Top Ten Tuesday: Dez livros que eu gostaria que tivessem continuações

ttt2013

Esse Top Ten Tuesday é um tema bem difícil para mim porque, geralmente, eu não quero que os livros tenham continuação, mas sim que eles não tenham continuação. Eu prefiro muito mais livros únicos do que séries e várias vezes já me revoltei aqui em resenhas quando descobri que um livro era na verdade uma série. Então se o tema fosse ao contrário, ele seria fácil. Porém, a vida não costuma facilitar e lá vamos nós a uma lista de livros que, não que eu realmente desejasse ler continuações, mas sim que eu sinto saudade dos personagens e, talvez, sim, eu gostaria de ler um pouco mais deles. De preferência em contos e histórias curtas, porque, de verdade, pessoal, todos os livros da lista são perfeitos do jeito que são.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish!

A menina que semeava, Lou Aronica

Essa foi uma das minhas leituras recentes e eu fiquei completamente apaixonada pelo livro, pelo mundo de fantasia e pelos personagens. Amanhã mesmo vai sair a resenha dele aqui no blog e vocês vão ver como o livro é maravilhoso. É um livro único, mas dava para ter continuações. Os personagens são cativantes e o mundo é fantástico. Mas já estou satisfeita que tem um conto à parte do livro, chamado Until Again.

Will & Will, John Green & David Levithan

Esse livro dá vontade de abraçar: o livro e os personagens. Sabe quando dá aquele aperto no coração por ter que abandoná-los? Você fecha o livro e fica uma saudade enorme daqueles que se tornaram seus amigos em tão pouco tempo. Mas o livro é perfeito do jeito que é: único. Resenha aqui e aqui.

Marina, Carlos Ruiz Zafón

Marina é como o exemplo acima: dá vontade de abraçar. Mas além disso é lindo, magnífico, brilhante, sensível, perfeito. Você fica arrasado quando o livro acaba: por causa das coisas que acontecem e porque é tão difícil se separar desses personagens. Porém, também é um exemplo de livro perfeitamente único, do jeito é, sem tirar nem por. Mas bem que eu sinto falta da Marina, do Óscar, do Gérman… Resenha apaixonada aqui.

Jogador Nº 1, Ernest Cline

Esse é um livro bem grossinho, mas tão bom, gente, tão bom, que você devora tudo de uma vez, chega no final e fica com a sensação de “quero mais”. Alucinante, envolvente e muito divertido. Eu devoraria fácil outras 400 páginas dele. Pena que acabou. Mas também é ótimo do jeito que é: único. Percebem como eu gosto de livros únicos, não? Só tem livros que eu amo nessa lista. Também tem resenha no blog.

A Culpa é das Estrelas, John Green

Preciso realmente dizer alguma coisa? Alguém aí não morre de saudade da Hazel e do Gus? E do Isaac? E de todo mundo nesse livro? Eu senti tanta falta deles que, imediatamente após a leitura, comecei a ler de novo. E leio quantas vezes for preciso porque essa história é linda e os personagens são tão verdadeiros e apaixonantes que é impossível se separar deles. Se o John Green resolvesse contar mais alguma coisa sobre os personagens desse livro, eu certamente correria para ler. Okay? Resenha aqui e post de queridinho do Gus aqui.

O Circo da Noite, Erin Morgenstern

Na verdade o que eu queria mesmo não era ler uma continuação. O que eu queria de verdade era uma entrada para o circo. Quem não quer ao ler esse livro? Tudo nesse espetáculo é mágico e fascinante. Tudo é lindo. Eu não me apeguei tanto assim aos personagens, mas sim ao Circo, que, bem, é o personagem principal da história, no final das contas. Ah, como eu queria que ele aparecesse na calada da noite aqui… Ah, e tem resenha, claro.

Sete de Paus, Mario Prata

Esse sim eu, realmente, gostaria de algumas continuações. Na verdade não seriam sequências diretas, mas sim mais histórias do detetive Fioravanti, a exemplo de outros detetives famosos, como Poirot, Miss Marple etc. Histórias únicas, porém do mesmo detetive. Quem sabe, né, Mario Prata? Resenha apaixonadíssima aqui.

A Menina que Roubava Livros, Markus Zuzak

Esse livro é perfeito do jeito que é, único, mas é outro exemplo de história em que a gente se apaixona pelos personagens e sente saudade deles. É difícil fechar o livro, já que o final é devastador e a gente se apega muito aos personagens. Se o Markus Zuzak escrevesse mais alguma coisinha deles… talvez um conto, algo da Liesel, eu leria com certeza. Resenha aqui.

Cai o Pano, Agatha Christie

Eu sei que tem vários livros do Sr. Poirot. Mas Cai o Pano é o último e a gente tem dificuldade de se despedir, não é mesmo? Eu tenho vários livros do Poirot que jamais li e tenho que ler, mas quando li o último deu aquele vazio… Na verdade, eu queria mesmo era que a Agatha Christie fosse imortal. Todos os bons escritores deveriam ser imortais.

Harry Potter e as Relíquias da Morte, J. K. Rowling

Harry Potter é tudo de bom, é perfeito do jeito que é e acabou na medida certa, no livro certo. Mas, sabe com é, eu falo isso, mas se a Jô aparecesse com alguma coisinha a mais… Eu sei que tem o Pottermore, mas livro é livro né? Aliás, eu preciso voltar ao Pottermore. Enfim, Harry Potter é tão bom, tão bom, que nunca é demais. Resenha dos livros aqui.

E vocês, que livros gostariam que tivessem continuações?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Camila disse:

    De todos esses que você citou, sinto identificação imediata com três livros, Harry Potter por que sempre estaremos prontos para mais um pouco, O Circo da Noite, que sim também torci para ter pelo menos uma noite nesse luga tão fantástico e Cai o pano, e concordo plenamente que Agatha Christie deveria ser imortal, nunca me canso de Poirot ;)

  • Karen disse:

    Não é? A Agatha tinha que ser imortal. Eu fico guardando livros dela para ler em outra ocasião porque tenho medo de chegar o dia em que terei lido todos! O_o
    Harry Potter a gente sempre quer mais mesmo, não tem jeito… Mas olha, recomendo mesmo todos os livros que citei. São muito bons. =)

  • ana paula ramos disse:

    Dos livros que vc citou, só li A Menina que Roubava Livros, e que seria ótimo uma continuação (esperando, com medo, o filme agora) e o Harry Potter, que seria um sonho, se tivesse uma continuação…… será que algum dia vamos nos convencer??? acho que não né!!! :D

  • Karen disse:

    A gente nunca vai se convencer que Harry Potter acabou, Ana. Faz parte de ser fã! ;) Não acabou pra gente, as vidas dos nossos personagens queridos ainda estão acontecendo. =)

  • Taty disse:

    Bem eu penso em continuações também mas para alguns livros que você citou não tem jeito de continuar por que alguns morreram e outros chegou mesmo ao fim da estoria rsrs, mas não custa imaginar né hehe

    bjos

    Ps. Gostei do seu blog, conheci agora e achei maneiro, parabéns

  • Karen disse:

    É, na verdade eu acho que os livros que citei são perfeitos do jeito que são: únicos. Mas ainda assim não me importaria de saber um pouco mais dos personagens, fica a saudade deles né?
    Obrigada, Taty, apareça mais no blog!

  • Juliana disse:

    Eu também ! Tem livros tão maravilhosos que desejamos continuações , eu tenho um exemplo: A última musica!
    Eu sou super fã desse livro

  • Karen disse:

    Ainda não li A Última Música! Mas tem livros assim mesmo, que a gente queria um pouquinho mais…

  • Jullyane Prado disse:

    É concordo com vc, a maior parte desses livros, seria mesmo legal que tivesse continuação. Por exemplo A menina que roubava livro gentee esse livro é perfeito, emocionante e eu gostaria muito de ler uma continuação dele!! Mas é uma pena né?! Tem livros que nem são tão legais assim e não tem continuação. Aff. Um livro que vc não colocou aí e que eu queria muito continuação é: Soul Love- A noite o céu é perfeito!!!

  • Karen disse:

    A Menina que Roubava Livros é tãaao perfeito! Ainda bem que vai ter o filme, vai dar pra matar um pouquinho a saudade. Não conhecia o livro que você citou, vou procurar!

  • Cris Aragão disse:

    Eu amo livros únicos. Por isso, mesmo os que eu amei não queria que tivessem continuação, são perfeitos assim mesmo e sempre dá para reler e descobrir novos aspectos que não notei numa primeira vez.

  • Karen disse:

    Cris, to com você. Prefiro livros únicos, eles geralmente são perfeitos do jeito que são. Os que eu citei acima são perfeitos desse jeito: únicos. Mas eu poderia fazer uma lista com muito mais facilidade sobre livros que eu não gostaria que tivessem continuações!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem