TTT: Dez livros que a leitura foi uma tarefa difícil

Quando eu li o tema do Top Ten Tuesday dessa semana eu quase fiz uma dancinha da vitória, porque eu poderia fazer uma lista bem maior do que só 10 livros. “Dez livros que a leitura foi uma tarefa difícil” não tratam daquelas obras que tratam de um tema delicado ou que me fez chorar do início ao fim… Não, essa lista é para aqueles livros que você fica se perguntando quando que vai chegar o final e você vai poder se livrar daquela tortura. É muito difícil eu abandonar um livro, normalmente eu vou até o final, principalmente os de parceria. Eu acho que uma história pode sim mudar (ou pode ficar ainda pior) então eu sempre tento dar uma chance. Mas tem alguns casos que inclusive, eu tive que quebrar essa regra.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish!

1. Melhor que chocolate, Laura Florand [Resenha] – Esse era o livro que tinha tudo para dar certo (Paris + Chocolate) mas no final deu tudo errado. O principal problema de Melhor de que chocolate é que, talvez por causa de ser uma série, ele não tem um enredo muito bem definido. O clímax do final é extremamente fraco o que acaba prejudicando muito a leitura porque ela fica linear. Não tem como prender o leitor se o conflito principal não é interessante.

2. Carta de amor aos mortos, Ava Dellaira [Resenha] – Eu fiquei muito animada em ler esse livro, principalmente por causa das resenhas maravilhosas sobre ele mas… Eu não consegui me conectar com a protagonista e por isso a leitura foi muito prejudicada. Até hoje eu realmente me pergunto o que aconteceu, porque tinha tudo para eu amar essa história…

3. Intenso demais, S. C. Stephens [Resenha] – Estou fugindo de livros New Adult desde quando terminei a leitura desse. Ele tem 464 páginas e eu fiquei com o sentimento de que ficaria presa nele e ele nunca, nunca, nunca iria acabar. Os personagens precisavam ser muito melhor trabalhados – não dá para entender metade das decisões que a protagonista faz.

4. O momento, Douglas Kennedy [Resenha] – Mais um livro enorme, 528 páginas, e depois que eu passei da primeira parte que era interessante… Foi difícil terminar a leitura. Tirando um trecho da minha resenha: “Em primeiro lugar, o livro é extremamente descritivo, de uma forma excessiva. Existiram várias cenas que eu até agora me pergunto o motivo delas. Completarem mais de 500 páginas? Porque em várias delas não teve nenhuma adição ao enredo e nem desenvolvimento do personagem. Alguns parágrafos eram enormes e como a letra era muito pequena, quando eu percebia, já estava pensando no que tinha que fazer no dia seguinte e tinha me perdido completamente a leitura. Sendo sincera? Muitas partes me deram sono, porque faltou dinamismo em diversas cenas.”

5. Aconteceu em Paris, Molly Hopkins [Resenha] – Alguém me avisa que só porque o livro se passa em Paris ele necessariamente não é bom? Infelizmente eu tive muitos problemas durante a leitura por causa da protagonista. Para mim, não adianta um livro ter cenas engraçadas se eu não consigo simpatizar com a personagem principal e a Evie tem muitos problemas.

6. Esperando por você, Susane Colasanti [Resenha] – Esperando por você tinha tudo para ser aquele livro leve e divertido para ser lido em um tarde só. Mas a base para livros assim é ter personagens cativantes – e infelizmente não foi isso o que aconteceu.

7. Casório?!, Marian Keyes – Esse foi um livro que eu não consegui terminar. O começo estava muito lento e é claro que analisar o número total de páginas só acabou me desanimando ainda mais. A Marian Keyes é assim, tem livros que eu amo, tem livros que eu não consigo nem terminar.

8. Cinquenta tons de cinza, E. L. James – Eu já contei aqui várias vezes como eu li esse livro por causa de uma aposta e o livro foi bem pior do que eu imaginava. Cheguei até o final mas não foi nada fácil…

9. Eragon, Christopher Paolini – Eu conheço várias pessoas que amam essa série, mas não consegui terminar nem o primeiro livro.

10. A garota do calendário, Audrey Carlan – Eu fiquei curiosa por causa da tanta propaganda sobre essa série, mas eu já imaginava que não fosse gostar. Foi exatamente isso o que aconteceu e eu não terminei de ler o livro.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Shadai disse:

    tem uns clássicos que são longos e bem chatos a meu ver: Frankenstein e 100 anos de solidão demorei muito para terminá-los.
    Psicopata Americano é muito bom, mas um tanto quanto repetitivo e longo também.

  • Morgana Brunner disse:

    Adoro essas tags pois sempre são boas para conhecermos melhor os livros, eu não li nenhum dessa sua listinha, mas aquele cartas de amor aos mortos é o que mais tenho vontade e curiosidade para realizar a leitura, por mais que tenha sido difícil para ti.
    Beijinhos e muito sucesso.

  • Fabrica Dos Convites disse:

    Também tenho esta ideia de insistir que algo pode acontecer e tudo melhorar. Mesmo com a leitura difícil, vou intercalando com outras leituras para chegar até o fim.
    Destes que você citou, li Cartas de Amor aos Mortos, Intenso demais, Esperando por Você e 50 Tons, mas ao contrário de você, eu gostei de todos, em graus diferentes, até por conta dos gêneros. Instenso Demais eu peguei bronca da personagem, é verdade, mas gostei da história. Cartas de amor acabou me emocionando em muitos momentos. 50 tons me chamou atenção pela parte psicológica, pois a parte hot, já tinha lido livros muito mais quentes…
    Bjs, Rose

  • Jennifer Silva disse:

    Oii! É bem chato quando isso acontece, também tenho alguns livros que não conseguiram me prender nem um pouco e outros em que eu não conseguia me conectar com a personagem principal. Da sua lista, o único que li foi 50 tons de cinza haha. Mas também tenho vontade de ler Carta de amor aos mortos, achei a história muito interessante, espero não ter a mesma decepção. Adorei a sua tag, bjss!

  • marinalva disse:

    Boa noite, eu não sou de desistir de leitura, as vezes dou um tempo e intercalo outra leitura, já li o 50 tons e Aconteceu em Paris.

  • Milena Soares disse:

    Dessa sua lista só já li dois e gostei, tem cinco desses na lista de leitura, é muito difícil eu abandonar uma leitura.

  • Beatriz Andrade disse:

    Dessa sua lista eu li A Garota do Calendário (que eu sou muito fã) e todos os livros 50 Tons, 50 Tons se eu fosse ler hoje eu não gostaria, mas na época que eu li eu li mais de 3 vezes e adorava. Eu ainda gosto, mas tem muita coisa que me incomoda.

  • Daniela disse:

    “Carta de amor aos mortos”…NOSSA! Como eu te entendo!
    Passei até o livro adiante!

  • Marta Izabel disse:

    Desses dez livros só li Carta de amor aos mortos e Cinquenta tons de cinza ambos gostei muito da leitura, mas até hoje não sinto a minima vontade de ler os livros da série da garota do calendário.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem