Top Ten Tuesday: Dez autores a quem sou grata

Essa semana comemora-se o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Eu sei que não é uma data comemorada no Brasil, mas decidi não mudar o tema original do Top Ten porque, se for pensar bem, todos temos algo pelo que agradecer, ou alguém a quem agradecer. Então, vamos lá.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Sir. Arthur Conan Doyle – Quando comecei a ler Sherlock Holmes, eu já gostava de ler. Mas foi com Sherlock Holmes que eu descobri o que é ser fan-girl, a ponto de correr para várias bibliotecas atrás de livros do autor (o meu bairro sempre foi carente das coleções de Sherlock Holmes…). Além do mais, Sherlock Holmes me ajudou a tentar aguçar mais meu senso de observação, então, muito obrigada.

J. K. Rowling – Não posso deixar de agradecer à J.K por criar um universo tão singular quanto o de Harry Potter, que me proporcionou momentos inesquecíveis (alguns eu até poderia hahaha), ajudou com que eu fizesse novas amizades quer perduram até hoje e que conhecesse pessoas de vários lugares do Brasil – e além rs. Além disso, eu acho que meu status de fan-girl meio que evoluiu com HP, uma vez que até fan-fics eu me arrisquei a escrever. rs

Homero – Certo, eu não li A Odisseia original, eu li uma adaptação, mas foi com essa história que eu fui conquistada pelos mitos gregos. A partir daí, corri atrás de material para saber mais das histórias dos deuses do Olimpo e toda a mitologia grega, intercalando com a romana.

Rick Riordan – Quando Harry Potter acabou, eu meio que fiquei em hiato eterno. Até que me recomendaram O Ladrão de Raios e eu, muito relutante, resolvi ler. Claro que adorei toda a série de Percy Jackson e os Olimpianos e fui acompanhando as demais sagas do tio Rick, sendo que agora estou lendo o terceiro livro da série de Magnus Chase, que fala de deuses nórdicos. Eu sei que o tio Rick está meio repetitivo, seguindo cartilha, mas não consigo parar. Gosto de aventura e as que ele escreve até o momento estão bem legais, então só agradeço.

Marcos Rey – Quem nunca leu os livros de Marcos Rey da série vaga-lume, procura por aí para tirar o atraso, porque é muito legal. Antes mesmo de me entrosar com Sherlock Holmes, já tinha lido alguns livros dele com aventura e mistério que adorei e isso me abriu portas para livros policiais mais densos.

Pedro Bandeira – A Marca de uma Lágrima foi um dos primeiros romances que eu li, se não o primeiro. E foi bastante marcante, por se tratar da época da adolescência e ainda ter uma personagem que desnudava a alma em poesia e lágrimas, mesmo sendo tão jovem. Meus agradecimentos e aplausos ao autor!

Carlos Drummond de Andrade – Porque foi Drummond que me fez gostar de crônicas e contos e poesia. Depois dele, eu li Paulo Mendes Campos, Rubem Braga, Vinícius de Moraes, Mário Quintana e tantos outros… Mas Drummond é muito ♥.

Sophie Kinsella – Uma autora que me fez morrer de rir no metrô com suas personagens femininas e atrapalhadas e seus problemas inusitados, seja com economia, trabalho, perda de memória, segredos e, principalmente, seus mocinhos maravilhosos! Muito obrigada!

Machado de Assis – Machadão simplesmente me fez ver que temos qualidade na Literatura Brasileira e, graças a ele, passei a valorizar nossos clássicos, mesmo que no momento eu não os leia muito. De certo modo, ainda tenho problemas com D. Casmurro, então se um dia eu for pegar algum clássico de Machado, com certeza será esse.

Autoras de romance de época – Julia Quinn, Lisa Keyplas, Suzanne Enoch, Candace Camp, Tessa Dare e muitas outras, o que seria das minhas ressacas literárias sem vocês aqui para me consolar com romances pra lá de hot e mocinhos impossíveis! ADORO! Obrigada!

Alguém aí tem um autor que merece sua gratidão? Comente aqui para nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Fernanda Barroso disse:

    Ah, J.K, Riordan, Austen; Lewis… quanto mais eu penso, mais nomes vão surgindo de escritores que sou grata por trazerem a magia dos livros pra minha vida. Como não ser grata, não é mesmo?

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Adoro a escrita da Sophie Kinsella e das autoras de romance históricos. Mas tenho vontade de conhecer alguns desses autores que escrevem aventuras, fantasia tipo Rick Riordan.
    Beijos!

  • Cabine de Leitura disse:

    Minha gratidão sem dúvida alguma é pra Mauricio de Souza e Walcir Carrasco, autores que me fizeram amar este universo literário. Hoje sou grande fã de Machado e Rowling, dos que você citou, os demais preciso conhecer melhor. Ótimo post.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com

  • Milena Soares disse:

    Olá, excelente essa sua lista, também morro de ri com os livros da Sophie Kinsella, curto todas essas autoras de romance de época que você citou, minha lista de autores que merece minha gratidão eterna é gigantesca.

  • Luan | @cluaz disse:

    Oi, tudo bem?
    Que postagem maravilhosa, também sou eternamente grato por Machado de Assis, ele diversificou mais a nossa literatura nacional apresentando ótimos livros e claro, a J.K, por ter criado um universo tão fantástico! Gosto bastante do Rick, apesar dele nunca deixar o Percy um pouco sossegado HAUAAUAUAH. Adoro a Stephanie Meyer, ela me fez entrar no mundo literário, mas infelizmente nos dias de hoje eu não tenho coragem para ler novamente crepusculo.


    Abraços,
    http://www.cluaz.tk

  • Bia (Paixões Literárias) disse:

    Olá!
    Eu adorei os autores escolhidos por você, tenho um carinho muito especial por Marcos Rey, pois os livros dele marcaram minha infância. Também adoro os livros da J. K. Rowling, Sir. Arthur Conan Doyle, Sophie Kinsella e Machado de Assis. Quanto as autoras de romances de época, só li “O duque e eu” da Julia Quinn e adorei, pretendo ler os outros da série assim que tiver um tempo sobrando.
    Bjos, Bia!

  • Larissa Zorzenone disse:

    Eu tenho muitos autores a agradecer também. J. K. Rowling é uma delas.

    Vidas em Preto e Branco

  • Haulisson Radynny disse:

    Hey!
    Penso que a gratidão é algo essencial, é sempre bom agradecer, ainda mais quando somos leitores. Parabéns pelo post.

    Haulisson, Menino Livros.

  • Wellida Danielle Santos disse:

    Olá, tudo bom?

    Adorei a ideia da postagem, nunca tinha parado para pensar sobre quais autores eu sou grata. Tem tantos que me marcaram, em diversas épocas da minha vida, que fica difícil a escolha. Então, eu posso roubar sua lista? Sinceramente, eu ainda não li livros tão aclamados assim, mas concordo com as suas escolhas, rs. Eu mudaria pouca coisa: tiraria o Homero e colocaria Maurício de Souza (não é bem escritor, mas suas histórias que me fizeram apaixonar pela leitura); e Sophie Kinsella pela Agatha Christie, que é a minha escritora favorita. O restante eu assino embaixo ;)

    Enfim, adorei a postagem e agradeço as indicações :)
    Abraços.

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Gostei muito da TAG, fiquei com vontade de fazer hahaha. Eu li a Rowling, o Carlos Drummond, a Kinsella (rainha, amo haha) e o Machado. Não sou mais fã de livros de época, porque eles me parecem ter a mesma fórmula com os mesmos estereótipos e as mesmas situações machistas. Não conhecia o Carlos Rey. Já tentei ler Sherlock, mas não funcionou pra mim. Tenho uma amiga que é bem louca por tudo do Sherlock, acho muito legal esse amor dela haha.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

  • Marijleite disse:

    Olá, amei essa sua ideia de post sobre autores a que você é grata! A J. K. Rowling também estaria na minha lista, pois foi Harry Potter que me fez retomar o gosto pela leitura. Mas o primeiro da lista seria o Stephen Chbosky, o livro dele mudou minha vida.

  • Fábrica dos convites disse:

    Que lista de peso esta sua de agradecimentos… Gostei que você não mudou o tema da original, ficou legal assim.
    Bjs Rose

  • Mia disse:

    Não sei a que autores eu poderia ser grata, mas com certeza em algum lugar da lista estaria o Conan Doyle.

    ;*

  • Thayenne disse:

    Olá,

    Agradecer é muito importante independente da nacionalidade, acho curioso que o Brasil ainda não tenha aderido a essa comemoração. Enfim, meu deus, se eu fosse agradecer a todos os autores que mudaram de alguma forma minha vida, eu passaria a vida aqui haha. JK e Rick Riordian com certeza estariam na minha listinha.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem