais bonitas criadas pelo King e ficou incrível no cinema.
    Nosso Lar ficou muito bom mesmo. Foi um ótimo filme e uma ótima adaptação!
    Ainda não vi Comer, Rezar, Amar. Só se eu ver sozinha, porque meu marido detesta a Julia Roberts! hahahaha Aí acabo adiando…

  • Mari disse:

    Eu até suporto o Cálice de Fogo, mas só porque acho O Prisioneiro de Azkaban muito pior. E realmente uma das piores adaptações é a do Percy Jackson. Eu assisti o filme primeiro e achei legalzinho, mas nem me animei pra ler. Quando li, fiquei impressionada como era muito mais interessante.

    Uma adaptação que considero muito boa é a de Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupas. Eles conseguiram no filme trazer a magia que ao ler o conto você imagina.

  • Karen disse:

    Eu sei que Prisioneiro é pior, mas acho que a minha birra com Cálice de Fogo é porque eu gostava MUITO mais desse livro do que PdA e ele tinha um enorme potencial para um grande filme. Mas aí fizeram essa porcaria. Acho que é esse o motivo que eu tenho mais raiva dele do que Prisioneiro.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem