Top Ten Tuesday: Dez livros que marcaram a minha infância

Hoje eu decidi mudar completamente o tema do Top Ten Tuesday, em comemoração ao Dia das Crianças. rs

Convenhamos, o tema seria “dez capas primaveris”, mas capas que me remetem à primavera são aquelas cheias de flores e não estou com paciência para elas agora. rsrs

Então, convido vocês a conhecerem um pouco os livros que me acompanharam durante a infância e adolescência.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

O Caso da Borboleta AtíriaO Caso da borboleta Atíria, Lúcia Machado de Almeida – Foi um dos primeiros livros que li que eram “mais longos”. Da série vaga-lume, quando se tem 11 anos, é normal achar que um livro assim é enorme, já que tem mais texto do que figuras. rs

SoprinhoSoprinho – O Segredo do Bosque Encantado, Fernanda Lopes de Almeida – Soprinho é um livro muito fofo, cheio de lições. Eu lembro que tínhamos essa versão lá em casa e ele estava todo detonado (o livro era do meu irmão rs). Não sei que fim levou, mas deu saudade.

Sozinha No MundoSozinha no Mundo, Marcos Rey – Um dos meus favoritos do autor, lembro que uma de minhas irmãs havia ganhado de amigo secreto. Foi lido e relido várias vezes, e acho que é merecedor de uma adaptação em série, ficaria muito legal! Super recomendo.]

A marca de uma lágrima, Pedro Bandeira – Eu li esse livro aos 14 anos e foi recomendação da escola, não havia tanta polêmica como teve até pouco tempo atrás. Um dos primeiros romances “suspirantes” que eu li, o meu primeiro crush literário (na época o nome não era crush hahaha) e uma história pra lá de boa. Resenha

Um Estudo Em VermelhoUm Estudo em Vermelho, Sir Arthur Conan Doyle – Tudo bem, esse livro não é YA, mas me marcou muito, porque eu li quando tinha entre 13 e 14 anos e foi meu primeiro contato com Sherlock Holmes, meu detetive favorito e personagem favorito de todos os tempos, com todos os seus defeitos e carisma.

A Ilha PerdidaA Ilha perdida, Maria José Dupré – Mais um livro da série vaga-lume por aqui, este também lido várias vezes. Confesso que a primeira vez eu achei chato e a leitura arrastada, depois eu li novamente e reli e acabei tomando gosto pela história, que é muito legal e nem um pouco chata. rs

O escaravelho do diaboO escaravelho do Diabo, Lúcia Machado de Almeida – Acho que esse foi o melhor livro da autora até agora. Acho impossível alguém ler e não gostar. Chegou a ser adaptado, mas ficou completamente diferente, sugiro a leitura.

PollyannaPollyanna, Eleanor H. Porter – Até onde me lembro, peguei Pollyanna na biblioteca da escola, e ficava renovando aqui e ali. Eu gostei muito da história e só alguns anos depois descobri que existia Pollyanna Moça. Eu ainda prefiro a versão de quando ela era criança e usava seu “jogo do contente”.

Para Gostar de Ler -  Volume 2Para gostar de ler (volume 2), vários autores – Meu primeiro contato com crônicas de Fernando Sabino, Rubem Braga, Carlos Drummond de Andrade e Paulo Mendes Campos. Eu dava boas  risadas com as pequenas histórias contadas. Pode até parecer esquisito falar que esse livro “marcou” minha infância, mas uma das lembranças literárias que tenho são das crônicas que eu lia.

A fada que tinha idéiasA Fada que tinha ideias, Fernanda Lopes de Almeida: Esse eu li como recomendação de uma professora. É um livro muito fofo que também carrega pequenas lições para a criançada parar pra pensar. Adorei!

Esse Top Ten, além de ser bem proveitoso para a criançada (olha quanta sugestão aí, gente!) foi também 95% só de livros nacionais! Bom saber que se você quer iniciar seu filho/filha na leitura, não precisa recorrer de cara aos livros estrangeiros, temos ótimas referências aqui!

E vocês? Contem aí sobre seus livros da infância!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Michelle Pereira disse:

    Oi oi!
    Adorei a lista! Eu não lembro de ter lido nenhum desses livros na minha infância hahaha
    Mas lembro da coleção vagalume e do Pedro Bandeira.
    Do que esteve nas minhas mãos quando era criança, lembro de: aos trancos e barrancos, o rouxinol e a rosa e os miseráveis (versão do Walcyr Carrasco).
    Bj

  • Porre de Leitura e Livros disse:

    Olá! Tudo bom?
    Nossa que legal seu post de comemoração do dia das crianças, acho muito importante incentivar a leitura nessa etapa da vida.
    Beijinhos, Joyce de Freitas.

  • Cabine de Leitura disse:

    Eu li O escaravelho do diabo e adorei, Pollyanna eu li apenas a continuação e é perfeito, quero muito ler este, assim como o do Pedro Bandeira.
    Gostei muito de conhecer os livros que te marcaram.

    Beijos.

  • Livros Que Li disse:

    Muito bom ler esse post porque há um tempo tava tentando lembrar o título de um livro que me marcou tanto e aqui encontrei ele, que é o O escaravelho do Diabo da Lúcia Machado de Almeida. Você não sabe a felicidade que eu tô de ter reencontrado esse livro logo aqui na blogosfera!

    No mais, tenho muita vontade de ler os outros, pois acho que os livros produzidos nesse estilo são muito bons, o único que eu conhecia além do Escaravelho, é o Um Estudo em Vermelho. Fico feliz por ter compartilhado um pouco das suas impressões e experiências.

    Beijos!

  • Evy disse:

    Vi que tem muitos da coleção Vagalume nesta lista e me identifiquei. Também passei a infância lendo esses livros! Sobre A Ilha Perdida, o que dizer? Esse livro me marcou muito na infância e até hoje tenho um carinho imenso por ele. Nossa infância foi bem parecida nessa questão hahah Amei seu post!
    by: atravesdaescrita.blogspot.com

  • Morgana Brunner disse:

    Sinto-me completamente envergonhada pois não conhecia nenhum desses livros, mas é sempre bom conhecermos novas dicas e parecem ter sido livros que marcaram mesmo, então remetem que devem ser ótimas leituras.
    Beijinhos

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Sozinha no mundo é um livro que me marcou bastante na infância. Adorei poder vê-lo sendo citado aqui.
    Beijos!

  • Camila Vieira disse:

    Olá, tudo bem?
    Adorei a sua lista!! Já li Pollyanna e A Ilha Perdida, são livros muito especiais para mim.

    Beijinhos,
    livroseimaginacoes.blogspot.com.br

  • Naylane Sartor disse:

    Oie!

    Quando eu era criança não gostava de ler, então nem tem nenhum livro que tenha me marcado, mas quando comecei a ler lá pelos meus 12 anos, ai sem tem uma penca de obras que marcaram aquela época!

    Bjss

  • Douglas Fernandes disse:

    Eu não tive muito contato com livros na minha infancia, só os gibis da turma da monica mesmo… rsrs
    o primeiro livro que li foi da Depois do funeral – Agatha Christie e que peguei o gosto pela leitura… rsrs

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Oi, tudo bem?
    Adorei o tema que você escolher. Dos livros que vc citou, já li vários. Nem todos eles me marcaram muito, mas Pollyana e A marca de uma lágrima estão entre os meus queridinhos até hoje.
    Fiquei até com vontade de reler os dois. Amei o post!
    Beijos!

  • Valéria disse:

    esse post me deu uma nostalgia… A marca de uma lagrima é uma história linda, me apaixonei pelo autor a partir dai… A fada que tinha ideia tbm é uma leitura linda… <3
    Adoro as edições da coleção Vagalume…
    bjs…

  • Isabel Cristina Góes disse:

    Olá, tudo bem?

    Legal o post, li quase todos os livros

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem