Top Ten Tuesday: As dez pessoas a quem sou grata

ttt2013


Na próxima quinta-feira, nos Estados Unidos, é comemorado o Dia de Ação de Graças. Como o Top Ten Tuesday é uma ideia de um blog americano, o calendário dele muitas vezes acompanha o dos EUA. No entanto, mesmo que aqui no Brasil não se comemore o dia, sempre é uma boa ideia agradecer – a Deus, a algo invisível ou a quem quer que nos tenha feito algo de bom. Por isso vou agradecer a algumas pessoas, reais ou não, que fizeram algo por mim na minha vida literária.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish!

A ordem desses agradecimentos não é por maior ou melhor, mas sim cronológica, mesmo que as pessoas e eventos se misturem uns aos outros algumas vezes. No entanto, todos são especiais.

Agradeço a… 

familia_weasleyMinha mãe, meu pai e minha irmã

Como não falar da família, dos primeiros que me ensinaram a ler – nos dois sentidos da palavra? Foram meus pais que cuidaram da minha educação; é obrigação dos pais colocar seus filhos na escola, mas nem por isso os filhos devem ser menos gratos por essa atitude. Minha mãe costumava me tomar as lições e mesmo antes da primeira série já me ajudava a ler; lembro bem quando ela apontava placas ou letreiros, perguntando o que estava escrito, e quando eu dizia, ou ela me parabenizava ou me corrigia, ensinando o correto. Lembro da sua pequena estante com livros da Agatha Christie, tão velhinhos já naquela época, que guardo até hoje na minha estante. Lembro do exemplar de Cristiane F., que ela dizia ser muito forte para minha idade, que ainda não li e não sei quando vou ter coragem de ler, não por causa do conteúdo, mas porque ele me lembra minha mãe. Lembro que observava minha irmã lendo pilhas e pilhas de livros e queria ser como ela. E lembro do meu pai, que não era um leitor tão voraz, mas que gostava que lêssemos e, agora, eu o tornei um leitor muito mais assíduo e vivo emprestando livros a ele. E ele vive passando em sebos procurando livros do Mario Prata para lermos juntos. Existem todos os motivos do mundo para agradecer a essas três pessoas.

Uma bibliotecária chamada Marise

Quando eu era criança e estava apenas aprendendo a ler havia essa bibliotecária na minha escola chamada Marise. Infelizmente, como tantas pessoas, eu esqueci o nome de todas as minhas professoras dos primeiros anos do meu ensino fundamental, mas jamais esqueci o nome da bibliotecária. Marise era uma pessoa amável e uma leitora voraz, que conseguia identificar nos olhos de cada aluno que passava por aquela biblioteca o interesse pela leitura. Ela identificou esse interesse em meus olhos e, abrindo exceções nas regras, ela me emprestava mais gibis do que eu poderia pegar por dia e abria os armários de vidro com os livros mais grossos das estantes e me indicava os que acreditava que eu mais iria gostar. E nessa época eu li muito, livros maravilhosos, muitos que ela me indicou, que ela mesma pegou da prateleira e colocou em minhas mãos, dizendo o quanto eu iria gostar deles. Por ter acreditado em mim e me dado a oportunidade de visitar tantos mundos, eu agradeço a você, Marise.

Stephen Kingstephen-king

O primeiro livro de terror que li foi Carrie. Eu tinha 11 anos e peguei o livro emprestado – acho que foi de uma biblioteca ou de algum amigo. Passei a adorar Stephen King já naquele livro. Depois disso, um dia estava no supermercado e encontrei uma cópia de O Iluminado, que estava com o preço errado, muito mais barato do que realmente era. Mostrei para minha mãe e ela disse que como eu tinha encontrado o livro com esse preço, nós poderíamos pagá-lo, mesmo que fosse um erro, e ela me explicou coisas sobre o Código do Consumidor etc. E eu ganhei meu exemplar de O Iluminado, que devorei e fiquei ainda mais apaixonada por King. Desde então, leio qualquer livro dele. E agradeço a ele por me divertir tanto e por ser uma inspiração até hoje: por suas histórias e por sua postura como escritor. Enquanto você está lendo esse post, King já escreveu dez romances e cinquenta contos.

harry ron hermioneHarry, Ron e Hermione

Porque eles foram meus melhores amigos (e ainda são). Eu os conheci com doze anos, quando Hermione tinha a minha idade e eu era só um ano mais velha que Harry e Ron. Depois, eles cresceram junto comigo por algum tempo. Inevitavelmente, eu me tornei mais velha do que eles, mas ainda assim nós éramos bons amigos. Eles me ensinaram valores, me fizeram chorar e sorrir, me apresentaram outros grandes amigos e muitos sonhos. Um dia tive que dizer adeus a eles, e eles se despediram de mim. Seguimos caminhos diferentes, mas sempre nos encontramos novamente para relembrar nossas aventuras. Obrigada por serem meus bons amigos.

J. K. Rowlingj-k-rowling-image

Porque sem essa mulher maravilhosa e brilhante, nada disso teria acontecido. A minha vida seria muito diferente sem ela e provavelmente seria triste. Ela dividiu comigo – e com milhares de pessoas no mundo todo – seus sonhos e me deu novos. Ela me trouxe tantas coisas boas que é impossível numerá-las: só se pode agradecer.

Equipe do blog Por Essas Páginas e a todos do fórum Not as a Last Resort 

Essas pessoas se confundem. Conheço as meninas aqui do blog lá do fórum Not as a Last Resort, que claro, era sobre Harry Potter – mais sobre Ron e Hermione, até. Lucy, Lany, Vânia, e as inesquecíveis: Nik, Mi e Leninha. Além dessas lindas meninas que estão ou passaram por aqui, também há várias outras pessoas maravilhosas do fórum que dividiram comigo o prazer da leitura de Harry Potter e muito mais que isso: construíram amizades sólidas. São todas pessoas incríveis e especiais que quero sempre manter em minha vida. Obrigada por dividirem sonhos comigo. Melissa (que é muito especial, pois também agradeço a ela por compartilhar comigo o sonho da escrita), Renato (Willy Wonka!), Jaqueline, Lisa, Leka, Val, Murilo, Mari, Sandra, Nanda, Bel, Tata… Ufa, acho que não esqueci de ninguém.

Um professor de redação chamado Amir

Ele foi o primeiro a ler uma história minha e dizer: “já pensou em ser escritora? Você leva jeito.” Eu acreditei porque ele me fez acreditar. Obrigada, professor.

Meu marido

Ele divide comigo o amor pela leitura. Nós conseguimos passar horas lado a lado, dando-nos as mãos algumas vezes, imersos cada um em seus livros. Ele aguenta discutir por horas intermináveis sobre tal livro ou tal personagem e nunca se cansa. Ele leu Harry Potter no início do nosso namoro porque eu disse que namorado meu tinha que ler Harry Potter. Nós lemos A Torre Negra juntos, encontramos outros mundos além deste e formamos nosso próprio ka-tet. Nós juntamos livros na nossa estante. Ele me dá livros de presente e lê minhas histórias. Ele me diz para seguir meus sonhos. Obrigada, Felipe, eu amo você.

marioprataMario Prata

Nesse Top Ten Tuesday sobre lembranças literárias contei toda a história a respeito da minha ligação com Mario Prata. Eu o conheci em uma palestra em um cruzeiro e, graças à minha mãe que me empurrou para falar com ele, contei que queria ser escritora e ele dispensou meia hora do seu tempo com toda sua atenção (e um livro autografado) para me ouvir, me dar dicas e me incentivar. Ele é um homem engraçado e gentil, e um escritor talentoso e admirável. Obrigada, Pratinha.

Editoras que deram chance a esse blog… e às editoras que me deram uma chance como autora

Um ano atrás o Por Essas Páginas era muito bacana, mas não era grande como é agora. Um ano se passou e nós crescemos, como blog e como pessoas. E devemos agradecer às pessoas que tornaram isso possível. Obrigada a todas as editoras parceiras, que nos deram um voto de confiança e investem no blog, que confiam em nós para lermos e falarmos de seus livros. E, pessoalmente, obrigada às editoras que me deram um voto de confiança e confiaram no meu trabalho como autora. Isso é mais do que eu poderia imaginar.

Bônus +++

Aos leitores

Porque sem leitores, nada disso seria possível. Obrigada a todos vocês.

leitura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Shadai disse:

    post muito fofo esse!
    adorei várias histórias contadas nessa lista.

  • Melissa de Sá disse:

    Que lindo!

    Fiquei muito, muito emocionada lendo esse post. :) Nem precisa dizer que a parte de HP e J.K.Rowling me fizeram ir às lágrimas, né?

    E é engraçado, né, como tem gente que nos influenciou profundamente e nem sabe. Como o caso da bibliotecária e do professor.

  • Jullyane Prado disse:

    Nossa que top teen mais fofo e maravilhoso!!!! Obrigado também Karen por sempre dedicar seu tempinho com nós leitores!!! E nossa que perfeito que vc tem um marido que ama ler tbm!!! Gostaria que meu namorado fosse assim (gostasse de ler) rsrsr. Nossa e tem muitos autores que consegue nos ensinar tantos valores!!! Isso é magnifico!!

  • Isa Aragão disse:

    Harry, Ron e Hermione <3 <3 <3 ai ai, saudades das nossas aventuras :3 Agradeço, inevitavelmente, sempre a Queen Joanne <3 Cara, ela mudou minha vida para melhor. Ela foi uma das poucas pessoas que me incentivaram a ler.
    Ah, obrigada sua linda. Eu sempre soube que era importante haha. Brincadeira :3

  • Lany disse:

    Que post lindooo! *-* Eu não sabia que o Felipe tinha lido Harry Potter por sua causa hahaha!
    É claro que eu também sou MUITO grata a J.K.Rowling, Harry Potter e a todos do Not as a Last Resort. A maioria dessas amizades continuam até hoje e eu sou eternamente grata a elas!
    E é claro que na minha lista também entrariam as editoras que aceitaram o PEP como blog parceiro e os leitores que sempre comentam nos nossos posts! \o/
    Eu também adicionaria nessa lista:
    – Meg Cabot, que me ensinou de várias formas que nunca devemos deixar de sonhar;
    – Richelle Mead, que me ensinou que talento não cai do céu e que mesmo tendo o dom nós devemos a cada dia tentar aprimorá-lo. E é claro que eu sou muito grata por ela ter escrito um dos melhores casais que eu já li até hoje. E se eu fosse escrever tudo o que Bloodlines me ensinou, nossa, isso ia ficar enorme.
    – As bibliotecárias do meu colégio do ensino fundamental, que me ajudavam a escolher livros. Eu sou muita grata a da oitava série, que eu não lembro nome, que mandou um recado por uma amiga que HP4 estava disponível (eu já tinha desistido). Na verdade ela não poderia me emprestar, mas ela disse que sabia que eu iria conseguir devolver na segunda-feira (era uma sexta-feira). E é claro que eu devolvi. Talvez se eu não tivesse lido nessa época, eu não teria encontrado a Harryoteca, não teria feito as mesmas amizades… Enfim, talvez a história tivesse sido completamente diferente.

  • Top Ten Tuesday: Os dez personagens a quem sou grata « Por Essas Páginas disse:

    […] mas tudo bem, porque hoje o Top Ten Tuesday virou Top Ten Thursday Thanksgiving! E como uma vez já agradeci a dez pessoas relacionadas ao mundo literário, dessa vez vou agradecer a dez personagens! Vamos […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem