Top Ten Tuesday: Dez coisas que me assustam em um livro

toptentuesday_terror

Semana de Halloween e claro que o Top Ten Tuesday não ficaria de fora! E caiu, claro, para mim, Karen, a pessoa mais fã de terror e horror aqui no blog. E por isso mesmo tive um problema… Já fiz muitos tops de horror!!! Por exemplo, já fiz a lista de dez livros para o Halloween. Já falei de autores que gosto e muitos deles são de terror. Já falei de garotas más, de livros de terror que não li (na época), capas mais assustadoras… Enfim, para não repetir figurinha, encontrei esse tema que curti: dez coisas que me assustam em livros (e, talvez, nem sejam só livros de terror, viu?). Vamos lá?

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo The Broke and the Bookish!

50tons

Relacionamentos obsessivos

Muitas vezes critico alguns romances por aqui quando faço resenhas. A maioria das pessoas acredita que eu só não gosto do gênero, mas não é isso; tem muitos romances incríveis e pelos quais sou apaixonada (e suspiro sim!). Mas alguns romances me assustam como, por exemplo, Belo Desastre e Cinquenta Tons de Cinza; assustam porque romantizam relacionamentos obsessivos. Nos dois exemplos (e em vários romances populares por aí), as “histórias de amor” são baseadas em homens obcecados por mulheres permissivas e submissas (e não apenas no sentido sexual da coisa). Christian Grey literalmente persegue e vigia Anastasia Steele. A coisa só parece romântica e bonitinha porque a história é contada de um ponto de vista cor-de-rosa, mas a verdade é que relacionamentos como esse levam à histórias como a do livro Quarto, no qual um homem obcecado mantém uma garota por oito anos presa em um quarto, abusando sexualmente dela. E isso é extremo, nem vamos falar da forma mais “branda” de violência nesses relacionamentos, na qual a mulher não toma decisão alguma de sua própria vida (quantas vezes Christian manda Ana comer mesmo?).

DIARIODETOMRIDDLE

Objetos amaldiçoados

Tudo que for um artefato com alguma coisa obscura, misteriosa e maligna me dá medo, desde medalhões (lembram do medalhão de Salazar Slytherin?) até diários, livros, caixas misteriosas, o que for. E eu sempre fico com mais medo se não sei o que o troço faz. Sempre achei o maldito diário de Tom Riddle sinistro, desde o primeiro dia. Lembrem-se sempre das Horcruxes, crianças. Aliás, tem um livro muito bom do Stephen King sobre coisas (e elas nem são amaldiçoadas, mas dá medo), Trocas Macabras.

RE4-Screenshot-2

Fuga/ Esconder-se

Essa parte das tramas sempre me deixa mais apreensiva e cheia de tensão. Prefiro que o personagem enfrente logo – seja lá o que for – do que a parte em que é preciso se esconder ou fugir. É batata, esses momentos são sempre os piores. É melhor mergulhar logo no perigo. Percebo isso ainda mais claramente quando estou jogando videogame: em Silent Hill ou Resident Evil, por exemplo, eu sempre pulo os momentos de tocaia e parto pra luta. É muito melhor enfrentar nossos fantasmas do que nos esconder deles.

the-mist-foto-065

Seitas/ Religião

Quer uma trama bem maligna e insana de terror? Pega livros que tratam de seitas ou de fanatismo religioso. O troço é sempre perturbador. Stephen King é mestre nisso, ele adora questionar fanatismo, especialmente religioso, e sempre insere o tema da forma mais medonha possível. No conto O Nevoeiro, por exemplo, às vezes o que dava mais medo nem era o que se escondia na névoa, mas sim como uma fanática religiosa manipulava as pessoas a seus favor e da violência. Ah, e um livro brasileiro muito bom que toca no assunto de seitas é Até o Fim da Queda (e também tem objetos amaldiçoados).

chamado

Crianças

Crianças são assustadoras, ponto. Elas já são ligeiramente assustadoras normalmente, imagine quando estão em uma história de terror?

tortura

Tortura

Não sei se “assustar” é propriamente o melhor verbo. Acho que o medo é construído na antecipação, daí vem o susto quando algo acontece e depois o horror. No caso da tortura, o medo vem na perseguição, o susto quando esse alguém é capturado, o horror na tortura. É uma coisa mesmo horrível de se pensar. Pior ainda é saber que não é algo inventado, não é sobrenatural, não é ficção, é algo que acontece desde sempre e continua acontecendo. Tenho até um conto sobre isso, gratuito, que fala sobre tortura e Deep Web: Ninguém.

dark-corridor-595x320

O Desconhecido

É o que eu falei acima: acredito que o medo venha da antecipação. Falei também que se esconder, fugir, é algo assustador. Isso tudo faz parte do desconhecido, do que não podemos controlar. O melhor exemplo é a morte: ninguém sabe, de verdade, o que vem depois da vida, e por isso o medo, não exatamente de morrer, mas do desconhecido. Por isso, o autor que trata com cuidado esse tema tem muitas chances de assustar o leitor.

alameda

Carma

Eu tenho medo de carma. Nem precisa pensar num aspecto espiritual, mas sabe aquele ditado “tudo o que se planta, se colhe” ou “aqui se faz, aqui se paga”? Pois é. A vida parece um bumerangue. Pode demorar, mas quando a gente faz algo errado, isso volta. O problema é, novamente, não ter controle disso, não saber como, nem quando. É um tema que já tratei também, dessa vez no meu livro Alameda dos Pesadelos.

hannibal1

Pessoas

No fundo, de tudo que é assustador, as pessoas são mais. O mundo é feito de pessoas e, vamos concordar, ninguém é bonzinho de verdade. E há gente muito ruim, muito sádica por aí. E a gente nunca sabe o que esperar dos outros e sequer de nós mesmos. O mundo está repleto de desamor. As pessoas são o que há de mais assustador no nosso mundo. Boas histórias exploram isso, sob vários aspectos (alguns citados acima, inclusive).

ets

ETs

Mas o universo é muito grande e quem sabe o que está lá fora? Bem, essa é a minha grande confissão aqui: ETs empre me assustaram loucamente. É do que tenho mais medo. É horrível, só de saber que uma história é de alienígenas eu já fico apavorada. É claro que há regras: tem que ser o extra-terrestre clássico, homenzinhos verdes e magrelos, estilo Sinais e Arquivo X (mas eu vi/vejo ambos mesmo assim). Não vale me mostrar um livro de ficção científica que se passa em outro planeta ou vir com Doctor Who que aí não dá medo!

E vocês? Do que têm medo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Shadai disse:

    Excelente TTT! Me fez ficar com vontade de ler um bom livro de terror. (Se bem que, estou lendo Suicidas do Raphael Montes, e tem cenas de puro horror, mas há capítulos de apenas drama/policial que desacelera o ritmo e o choque).
    Os temas que mais me “assustam” são: tortura, seitas, psicopatas, e crianças sinistras um pouco.
    Não gosto muito do sobrenatural. Prefiro coisas palpáveis mesmo.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem