Top Ten Tuesday: Dez coisas que me desanimam em um livro

ttt2013

Esse tema foi bem fácil. Molezinha eleger 10 coisas em um livro que me desanimam – na verdade, eu poderia eleger muito mais que isso. Sou uma leitora muito chata exigente. Sabem aquele sentimento quando você encontra algo em um livro, torce o nariz e perde o pique da leitura? Pois é, é isso aí. Tem muitas coisas que me fazem torcer o nariz em um livro. Muitas mesmo.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish!

Machismo

Acho que essa é a coisa que mais me broxa na leitura. Tem coisa mais broxante do que ler um livro machista? Um livro onde um personagem é extremamente misógino e ainda assim é visto como mocinho? Não que você não encontre machismo em um livro exposto de um jeito interessante – como por exemplo em No Escuro (resenha na quarta por aqui!), livro que fala sobre violência doméstica e, claro, tem um personagem muito machista. Às vezes você encontra esse tema como um defeito de um personagem, algo a ser trabalhado nele, algo que ele possa evoluir. Mas algumas vezes – as realmente broxantes – encontrei esse tema tratado como algo… normal? Correto? Peraí, gente, aí não dá. Aí desanima e até revolta.

Estereótipos

A donzela frágil que precisa ser salva. O homem forte, musculoso e heroico. O nerd (provavelmente gordo, caso contrário, japonês) de óculos que mexe com computadores. O vilão completamente malvado e falastrão. Tem coisa mais chata que esteriótipos? É chato, é clichê, é preconceituoso. É broxante.

Narração lenta/ muita descrição

Você não precisa me descrever até a unha rosa choque com estrelinhas do dedo mindinho da protagonista. Muito menos o chinelo dela; eu tô pouco me importando com o chinelo da moça, a não ser que ele seja um fetiche sexual ou um símbolo de assassinato, capiche? (sério, gente, eu já li descrição de CHINELO!) Também não precisa passar três páginas inteiras para explicar que alguém está cozinhando batatas (viu, senhor Tolkien?). Uma das coisas mais legais em um livro é imaginar. Portanto, autores, deixem seus leitores imaginarem. Agradecida.

Personagem cheia de mimimi (drama excessivo)

É, eu estou falando com você, Juliette (Estilhaça-me/Liberta-me) e com você também, Tris (Insurgente). Há um limite para o mimimi, queridinhas. Sua vida pode ser uma droga, meu querido personagem, mas há um limite para o quanto de páginas (e horas da minha vida) você pode desperdiçar com o seu drama infinito, reclamando da sua vida. Maneirem, por favor. Se quiser reclamar vai lá no PROCON que meu ouvido não é pinico.

Triângulo amoroso

PIOR SE FOR UM TRIÂNGULO COM IRMÃOS! Se for com irmãos me dá mais bronca ainda. É de jogar na parede. Vejam bem, não é que eu sou completamente contra um triângulo amoroso. Tem uns que são legais, mas o problema é que é bem difícil sair do lugar comum e não deixar o livro virar uma novela. É preciso muito, muito cuidado. Então quando eu vejo um triângulo já fico meio assim, assim… será que vai dar certo? Porque geralmente não dá.

O romance pelo romance

Não sou o Coração Gelado, pessoal. Eu gosto de romance… mas até certo ponto. Gosto de um romance bem desenvolvido, que seja parte de uma história. O que eu não gosto é do romance pelo romance, daquela coisa de que o livro é só isso e nada mais. Aquela coisa de que os personagens respiram a paixão, não conseguem viver um sem o outro e pensam um no outro O MALDITO TEMPO INTEIRO. Peraí, né, gente? Mesmo quando você gosta de alguém, você ainda faz outras coisas da vida… Não é que seu coração vai parar de bater se você não pensar todos os minutos na pessoa amada. Menos, faz favor.

Linguagem muito rebuscada

Sei lá, não gosto, me dá aquela impressão de livro de vestibular. Eu gosto de Machadão, por exemplo, ele eu deixo ser rebuscado, mas olha que ele nem era tanto assim, quer dizer, tem autor clássico muito mais cheio de floreio que ele. Só que, atualmente, tem livros que, se tiver muito floreio, fica broxante. Pior, fica pretensioso. Por exemplo, um livro de terror não precisa ser cheio de palavras bonitas e difíceis, precisa?

Erros de português

Preciso nem comentar, né, pessoal? Essa daqui é pra desanimar qualquer um. Um erro ou outro, tudo bem, o autor é humano, o revisor também, até o editor é. Mas um monte?! Eu tenho um costume bem pentelho quando leio livro com muitos erros de português: fico anotando tudo que nem uma doida. Aí depois venho aqui e resenho pra vocês, enchendo de quotes, só para extravasar minha raiva. Pelo menos assim chego ao final do livro.

Notas de rodapé

Sei que é útil, mas eu não gosto não, gente. Começa a aparecer muitas notinhas já me desanima. Você tem que ir lá e ficar olhando a nota, parando a leitura, pensando em outra coisa. Coisa mais chata.

Ganchos apelativos para continuações

Não é que um livro não possa terminar com um gancho, não é isso, pessoal. É só que tem livros que não precisam de continuações, só isso. E aí os autores/editores, sei lá quem, querem simplesmente vender. Que nem diz meu marido, o famoso money grab. E aí vai lá e coloca aquele gancho fajuto para poder emplacar uma continuação, tipo S.E.G.R.E.D.O. Aí eu não leio. Só de protesto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • ana paula ramos disse:

    muito legal!!! eu não sou tão assim… (lendo os seus pontos de vista), mas concordo com vários: quando enrolam demais, descrevendo cada passo do personagem, tbem não gosto das notas de rodapé (nunca leio p falar a verdade) e a linguagem muito complicada em livros que deveriam ser mais simples……. acho que aprendemos a ser mais exigentes mesmo ne…..

    bjos

  • Jullyane Prado disse:

    Gostei muito Karen e nossa isso realmente irrita a gente, outra coisa que não gosto é aqueles livros que de tão clichês que são que quando você lê o primeiro capitulo, já sabe o final. Ou quando o autor fica tentando imitar um livro de sucesso de outro, eu percebi isso em Belo desastre e Easy, eu simplesmente ameeeeeeeeeei esse dois livros, mas o Easy tem muita imitação de B.D, isso se torna um pouco chato sei lá!!! rsrs!

  • Ana Paula disse:

    Eu estou lendo O teorema Katherine e estou achando super irritante uma personagem que tem um sotaque todo caipira. Tipo eu conheço pessoas que falam parecido (parecido pq ninguém é tão caipira, nossa!!) e repeito claro, mais uma coisa é falar/ouvir e outra é ler. É muito irritante e estou quase desistindo da leitura ):

  • Nivia Fernandes disse:

    Bom, da lista, as únicas coisas que não me irritam é texto rebuscado e triângulo amoroso, porque esses elementos sozinhos não me fazem desistir de ler. Mas se embutirem falta de conteúdo, protagonistas chatos e afins, daí não dá mesmo!

    Bom, eu adorei a parte que falou da Juliette! huahuahuahua Tem muito personagem com a vida mil vezes pior do que a dela e não reclama aquilo tudo!
    Nunca li livros com muita nota de rodapé. Por isso não sei te dizer o que sinto a respeito, mas a impressão é de que atrapalha mesmo. Qual foi a ocasião? A pessoa tava narrando a história do primeiro dicionário? rs

    Romance pelo romance: por isso eu não pego muito romance pra ler! rs O problema é que as pessoas acham que se não tiver isso no livro, ele não é interessante. Isso gera uns romances nada a ver em livros que não precisavam disso.

    Ótima lista! xD Tolkien ainda embala meus sonhos se o levo na bolsa pra ler… em qualquer lugar. rs

    Beijos!

  • Mari disse:

    Engraçado… Também não gosto de personagens drama-queens, que reclamam o tempo todo, mas não senti isso com a Tris, de Divergente. Aliás, até gosto da série e estou esperando pelo terceiro livro. Mas acho que isso pode ser bem subjetivo…

    Agora, machismo e linguagem rebuscada à toa também são itens que me fazem desistir do livro. E quando a personagem principal é extremamente boba? Nossa, teve livro que nem consigo olhar a a capa!

  • Renata Carvalho disse:

    Muita coisa que vc comentou aí eu tbm detesto e nem tinha percebido, mas agora que vc falou…
    Também já cansei de estereótipos (e é difícil encontrar livros que fogem disso). Não sou fã de triângulos amorosos e várias outras coisas que vc citou. Aco que todas, na verdade. =S
    Tudo é que é em excesso, cansa. Simples assim.

    Beijos,
    Resenhando Books

  • Liége disse:

    Puxa, Karen, que legal essa sua lista. De todas essas coisas, a que menos me incomoda é a narração mais lenta e as descrições – claro que demais cansa, e eu mesma, uma super fã de Tolkien, por vezes queria pular umas páginas de O Senhor dos Anéis XD – mas não fiz isso!

    Estereótipos me incomodam também, mas por vezes, se existe um certo trabalho em cima do personagem e ele vai se mostrando mais do que aquilo fica legal. Eu até curto um cliché bem trabalhado, confesso.

    Agora, de resto, assino embaixo! Eu geralmente desanimo bastante quando percebo triângulos amorosos nos livros, e romance por romance também me chateia. Puxa, eu amo romance, mas eu gosto que ele esteja inserido dentro de uma história maior… sempre gostei. Pode até ser um ponto super central, mas tem de haver algo mais. E sem “derretimentos” e mimimi, de preferência. Protagonistas lamurientos são realmente tenebrosos, ainda mais em uma narração em primeira pessoa!

    Quanto ao machismo, é isso que você falou, ele pode até aparecer como um elemento a ser trabalhado, mostrado, discutido na narrativa (em um cenário medieval faz sentido haver um grau de machismo no pensamento da alguns personagens, por exemplo), mas ser colocado como algo normal, bonito, digno de ser aplaudido, pior, ser um comportamento super aceito do “herói” da história… cruz credo!! O horror, o horror!

  • Caroline Centeno disse:

    Oi, boa noite.
    Tem um item que iria descordar TOTALMENTE ao ler o título que era “Romance por romance” aí ao terminar de ler te entendi porque odeio aquele livro que acaba toda hora rodando e rodando naquele tema sem nada de novo acontecer e só ter picuinha de pombinhos.
    Durante toda a postagem a seguir fui concordando passo a passo contigo porque sou chata com essas personagens femininas problemáticas , triângulos amorosos com irmãos nunca li só que odiaria ficar nessa parte de decidir quando deles seria o escolhido e outro ponto MUITO importante que é a apelação de um livro UAHASUHSAUSH
    Lembro até hoje que não comprei aquele livro “Secreto” ou “Segredo” que é um livro de autoajuda no final só que todo mundo comprou pelo marketing e a capa bonita.
    Odeio me decepcionar por isso tento me guiar por sinopse,resenhas e capa (:
    Enfim, achei super divertido essas 10 coisas que me desanimam em um livro.

  • Aline de Carvalho disse:

    Cara..descrição…li Identidade Bourne para acompanhar o namorado que está começando a ler e poutz grila….”pegou a perna direita, chutou com o pé esquerdo, deu com o dedo anelar na têmpora, o sangue voou 17 cm…” ¬¬’

    Muito irritante!

    Concordo plenamente com a lista! Parabéns!

  • Mylene Leme disse:

    Hahaha você é bem exigente rs!

    Bom tudo que for clichê e forçado não da mesmo, nem machismo, nem feminismo demais!!
    Falando em livros lentos, acho que já fará um ano que estou com o Drácula e O nome da rosa, mas PQP que começo parado, tudo explicadinho e ainda com umas palavras difíceis (que eu já não sou uma biblioteca ambulante, aí já viu). Mas eles estão ali com os marcadores a hora que to muito sem ter o que fazer vou la dar uma sapeada ¬¬’, acho que mais uns 3 anos termino de ler.
    Gente amo as crônicas de gelo e fogo, mas confesso que ficava pulando as partes que começava a descrever muito as comidas e as vestes, uma chatura!
    É… nem os livros são perfeitos… o.O

  • Rossana Batista disse:

    Adooorei o post!
    Eu tenho também algumas coisas que me fazem não querer ou parar de ler um livro. A maioria é igual a sua, mas uma que tira da lista mesmo são os dramas excessivos, já que eu, como amante de novelas mexicanas, amo muito <3

  • Roberta Moraes disse:

    Muito boa a lista. A maiorias dos que você citou também servem para mim. Mas o pior mesmo é o 10, porque aqueles final que te enrolam que só apenas para seguir uma continuação sem necessidade é horrível!

  • Jessica Lisboa disse:

    Para mim os piores dos piores, são linguagem forçadas e a a necessidade do autor querer continuar algo que nao precisa!!! Muita mancada isso, o que custa colocar a historia de um jeito facil e sem ter que te continuação?

    xx

  • Gabriela S. disse:

    personagem cheia de mimimi É O ÓÓÓ! Paro o livro na hora quando vejo que já ta passando dos limites! haha

  • Top Dez: As dez coisas que me desanimam em um livro | Eu, Papel e Palavras disse:

    […] é mais um post que postei originalmente lá no Por Essas Páginas. Eu leio muito e, por isso, é fácil pra mim eleger dez coisas em um livro que me desanimam […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem